sexta-feira, 27 de março de 2015

Trago no meu corpo as marcas de Cristo
Sem mais, que ninguém me perturbe, pois trago em meu corpo as marcas de Jesus. Gálatas 6:17
De forma muito clara, o apóstolo Paulo diz: Trago em meu corpo as marcas de Cristo".
Eu e você também temos marcas, algumas visíveis e outras invisíveis. Tenho no meu corpo marcas de quando era menino brincando me machuquei e até hoje existem viraram cicatrizes.
As marcas no corpo são mais fáceis de retirar, do que as marcas da alma, essas machucam mais que as feridas que estão externamente expostas.
Muitas pessoas hoje possuem marcas de grandes tragédias e outras marcas de alegria, fé e esperança.
A Bíblia relata a história de Jacó, ele lutou com Deus, e por isso foi marcado por Ele, passando a mancar de uma perna por toda a vida. Sua marca foi da determinação em ser abençoado. Gn 32.22-29.
Caim também foi marcado, sua marca remetia a um sinal de maldição. Gn 4.15.
A marca de Sansão era o seu longo cabelo, ele era um nazireu e por isso não podia passar navalha em seus cabelos. Depois que pecou contra Deus suas marcas foram seus olhos vazados. Jz 16.21.
Conversamos com muitas mulheres que durante a gravidez, foram maltratadas por seus maridos.
Nesse período, a mulher encontra-se mais sensível, tendo desejos, ficando preocupada com a aparência, cobrando do marido carinho, atenção, e satanás aproveita esse momento para ocasionar marcas que podem ser difíceis de serem apagadas.
Conheço pessoas que possuem marcas na vida, geradas por notícias inesperadas, como a morte de um ente-querido, um aviso de demissão, etc, gerando traumas.
Quantas mulheres são viúvas e trazem no seu corpo a marca da viuvez? Estão sempre tristes e não aceitam nem um homem aproximar-se delas. Tudo passa a girar em torno dessa marca na vida da pessoa. Ore para que isso saia de sua vida.
Talvez você esteja trazendo no seu corpo as marcas da revolta, da angústia, do engano, não permita que isso aconteça, traga em seu corpo as marcas de Jesus, seja liberto.
Que as pessoas possam ver nas nossas vidas marcas de alegria, paz, verdade, justiça, mansidão, fé.
Que Deus te abençoe!
BISPO Anderson Camargo

sexta-feira, 20 de março de 2015

Três Caminhos que Levam ao Caminho..
Provérbios 14.12 “Há caminho que, ao homem, parece direito, mas o fim dele são caminhos de morte.”
INTRODUÇÃO: Desde que nasce, o homem percorre o caminho traçado pela vida. Cada decisão, atitude ou palavra proferida o conduz por um caminho que vai desaguar em algum lugar. A questão é saber se este lugar é lugar de paz ou lugar de sofrimento. Vários são os tipos de caminho percorridos pelo homem. Vejamos alguns:
1. O CAMINHO DA BRUTALIDADE. Atos 9.3 - Saulo seguia para Damasco a fim de praticar brutalidade contra um povo pacífico. Mas o encontro inesperado com Jesus transformou seu caráter e mudou sua história a ponto de levá-lo a dizer: “já não vivo eu, mas Cristo vive em mim” . (Gálatas 2.20)
2. O CAMINHO DA IGNORÂNCIA – Atos 8.26 - O eunuco seguia para Gaza e, em sua ignorância, buscava saber de Deus, sem conseguir entender por si só de onde vinha a salvação. Também ele encontrou Jesus, através de Felipe. Deus, diante de um homem desejoso de conhecê-lo, procurou alguém que pudesse ser deslocado até ele para esclarecer-lhe as dúvidas e mostrar um Deus Todo-Poderoso que pode salvar a todos que se dispõem a segui-lo. Uns não podiam ir até ele (ocupados demais), outros não podiam entendê-lo (religiosos demais), outros não podiam alcançá-lo (puros demais). Então Deus precisou tirar Felipe de um lugar cheio de sua glória para levá-lo ao deserto, por amor de um homem. 
3. O CAMINHO DA DOR – Lucas 24.13 – Os discípulos caminhavam para Emaús, uma pequena aldeia perto de Jerusalé – Lucas 24.13 – Os discípulos caminhavam para Emaús, uma pequena aldeia perto de Jerusalém, carregando um fardo de dor e decepção, pois a morte tinha levado impiedosamente sua fonte de esperança para um lugar inalcançável e agora eles teriam que recomeçar sua trajetória por um caminho de tristeza. Ao lado deles um forasteiro caminhava observando-os. Era Jesus, que está sempre buscando a companhia dos fracos e oprimidos (Mateus 11.28). Jesus queria ver se eles tinham fé para perceber sua presença ali. Quando, finalmente, eles sentiram um arder no coração, Jesus se mostrou para eles e a festa começou. Eles redescobriram o caminho (o que é impossível para o homem é possível para Deus!). 
CONCLUSÃO – o João 14.6 mostra Jesus se apresentando como o Caminho. Mesmo que alguém esteja no caminho errado: Damasco, Gaza ou Emaús; Jesus pode ir ao seu encontro. Provérbios 30.19 fala de 3 caminhos que despertam a atenção do sábio: a águia no céu descreve um caminho de soberania; a cobra na rocha descreve um caminho de perigos, traição e morte; o navio no mar descreve um caminho de aventura, ousadia e desbravamento. Em textos bíblicos vemos diversas descrições acerca do caminho do homem: Provérbios 16.9, mas o Caminho do Senhor é perfeito (Salmos 18.30), eterno (139,24), vivo (Hebreus 10.20) e para alcançá-lo é preciso estar atento para: sua luz (Salmos 119.105); sua confiança (Salmos 37.5). Agora é com você: qual caminho você quer seguir? 
BISPO Anderson Camargo

quinta-feira, 12 de março de 2015

ESPIRITO SANTO
“Ou supondes que em vão afirma a Escritura: É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?”.
Tiago 4.5
Esta expressão chama atenção por estar relacionada ao Espírito Santo. Quando lemos esta passagem, parece soar mal ao dizer que o Espírito Santo teria ciúmes de nós.
O apóstolo Tiago falava sobre o mundanismo, convidando aos crentes a viver uma vida santificada (Tiago 4.1-3). Seu objetivo era exortar a uma vida dedicada a Deus, não se iludindo com o que chama de “amizade do mundo”.
O Espírito Santo sente ciúmes?
Vamos refletir sobre esta expressão:
1- Onde Tiago se baseia nas Escrituras? Êxodo 20.2 “Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão”.
Tiago afirma que a escritura diz que o Espírito Santo tem ciúmes. Sua linguagem indica uma citação de alguma passagem bíblica. Então qual seria este texto das Escrituras? Na verdade, Tiago não está citando um texto específico, mas sim um conceito ou entendimento das histórias do povo de Deus.
Um dos textos que poderia ser a base para Tiago é a expressão “Eu sou o SENHOR que te tirei da terra do Egito”, que é repetida 11 vezes na Bíblia com pequenas variações (Êxodo 20.2, 29.46; Levítico 11.45, 19.36, 25.38, 26.13, Números 15.41; Salmos 81.10; Ezequiel 30.25; Oséias; 12.9, 13.4). Todo judeu conhecia a célebre declaração “ouve ó Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor” (Deuteronômio 6.4), recitada incansavelmente pelo povo de Deus. Nestes textos, o Senhor reivindica o senhorio sobre o seu povo.
Uma história quando ao tema ciúmes, que marca as Escrituras, está no exemplo do profeta Oséias, que se envolve com uma prostituta para ilustrar o adultério do povo que abandonou o seu Deus (Oséias 3.1). Com isso, o profeta Oséias sente a dor e também o ciúme que Deus sentia por seu povo.
No texto de Tiago 4.5, o apóstolo chama os leitores à memória de todas as vezes que o povo abandou ao Senhor, alertando que o mesmo Espírito de Deus, quer que sejamos “povo de propriedade exclusiva de Deus” (I Pedro 2.9).
1- O que seria este CIÚME do Espírito Santo? Êxodo 20.3 “não terás outros deuses diante de mim”.
A intenção do autor, Tiago, provavelmente seria usar um termo forte, que deixe clara sua mensagem. A palavra traduzida por ciúme é a expressão phtoneo [φθονον] que significa inveja com sentido de indignação1. Ciúmes em grego é a expressão dzeloo [zelow], de onde vem o termo zelo ou cuidado2. Então o significado do texto é que Deus cuida de seu povo e se entristece profundamente quando é abandonado por seus filhos.
O Antigo Testamento traz vários avisos para quem abandonar ao Senhor, dizendo que ao fazer isso, “provocaram o SENHOR à ira” (Juízes 2.12). Toda vez que o povo caía em idolatria, estavam trocando Deus por outros deuses. Isso fazia que o Senhor ficasse, irado e triste, mas nunca diminuiu seu amor. Por isso, pode significar ciúmes, como sentimento de quem quer fidelidade, pois “ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro” (Mateus 6.24).
Deus deve ser amado “de todo o coração” (Deuteronômio 6.5) e também só conseguimos seu favor quando “buscar-me-eis de todo o coração” (Jeremias 29.13). Então devemos nos dedicar integralmente a Deus para que “não entristeçais o Espírito de Deus” (Efésios 4.30).
3- O que é este Zelo de Deus? Êxodo 20.5 “Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem”.
Zelo significa cuidado. Este cuidado de Deus mostra que o Senhor garante sua proteção sobre nós. Mas o Senhor se irrita com a idolatria em todas as formas que nos fazem trocar Deus por outras coisas.
Moisés avisou muitas vezes ao povo de deus que “se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido, e te inclinares a outros deuses, e os servires, esconderei, pois, certamente, o rosto naquele dia, por todo o mal que tiverem feito, por se haverem tornado a outros deuses” (Deuteronômio 30.17,18). Este ‘esconder o rosto’ que Deus faz é uma forma de mostrar sua tristeza pelo pecado.
A Igreja é a “esposa” ou a “noiva” de Cristo (Apocalipse 18.23; 21.2,9; 22.17) e o Noivo, que é Jesus, quer receber seu povo “para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito” (Efésios 5.27). O Espírito Santo é quem prepara a Igreja para ser santa e pura para o dia da volta de Jesus.
O Espírito Santo zela por você!
-CONCLUSÃO: Isaías 43.11 “Eu, eu sou o SENHOR, e fora de mim não há salvador”.
Deus é o único Senhor, então devemos servir exclusivamente a Deus. Não podemos duvidar disso. O diabo sabe que o que mais aborrece a Deus é ver uma alma se perder (João 10.10), além de vidas sendo enganadas pelas mentiras do inimigo (João 8.44). O ciúme do Espírito Santo é a tristeza de Deus pelo pecado e toda forma de mau presente no mundo.
BISPO Anderson Camargo

segunda-feira, 2 de março de 2015

“Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas”
Lucas 1.37
Introdução: A palavra ‘impossível’ não existe no dicionário de Deus. O Todo Poderoso não sabe o que é isso. Mas o homem se depara com limites todo o tempo. Estes limites servem para nos controlar e nos conduzir a depender de Deus. Podemos ir somente até onde Deus permite e a partir de então precisamos de um milagre para continuar.
Você precisa de um milagre?
Vamos refletir sobre as coisas possíveis, difíceis e as impossíveis:
1- O que é POSSÍVEL > você faz: Gálatas 6.5 “Cada um levará o seu próprio fardo”.
Aquilo que estiver ao seu alcance, você deve fazer. Querer que Deus faça a sua parte é no mínimo preguiça. Deus nos dá capacidade para levar nossa carga e nunca permite que enfrentemos uma luta maior que suportamos, pois “não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (I Coríntios 10.13). Como diz o ditado popular: Deus não dá o frio maior que o cobertor.
Muitas pessoas colocam sempre a culpa no diabo, uma tendência natural do ser humano desde a queda (Gênesis 3.13). Outros colocam em tudo a culpa em Deus, mas este é um sério engano (Tiago 1.13).
Um exemplo de pessoa que fez o que foi possível foi quando Davi quis pagar o preço pelo campo e pelos bois que poderia ter ganhado, mas sabia que era preciso fazer sua parte oferecendo o seu melhor ao Senhor (II Samuel 24.24).
O que é possível você deve fazer!
2- O que é DIFÍCIL > Deus te ajuda: Gênesis 18.14ª “Acaso, para o SENHOR há coisa demasiadamente difícil?”.
Em nossas dificuldades, Deus sempre nos ajuda. Por isso a Palavra nos ensina que “tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças” (Eclesiastes 9.10) e também que “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4.13). Deus é quem nos ajuda em nossa caminhada e nos dá condições de fazer o melhor sempre, pois “toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto” (Tiago 1.17).
As dificuldades que enfrentamos servem para nos desafiar e nos motivar para lutar mais. Cada obstáculo vencido é como um recorde que precisa ser quebrado. O melhor de tudo é saber que nunca estamos sozinhos, pois Deus nos diz: “eu te ajudo” (Isaías 41.10, 13, 14). Nunca podemos dar desculpas de que as coisas estão difíceis, porque a maior dificuldade foi vencida por Jesus ao carregar a cruz e morrer pelos nossos pecados (Colossenses 2.14).
O exemplo de Abraão quando foi oferecer seu filho Isaque ao Senhor e primeiro “rachou lenha” (Gênesis 22.3), subiu o monte e se dispôs a entregar seu filho a Deus. Na hora que Deus viu sua sinceridade, interferiu para prover o cordeiro (Gênesis 22.11-13).
Deus te ajuda vencer as dificuldades!
3- O que é IMPOSSÍVEL > Deus realiza: Lucas 18.27 “Mas ele respondeu: Os impossíveis dos homens são possíveis para Deus”.
Deus é especialista em realizar milagres. Deus gosta de fazer coisas impossíveis. Onde estiver o ser humano, haverá problemas e dificuldades, mas onde estiver a presença de Deus acontecem milagres. Quem não acredita em milagres, certamente não conhece a Deus.
Jesus operou milagres nunca antes vistos. Transformou água em vinho (João 2.1-8), multiplicou os pães (Lucas 9.16), acalmou a tempestade (Mateus 8.24-28), andou sobre as águas e acalmou os ventos (Marcos 6.48); curou toda sorte de doenças e enfermidades: cegos, leprosos, aleijados, etc (Marcos 1.34 e Lucas 4.41). Tudo o que fez foi para mostrar seu poder sobre as limitações humanas.
Todas as vezes que enfrentamos uma impossibilidade é uma oportunidade que encontramos para vivenciar um milagre de Deus. Se você não consegue alcançar a solução de seu problema, busque a Deus pedindo que te socorra.
Deus faz o impossível em sua vida!
Deus gosta de fazer milagres!
-CONCLUSÃO: Hebreus 11.6 “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam”.
A única coisa que limita a ação de Deus para operar milagres é a falta de fé. Por causa da incredulidade Jesus não operou maravilhas em Nazaré (Mateus 13.58). Nada pode limitar o poder da fé, porque “tudo é possível ao que crê” (Marcos 9.23).
Jesus ensinou que muitas vezes não acontecem milagres “por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível” (Mateus 17.20). Deus quer fazer maravilhas e procura pessoas que acreditem no seu poder infinito.
Deixe Deus operar milagres em sua vida!
BISPO Anderson Camargo