sábado, 31 de maio de 2014

DEFENDA SEU CAMPO DE LENTILHAS
2 Samuel 23.11-12
No tempo do rei Davi eram muitos os desafios, mas ele contava com seus “Valentes”. Eles eram os heróis que realizaram grandes feitos, registrados nas Sagradas Escrituras. Um deles chamava-s...e Samá. Mas o que fez Samá para ser considerado um herói? Ele defendeu um terreno com um campo de lentilhas em Israel, enquanto o povo israelita fugia. O que são lentilhas? São leguminosas tipo sementes, contendo muito ferro, muito nutritivas mas, de pouco valor comercial. Segundo a Bíblia, Esaú cedeu a Jacó seu direito de primogenitura em troca de um prato de lentilhas. Mas Samá achou um desaforo que os filisteus subissem para destruir as plantações de Israel. Samá também sabia que estava ao lado de um povo acostumado a fugir. Por que defender algo de tão pouco valor? Aquele campo poderia ser sem valor para outros, mas tinha valor para Samá. Devemos valorizar o que Deus nos deu. A Palavra diz que “os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis”. O que significa isso? Que aquilo que Deus nos dá ele não invalida, nem toma de volta. Será que Deus está preocupado com lentilhas? Na verdade Deus quer que aprendamos as lições desse episódio. Muitos estão deixando que os demônios (os filisteus atuais) destruam o que é seu. Então, o que devemos defender?
A unção de Deus precisa ser defendida
Só tem a visão de Deus quem tem a unção do Espírito Santo. A unção é o chamado de Deus, a capacitação para realizarmos a sua obra. Foi pela unção do Espírito Santo que Davi se tornou um rei vencedor em Israel. Por isso Paulo disse que foi fiel à visão celestial (At 26.19). Então, como defendemos a unção? Quando nos afastamos do pecado, guardamos a Palavra e a praticamos, permanecendo na presença do Senhor (Sl 119.11 e 105.4). Hoje temos a Palavra de Deus em nossas mãos e também o Espírito Santo conosco, que nos guia, nos ensina e nos capacita com sua unção e seus dons maravilhosos. Ora, se Samá deu a sua vida para defender um campo de lentilhas, nós também devemos defender a unção que Deus nos deu.
Defenda sua família
Vivemos dias difíceis, dias trabalhosos. O inimigo tem levantado um grande cerco contra a família instituída por Deus. Vivemos a era da crise familiar. Mas se Deus te colocou numa família, defenda-a. Honre seu cônjuge. Respeite-o e ame-o profundamente. Clame ao Senhor pelas promessas que ele fez para a sua família.
Defenda seus filhos
Os seus filhos são também o seu campo de lentilhas. Procure saber quem são os amigos de seu filho ou de sua filha, pois hoje há muitas “invasões” sobre crianças, adolescentes e jovens, tais como as drogas, os vícios e impurezas,como imoralidades, O que acontece com um campo que não tem cerca? Imponha limites aos seus filhos, enquanto são menores. Oriente-os, se são maiores. "Ensina o teu filho no caminho que deve andar" (Pv 22.6). Não deixe seus filhos dormirem na casa de seus colegas, a não ser que você conheça bem os seus pais. Mesmo assim, o melhor é não permitir. Seus filhos podem não ter valor para os outros, mas são valiosos pra você!
Defenda sua fé
Onde está a tua fé? Em que ela está baseada? O que você está fazendo com a fé que uma vez por todas foi entregue aos santos? "Está escrito: o meu justo viverá pela fé", diz o Senhor (Rm 1.17b). A fé só se baseia na Palavra de Deus, que não passa mas, permanece para sempre. Por isso Paulo disse “combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé!”.
Então, como fazer para defender o seu “campo de lentilhas”?
Não fuja como o povo israelita
V. 11c - Levante-se com coragem, posicione-se e não siga o caminho da fuga. Se você não defender seu campo de lentilhas, ou seja, um bem quase sem valor, como você defenderá os bens mais valiosos? Não esqueça que se Deus está conosco nós já somos maioria. Coloque-se no meio do seu campo de lentilhas, e resista corajosamente.
Lute por seu campo
V. 12a - Não aceite que o medo, a crítica ou o desânimo te assustem. Não desista no primeiro obstáculo. Lute pelo que Deus te deu. Jesus nos disse que tudo o que pedirmos em oração, crendo, receberemos (Mt 21.22). É a mesma coisa nas nossas lutas: se perseverarmos venceremos! Quem sabe você está orando por alguém da sua família. Então declare: “eu e minha casa serviremos ao Senhor!”
O Senhor te dará grande livramento
V. 12b - Samá tomou posição naquele terreno, isto é, ele se posicionou decisivamente e defendeu aquela plantação. Então diz o texto que “o Senhor efetuou um grande livramento”. Deus estava com Samá, e lhe deu grande vitória. Assim também o Senhor fará contigo, na defesa do teu campo de lentilhas.
Conclusão
A bíblia diz que o diabo não tem nada e não dá nada pra ninguém, pois “ele vem para roubar, matar e destruir”. Mas Jesus veio para dar vida, e vida com abundância. Jesus veio para libertar o cativo e restaurar-nos para a glória de Deus. Portanto, não arrede o pé do seu campo de lentilhas. Não abra mão daquilo que Deus te deu. Veja o que Deus te deu: sua vida, sua saúde, seu casamento, seus filhos, sua família, seu negócio, seu emprego, a unção de Deus, seus sonhos etc. Não fuja, mas lute e seja valente, e o Senhor te dará grande livramento!

terça-feira, 27 de maio de 2014

 
SALMO 119. 113-120 – DO DESESPERO À ESPERANÇA
“TU és o meu refúgio e o meu escudo; na Tua Palavra tenho posto a minha esperança; não me deixes envergonhado da minha esperança.” – Salmo 119.114 e 116.
Esperança é confiança. Esperar é acredit...ar que se vai conseguir o que se deseja. É contar com isso. Na Teologia a esperança é representada por uma âncora.
Vamos ver na Palavra de DEUS algumas caracterísitca da Esperança espiritual:
> A Esperança permanece para sempre: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor; 1 Coríntios 13.13
> A Esperança inspira uma vida santa: “E qualquer que nEle tem esta Esperança purifica-se a si mesmo, como também Ele é puro.” – 1 João 3.3
> A Esperança é um tesouro dos céus: “Ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes com todos os santos, por causa da Esperança que vos está reservada nos céus, da qual já ouvistes pela Palavra da Verdade do evangelho.” Colossenses 1. 4-5
> A Esperança anuncia a volta do Senhor Jesus: “Aguardamos a feliz Esperança e o aparecimento da Glória do grande DEUS e nosso Senhor Jesus Cristo.” – Tito 2.13
A falta de Esperança em nossa vida leva ao desespero, ao desânimo, à falta de coragem e ao cansaço da vida. Temos exemplos na Vida de pessoas da Bíblia que, em desespero, desejam morrer.
> profeta Elias – 1 Reis 19.4
> profeta Jonas – Jonas 4.8
> o patriarca Jó – Jó 3.11
Esperança é, portanto, a âncora da alma, que nos dá firmeza em acreditar na Palavra do Senhor. É a certeza de que não vamos afundar nas tempestades da vida. É exatamente isso que o apóstolo Pedro fala em sua primeira carta, capítulo 1 verso 3.
“ELE nos gerou, de novo, para uma VIVA ESPERANÇA pela ressureição de Jesus Cristo dentre os mortos.”
Você tem Esperança ou vive em desespero?

sábado, 24 de maio de 2014

LEAO,URSO E FILISTEU.
1 Samuel 17:37
37 Disse mais Davi: O Senhor, que me livrou das garras do leão, e das garras do urso, me livrará da mão deste filisteu. Então disse Saul a Davi: Vai, e o Senhor seja contigo.
I) O Leão, o Urso e o Gigante
1) O Leão é ...um animal forte, voraz e devorador. Com a sua patata pode abrir brechas. Sua queixada é ‘poderosa’
a) O leão representa os desejos mais intensos da natureza humana e que não são fáceis de serem vencidos: sexo – dinheiro – poder
sexo – o sexo desregrado que leva o homem a uma vida de imoralidade.
dinheiro – o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males.
poder – faz as pessoas perderem as referências de família, de honestidade e faz viver num senso desprovido de moral.
b) O orgulho – é a deidade do homem, o homem pelo homem – soberba (Pv 6:16) – Davi pedia a Deus para livrá-lo da soberba.
c) Os problemas com potencialidade de destruição – representa os inimigos cruéis e poderosos e entre eles está Satanás.
2) O URSO – astuto, ágil, garras grandes, força na pata, com o golpe de sua pata amassa a cabeça de qualquer animal e também do homem.
a) O urso representa aquelas coisas que nos prendem, mas não conseguimos largar – bebida, cigarro, drogas, etc.
b) Representa a competição da vida, sempre tem alguém mais ágil que nós.
c) Representa os duros golpes da vida: traições, perdas, ingratidões, injustiças.
3) FILISTEU = GIGANTE = 2,75 M DE ALTURA
a) Simboliza/representa os grandes desafios de nossa vida . Qual o seu grande desafio? manter casamento, sustentar a família, etc.
b) Representa o que é maior do que você.
c) Representa aquilo que é mais bem preparado do que eu.
II) LIÇÕES
1) As experiências advindas de lutas e adversidades nos fazem crescer. Davi estava preparado emocionalmente, mas Israel não estava preparado, pois nunca tiveram de enfrentar uma força maior ou parecida. Davi olha e não tem medo, e quer enfrentar. O exército teve medo e Davi teve fé.O povo de Israel não teve percepção espiritual e Davi teve.
2) Jesus nos prepara para confrontos maiores.
3) Existe a lei da proporcionalidade: quanto maior a luta, maior será a vitória.
4) O melhor dos homens nos atrapalha. (Quando Saul queria vestir a armadura em Davi)
5) Deus usa Davi como Davi e é como Davi que vai vencer. Assim Deus quer nos usar.
6) Não somos nós, nem o que somos, nem o que temos que nos faz vencer, o que faz diferença é Jesus em nossas vidas.
7) Precisamos depender totalmente de Deus.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

QUAL O PECADO DO PATRIARCA JO’ ??
PATRIARCA JO’ ??
A notícia dos sofrimentos de Jô correu por nações vizinhas. Os três amigos se encontram e seguem juntos para a terra de Jô. Queriam levar algum conforto ao companheiro em dificuldades:
Vira...m Jô ao longe, desfigurado, e mal puderam acreditar. Começaram a chorar. Rasgaram as suas vestes e cobriram a sua cabeça com terra. Aflitos, aproximaram-se e sentaram-se ao lado de Jô no depósito de lixo. Permaneceram em silêncio 7 dias e 7 noites. Não sabiam o que dizer.
Amigos de verdade eles provaram a sua lealdade. Isso deve ter feito muito bem a Jô. Ele pode contar com os amigos fiéis ao seu lado, em silêncio respeitando a sua dor.
Finalmente chegaram a uma conclusão que poderia machucar Jô. A opinião dos amigos era: COISAS RUINS ACONTECEM PORQUE AS PESSOAS FAZEM POR MERECÊ-LAS.
Naquele tempo as pessoas pouco sabiam a respeito do céu e do inferno, das recompensas eternas ou do juízo final. Mesmo no tempo de Jesus havia um grupo de pessoas que não acreditava na vida após a morte: os saduceus. Veja Lucas 20. 27-40
Nos tempos de Jô as pessoas acreditavam que todos, depois da morte, iam para uma caverna subterrânea chamada SHEOL. Jô 3. 17-19. Não alimentavam esperanças com relação ao futuro. Assim, se DEUS fosse fazer justiça deveria fazer isso enquanto estavam vivos.
Já que todos eram iguais no túmulo, o pensamento era que todos os atos das pessoas deveram ser punidos ou recompensados em vida aqui na terra.
Esse pensamento dos antigos levam os amigos de Jô a seguinte conclusão: Jô era, na verdade um grande pecador. Por trás de uma fachada de santidade, ele havia ocultado uma vida inteira de ações e pensamentos maus. Agora o braço de DEUS o havia alcançado.
Hoje muitos fazem assim quando lêem a história deste homem. Procuram falhas em Jô para justificar seus sofrimentos. Inventam toda sorte de acusações contra ele. Por exemplo:
Não era dizimista;
Religiao só de aparência
O medo de ficar pobre estava atormentando a Jô.
Deus está pesando Sua mão sobre Jo’
Jô não era perfeito, mas não havia nenhuma falta para justificar seus sofrimentos. Nem todo sofrimento pode ser explicado como castigo de DEUS.
Aprendemos aqui que, quando estamos diante de uma pessoa aflita e atribulada, o melhor que podemos fazer é ficar quieto. Sofrer junto não quer dizer falar, falar, falar… Carinho, compreensão falam mais alto que 1000 palavras. Posso oferecer um sorriso, uma lágrima, um abraço, uma oração. Esses atos vão mostrar à pessoa que sofre que ela não está sozinha.

terça-feira, 13 de maio de 2014

JOSAFÁ A VITÓRIA PELO LOUVOR
JOSAFÁ CONFIA NO SENHOR

JOSAFÁ ERA REI DO REINO DE DUAS TRIBOS DE ISRAEL. VIVEU NA MESMA ÉPOCA QUE REI ACABE E JEZABEL, DO REI DE 10 TRIBOS. MAS, JOSA...FÁ ERA UM BOM REI, E SEU PAI, ASA, TAMBÉM HAVIA SIDO BOM. PORTANTO, O POVO DO REINO DE DUAS TRIBOS, NO SUL, POR MUITOS ANOS, TINHA UMA VIDA BOA.
MAS, ENTÃO ACONTECEU ALGO PARA AMEDRONTAR O POVO. MENSAGEIROS VIERAM DIZER A JOSAFÁ: "UM GRANDE EXERCITO DE MOABE, AMOM, E MONTE SEIR VEM PARA TACAR VOCÊ." MUITOS ISRAELITAS REUNIRAM-SE EM JERUSALÉM, EM BUSCA DA AJUDA DO SENHOR. FORAM AO TEMPLO, E ALI JOSAFÁ OROU: "Ó SENHOR, NOSSO DEUS, NÃO SABEMOS O QUE FAZER. SOMOS FRACOS CONTRA ESTE GRANDE EXÉRCITO. PEDIMOS SUA AJUDA."
O SENHOR O ATENDEU E MANDOU QUE UM DE SEUS SERVOS DISSESSE AO POVO: " A BATALHA NÃO É DE VOCÊIS, MAS DE DEUS. NÃO TERÃO DE LUTAR. APENAS OLHEM E VEJAM COMO O SENHOR OS SALVARÁ."
NA MANHÃ SEGUINTE, JOSAFÁ DISSE AO POVO: ' CONFIEM NO SENHOR!' DAÍ, MANDOU OS CANTORES IR NA FRENTE DOS SOLDADOS, E ELES CANTARAM LOUVORES AO SENHOR DURANTE A MARCHA. SABE O QUE ACONTECEU QUANDO CHEGARAM PERTO, PARA LUTAR? O SENHOR FEZ COM QUE OS SOLDADOS INIMIGOS LUTASSEM ENTRE SI. E QUANDO OS ISRAELITAS CHEGARAM, NÃO SOBROU NENHUM SOLDADO INIMIGO VIVO!
NÃO FOI SÁBIO O QUE JOSAFÁ FEZ, ELE CONFIOU NO SENHOR NOSSO DEUS? NÓS TAMBEM SEREMOS SÁBIOS SE CONFIARMOS NELE.
2 CRÔNOCAS 20: 1-30
“O que faríamos nós se, de repente, nos víssemos ameaçados por um grande exército composto por três inimigos? Vamos imaginar que um dos inimigos fosse a enfermidade; outro, o desemprego; e o mais forte deles, as forças do mal, tentando-nos a pecar.
Medite neste parágrafo, extraído da Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal: “Deus sempre triunfa! Mas o que devemos fazer para que Ele possa lutar por nós? Devemos entender que a batalha não é nossa, mas do Senhor. Precisamos reconhecer as limitações humanas, e permitir que o poder de Deus trabalhe em nossos temores e fraquezas. Devemos ter a certeza de que estamos buscando os interesses de Deus, e não apenas satisfazer os nossos interesses egoístas. Precisamos pedir o auxílio de Deus em nossas batalhas cotidianas” .

sábado, 3 de maio de 2014

Coisas que Deus aborrece
Provérbios 6:16-19 diz: "Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a co...rrer para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos."
Aborrecer quer dizer sentir horror àlguma coisa. Abominar é detestar. Quando a Bíblia diz que Deus aborrece e abomina algumas coisas, devemos prestar atenção para evitar tais coisas em nossas vidas. Examinemos estas sete coisas que contradizem o santo caráter de Deus.
Olhos altivos
Olhos altivos são olhos elevados, altos, arrogantes, orgulhosos e presunçosos. Deus sempre condena a arrogância dos homens, pois ela contraria a sabedoria divina. Provérbios 8:12-13 diz: "Eu, a Sabedoria, habito com a prudência e disponho de conhecimentos e de conselhos. O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço." Isaías 2:1-5 profetiza sobre o estabelecimento da montanha da casa do Senhor, uma profecia claramente messiânica. No mesmo capítulo, ele mostra que Cristo viria contra a soberba e a arrogância dos homens (Isaías 2:12-17).
Um dos alvos na vida cristã é vencer a altivez. Paulo escreveu: "Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão" (2 Coríntios 10:4-6).
Língua mentirosa
Nesta lista de sete coisas que Deus aborrece, três são pecados da língua. Deus odeia a mentira. O mentiroso será castigado por Deus (Salmo 7:12-16). Muitas pessoas confiam na mentira, se achando capazes de enganar o mundo e até o próprio Deus. Na sua arrogância, elas não confiam no Senhor (Salmo 40:4). O servo de Deus abandona a mentira e busca a lei do Senhor (Salmo 119:163). Da mesma maneira que Deus aborrece a mentira, a pessoa justa também a aborrece (Provérbios 13:5).
Mãos que derramam sangue inocente
Deus sempre detestava a violência dos homens. Em Gênesis 6:13, a violência é citada como motivo para a destruição dos homens no dilúvio. Em Provérbios 24:1-2, aprendemos que o servo de Deus deve procurar ficar longe dos violentos: "Não tenhas inveja dos homens malignos, nem queiras estar com eles, porque o seu coração maquina violência, e os seus lábios falam para o mal." Poucos anos antes de usar a Babilônia para destruir a cidade de Jerusalém, Deus explicou seus motivos para esse castigo. Ele citou, entre os erros do povo, a terra cheia de violência (Ezequiel 8:17). Na nossa sociedade, a violência descontrolada é lamentável. Enquanto políticos prometem segurança nas ruas, a verdadeira solução será outra. Pais precisam ensinar seus filhos e cristãos precisam ensinar um ao outro sobre a necessidade de agir pacificamente num mundo repleto de crueldade.
Quando Deus falou de derramar sangue inocente, ele ajuntou a violência e a injustiça. Deus é perfeitamente justo, e qualquer injustiça é uma rejeição do caráter dele (Deuteronômio 32:4). A pessoa que condena o justo ou justifica o ímpio mostra injustiça e é abominável para o Senhor (Provérbios 17:15; 18:5). Para evitar tal injustiça, devemos lembrar do conselho do sábio em Provérbios 18:17 — "O que começa o pleito parece justo, até que vem o outro e o examina." O homem justo procura ouvir ambas as partes antes de julgar. Jesus disse: "Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça" (João 7:24).
Coração que trama projetos iníquos
Os ímpios tramam contra os justos. Há tanta injustiça no mundo que pessoas boas ficam desesperadas. Mas, este quadro será invertido. Salmo 37:12-17 diz: "Trama o ímpio contra o justo e contra ele ringe os dentes. Rir_se_á dele o Senhor, pois vê estar_se aproximando o seu dia. Os ímpios arrancam da espada e distendem o arco para abater o pobre e necessitado, para matar os que trilham o reto caminho. A sua espada, porém, lhes traspassará o próprio coração, e os seus arcos serão despedaçados. Mais vale o pouco do justo que a abundância de muitos ímpios. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas os justos, o Senhor os sustém."
Para entender melhor a atitude de Deus sobre o "coração que trama projetos iníquos", leia Salmo 50:16-23. Este trecho mostra que até pessoas que dizem ser servos do Senhor e até as que ensinam a palavra de Deus podem ser culpadas desse pecado. Não adianta pregar a palavra de Deus e usar a mesma boca para difamar irmãos. Não deve condenar os ladrões e adúlteros com a boca enquanto participa dos mesmos pecados.
Pés que se apressam a correr para o mal
Deus criou o homem para servir a ele. Devemos dedicar nossos corpos como sacrifícios vivos para fazer a vontade do nosso Criador e Redentor (Romanos 12:1-2). Nessa lista de coisas que Deus aborrece, os primeiros cinco itens descrevem partes do corpo (olhos, língua, mãos, coração e pés). O pecado é como imã que atrai os ímpios. Quando a pessoa cede à tentação e corre para o pecado, ela é rejeitada por Deus (Salmo 34:16). Salomão nos adverte sobre o perigo de entrar no caminho dos malfeitores: "Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; guarda das suas veredas os pés; porque os seus pés correm para o mal e se apressam a derramar sangue" (Provérbios 1:15-16). O verdadeiro discípulo tem que aborrecer o mal e ser amigo do bem (Provérbios 8:13; Tito 1:8). Esses conceitos exigem um novo modo de pensar. Deus não pede meramente que não pratiquemos o mal, mas que o aborreçamos. Ele não quer apenas que façamos o bem, mas que o consideremos nosso melhor amigo. Que desafio!
Testemunha falsa que profere mentiras
Duas vezes nessa lista de sete itens, Deus inclui a mentira. Não podemos exagerar a gravidade desse pecado. Deus é verdade, e a mentira não vem dele (João 8:44). Mentiras não são brincadeiras. Temos que aprender falar a verdade sempre e exclusivamente (Efésios 4:25).
O que semeia contendas entre irmãos
Mais uma vez, encontramos nessa lista um pecado que envolve, principalmente, o uso errado da língua. Contendas são obras de maldizentes. "Sem lenha, o fogo se apaga; e, não havendo maldizente, cessa a contenda" (Provérbios 26:20). Há, infelizmente, pessoas neste mundo que se ocupam falando mal dos outros e semeando contendas. Deus detesta tal comportamento. Em Romanos 1:29, ele inclui contendas entre os piores dos pecados.
A soberba é uma das fontes das contendas que dividem irmãos. Provérbios 13:10 diz: "Da soberba só resulta a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria." Provérbios 17:19 afirma o mesmo fato: "O que ama a contenda ama o pecado; o que faz alta a sua porta facilita a própria queda."
Contendas são fáceis a começar e difíceis a terminar. Como um pequeno buraco numa barragem facilmente sai do controle da pessoa que o fez, uma pequena contenda cresce de tal maneira que ninguém consegue freá-la. "Como o abrir_se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas" (Provérbios 17:14). A melhor maneira de resolver uma briga é não começá-la.
Conclusão
Durante mais de 20 anos de casamento, eu tenho aprendido uma coisa importante: quando amamos uma pessoa, procuramos evitar as coisas que ela não gosta. Quando Deus diz que detesta essas sete coisas, está dizendo que as pessoas que o amam farão tudo para tirar todos esses pecados da própria vida. Que Deus nos ajude a viver livre das coisas que ele abomina.
RESTAURAR, AINDA É POSSÍVEL
Restaurar, ainda é possível: Ezequiel 37:1-14
Como é difícil um dia ter vivido momentos de felicidade e, de repente, tudo ruir e parecer que é o fim.
Nesta passagem Deus mostra ao profeta a condição em que seu ...povo estava depois que eles foram levados de Jerusalém para o cativeiro por causa de seus pecados.
O povo estava sem esperança de uma mudança, mas Deus mostra que a restauração era possível e eles voltariam a se alegrar.
Não sei como está sua vida agora, mas é tempo do Espírito de Deus agir e restaurar tudo. Creia nisso!
Será possível restaurar?
1) A restauração começa quando eu vejo e aceito que existe um problema na minha vida: Ezequiel 37: 1-2 - Deus faz o profeta andar em meio aquela situação e ver como tudo estava.
2) Deus deseja restaurar, mas eu preciso acreditar: Ezequiel 37: 3 - Deus pergunta para o profeta se aquela situação poderia mudar.
3) Não basta apenas acreditar, é preciso agir debaixo da orientação da Palavra de Deus: Ezequiel 37: 4-7 - Quando o profeta fez o que Deus ordenou, tudo começou a mudar.
Mesmo que hoje eu olhe para a situação em que me encontro e não veja mais solução, eu preciso crer que Deus tem poder para colocar as coisas no seu lugar.
"Eu sou o SENHOR, o Deus de toda a humanidade. Nada é impossível para mim."
Jeremias 32:27