quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

"ESTA MENSAGEM MUDARÁ A SUA VIDA".
Apocalipse ? 21:5
05. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.
Certo dia, fui visitar uma Irmã de minha mãe e após entrar na casa, fui até próximo ao fogão e vi uma garrafa térmica. Então peguei a garrafa para me servir de um gole de café, quando minha tia me disse que aquele café estava velho, e que ela iria jogá-lo fora e faria um café novinho para mim. Logo ela pegou na garrafa e após abrir a tampa virou a garrafa na pia, jogando fora todo o velho café. E em menos de dez minutos ela fez um novo café e pude desfrutar de uma saborosa bebida quente. E assim eu quero crer que esta humilde mensagem nos irá conduzir a presença de Deus.
Naquele momento recebi uma mensagem de Deus que disse ao meu coração: "Viste sua tia fazer o certo. Agora fala para a minha igreja que eu quero dar algo novo para eles, mas, contudo se faz necessário que tudo o que é velho seja jogado fora, ou então aquilo que é novo não virá".
Então gostaria que cada irmão percebesse o quanto da importância dessa mensagem em nossas vidas. Por isso leia e se alimente de maia uma mensagem, Deus tem hoje uma palavra nova para nossas vidas. Por isso que a bíblia diz que a palavra de Deus se renova todos os dias.
DEUS É UM DEUS DE COISAS NOVAS
Sempre quando vejo Deus falando ou prometendo algo na bíblia, vejo que Ele quer fazer algo novo, seja em todo o povo de Israel, ou seja, em uma pessoa em especial, mas o que importa é que o nosso Deus não é repetitivo ou usa da mesma maneira para fazer algo. Ele sempre tem estratégias novas para serem aplicadas em nossas vidas. Por isso quando o discípulo do amor, João, está na ilha de Patmos, o seu amigo vem lhe entregar uma revelação a qual eu considero ser a maior das revelações, o Livro do Apocalipse.
Porém quando João está chegando ao final de suas anotações, o Senhor lhe diz: "Eis que faço novas todas às coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis".
Sabemos que nosso Deus não é homem para que minta e nem filho do homem para se arrependa (Nm 23:19), então tendo dito Ele, isso acontecerá. Ainda no livro do profeta Jeremias Ele nos fala algo maravilhoso, veja: "E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la." (Jeremias 1 : 12). Agora nosso irmão João nos escreve que Deus faz novas todas as coisas.
Bom! Mas para que algo novo de Deus aconteça em nossas vidas, sem dúvida alguma é necessário que tudo o que é velho, saia de nós. É isso que quero lhes propor, que saia o velho para que entre o novo.
TIRANDO AS COISAS VELHAS
Nenhuma garrafa térmica por melhor que seja pode receber um café novo sem que antes se tenha tirado de seu interior o velho café. Então vamos tirar de dentro de nossas vidas algumas coisas velhas para estarmos preparados para recebermos coisas novas da parte de Deus.
Hoje temos recebido da parte de Deus muitas novas palavras, revelações que chegam a nós "fresquinhas". Devemos renovar nosso entendimento, ou vamos ficar parados no tempo, cantando as mesmas canções, orando as mesmas palavras. Se um renovo não acontecer cada um de nós irá carregar em suas costas uma mala de coisas velhas, que lhe trarão peso insuportável.
TIRANDO A COLHEITA VELHA 
Levitico - 26:10 - E comereis da colheita velha, há muito tempo guardada, e tirareis fora a velha por causa da nova.
Precisamos deixar de ficar comendo coisas velhas, coisas vencidas. Devemos sim dar graças a Deus por tudo que Ele fez no passado do seu povo e de nossas vidas. Precisamos olhar para frente para que possamos receber de Deus novas estratégias em sua casa, em seu ministério, em sua empresa.
Toda comida tem tempo de validade, pois ao passar esse tempo começa a juntar bicho, caruncho, fica mofada, e ao ingerir esta comida você pode chegar a morte. Deus tem uma novidade de alimentos para nossas vidas.
Precisamos voltar a preparar a terra novamente, para que novas bênçãos venham, não podemos ficar achando que uma colheita apenas irá sustentar nossas vidas, pois não é isso que Deus quer para nossas vidas. Vamos tirar o velho para que haja espaço para o que é novo em nossas vidas.
TIRANDO A MENTE DO FILHO MAIS VELHO ? 
Lucas ? 15 - 25. E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças. 26. E chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo. 27. E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo. 28. Mas ele se indignou, e não queria entrar.29 E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos; 30. Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. 31. E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas; 32. Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se.
Quando o irmão que estava perdido em um mundo podre volta para casa, o pai faz uma festa, porém o filho mais velho vem e fica indignado e não quer entrar em casa, e ao se dirigir a seu pai ele nem mesmo se refere a seu irmão como irmão, mas diz ao pai, "esse teu filho". 
Vejo que a mentalidade desse que era o verdadeiro filho pródigo era uma mentalidade que serve ao pai por obrigação e não por amor pelo relacionamento que tinha com seu pai, ele vive com o pai e não desfruta das coisas do pai. Não devemos ter ciúmes dos irmãos que chegam depois de nós, e sim devemos nos unir a eles.
Uma mente que de egoísmo querendo ser ou ter prioridades na casa do pai, porém na verdade ele mesmo não conhecia o pai que tinha.
TIRANDO O VELHO HOMEM
Efésios 4 ? 22. Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; 23. E vos renoveis no espírito da vossa mente; 24. E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.
Devemos nos despir do velho homem, da velha mulher, pois tudo aquilo que fazíamos agora já não podemos fazer mais, comportamentos e atitudes de velho homem, mentalidades que já não cabem mais na vida dos filhos de Deus. 
Quantas pessoas estão hoje dentro da igreja e continuam sendo ou tendo as mesmas atitudes, odiando seu próximo e menosprezando seu irmão, vestidos ainda na pele de lobo. Precisamos deixar para traz o velho homem, pessoas que apontam os erros dos outros para esconder os seus próprios erros. Vamos ser novas criaturas com a mente de Cristo. Hoje você pode dar um outro sentido em sua vida. Assuma a postura de um novo homem.
TIRANDO O VELHO FERMENTO
I Coríntios 5 ? 7. Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. 8. Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.
Vamos jogar fora todo o fermento velho, que significa argumentos, desculpas, desconfianças com base no passado, nos fazendo ser incrédulos nas coisas que Deus pode fazer. Quando não somos agraciados colocamos a culpa em algo que aconteceu no passado.
Não liberamos perdão e ficamos guardando em nossos corações o fermento velho. Pois na culinária sabemos que o fermento é que faz crescer, mas o fermento velho mata como um veneno, antes nos impedindo de termos nova estatura diante de Deus. Vamos tomar posse de um novo fermento de Deus para o crescimento, e esse fermento é o sangue do Senhor Jesus e é para hoje.
TIRANDO A ROUPA VELHA
Lucas 5 ? 36. E disse-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de uma roupa nova para a coser em roupa velha, pois romperá a nova e o remendo não condiz com a velha.
Entramos na casa de Deus e estamos vestidos com as mesmas vestimentas. Estas roupas velhas representam nossa vestimenta espiritual, estamos como maltrapilhos na igreja como colcha de retalhos, cheios de remendos do passado, pedaços de outros panos. Pano novo não serve no pano velho. O renovo de Deus não serve em pessoas que vivem nos mesmos pecados todo dia. Nós não podemos aproveitar pedaços de coisas que outrora foram boas ou más em nossas vidas. Por isso quero que neste momento vamos nos revestir de vestes novas. 
Quero que sinta o cheiro novo em vossas vidas. Deus vai nos dar veste novinhas neste momento, mas tira a roupa velha.
TIRANDO OS ODRES VELHOS
Lucas 5 ? 37. E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão; 38. Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão.
O odre velho só se dá com o vinho velho e odre novo é com vinho novo, pois ao contrário um vinho vai se derramar e se perder. Deus tem que te ver como odre novo sempre preparado para receber o vinho novo da parte de Deus.
O odre novo é resistente e tem estrutura para receber um vinho novo. E isso me mostra que a igreja de hoje esta se envelhecendo e não pode receber um vinho novo vindo do céu. Devemos esperar um novo vinho de Deus todos os dias. Eu creio que sua vida está para mudar quando você jogar fora o odre velho e se ver como um odre novo para receber o novo
TIRANDO A CASA VELHA
Ageu 2 ? 9. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos 
Chega de viver presos no passado de uma casa velha, pois a porção que Deus quer derramar é numa casa nova. Ninguém compra móveis novos para ser colocados em uma casa velha, mas quando se tem uma nova casa então se quer ter móveis novos.
Uma nova casa representa uma nova habitação para o Espírito Santo de Deus. Um novo refugio, um novo abrigo, uma nova morada, uma nova história.
Isaías 43: 18 e 19
18. Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.
19. Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.
CONCLUSÃO
Chego ao final desta mensagem entendendo e aceitando e decretando que não há algo mais espaço para o que é velho na vida da igreja de hoje, na vida da família de Deus não tem espaço para casa velha, odre velho, roupas velhas, fermento velho, atitudes velhas, mentalidade velha e colheita velha.
Eu profetizo que cada leitor dessa mensagem irá receber algo novo da parte de Deus hoje.Entregue a sua vida para Jesus. Então tudo será novo em sua vida. Deus te dará coisas novas.
Deus te abençoe; te ajude; e lhe dê forças. Amém......
BISPO Anderson Camargo

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Na caverna de Adulão.
"Então, Davi se retirou dali e se escapou para a Caverna de Adulão..."I Sm 22: 1
Oficialmente, Saul reinava em Israel, era o rei, escolhido pelo povo. Sem o conhecimento de Saul, o profeta Samuel, ungiu Davi como rei. Um rei, escolhido por Deus. Saul em declínio por desobedecer a Deus. Davi, em ascenção: Querido por todos adquirindo fama e confiança, principalmente, após derrotar o gigante Golias. As mulheres, em Israel, cantavam, sem segredos: "Saul feriu os seus milhares, porém Davi os seus dez milhares" I Sm 18:7. Movido por ciúmes e inveja, Saul começa a perseguir Davi para matá-lo. Temeroso, o matador de gigantes, se refugia em Adulão.
A Caverna de Adulão, se situa no Vale de Elah ou Vale do Carvalho (I Sm 17:2). É um complexo de corredores muito extenso, ainda não explorado totalmente pela arqueologia. Adulão, significa: "Justiça do povo".
Ao chegar na caverna, Davi, atrai familiares e mais 400 homens "que se achavam em aperto, endividados, e de espírito desgostoso" (v2). O homem que procurava refúgio, agora, fortalecia a muitos. Adulão, portanto é lugar de refúgio e fortaleza.
Os 400 homens, que se juntaram ali, estavam insatisfeitos com o governo de Saul. Procuravam mudanças. Encontraram um líder, segundo o coração de Deus, capaz de lhes mostrar soluções. Na caverna, súditos e rei, enfrentavam problemas. Um líder, se identificando com o povo. Adulão é lugar de igualdade.
Certamente, na caverna, os "perseguidos", puderam ouvir Salmos de louvor. Orações de dia e de madrugada. Ações de graça ao Senhor. Nesse ambiente, passaram a intensificar a fé, se aprofundar na busca. Adulão, é lugar de transformação.
Um exército de "derrotados", ouvindo de seu líder, estratégias de "como vencer gigantes". Aprendendo a diminuir, para que Deus se tornasse grande. Confrontados, a batalhar em Queila, disseram: "Estamos com medo". Deus lhes disse: Levanta-te, desce a Queila, porque te dou os filisteus na tua mão" I Sm 23:4. Adulão é lugar de recompensa.
Chegada a hora, de deixar a caverna. O profeta Gade, lhes falou: "Não fiques, naquele lugar forte; vai e entra na terra de Judá" I Sm 22: 4. Adulão é lugar de passagem. Passaremos por "Adulão", talvez poucas ou muitas vezes, contudo, chegará o dia de "entrar em Judá". Foi no auge da perseguição de Saul, que Davi narrou o Salmo 18 e no verso 19, lê-se: "Trouxe-me para um lugar espaçoso, livrou-me, porque tinha prazer em mim". Saindo da opressão, para a vitória.
Davi, escolheu se refugiar a confrontar. Tem situações em nossas vidas, que precisamos recuar. "Entrar em Adulão" para que Deus cumpra a sua justiça. Ela não deve vir de nossas mãos. "Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus" Tg 1:20. Lugar de justiça.
Em adulão, houve cura, milagre. Que essa lição, esteja gravada em nosso coração, e possamos, sempre que necessário, "entrar em Adulão". Cristo é como Davi, na caverna. A ele, se juntou sedentos por transformação, foram recebidos, sem criticas, mas, com alegria no coração. Cristo nos diz: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei" Mt 11:28. Se refugie em Adulão.
BISPO Anderson Camargo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Os Ossos de José...
“Também levou Moisés consigo os ossos de José, pois havia este feito os filhos de Israel jurarem solenemente, dizendo: Certamente, Deus vos visitará; daqui, pois, levai convosco os meus ossos.” (Ex 13.19)
Quando o povo de Israel estava saindo do Egito em direção à terra prometida, eles fizeram algo que o Espírito Santo me chamou a atenção: levaram consigo os ossos de José. José havia sido colocado no posto de segundo homem mais importante na corte de faraó. Já nos últimos dias de sua vida, pediu que os filhos de Israel prometessem a ele que quando Deus os visitasse e os tirasse daquele lugar – o Egito – e os levassem para a terra dos cananeus – a terra prometida – eles também levariam seus ossos dali juntamente com eles (Gn 50 24,25).
Entre esse pedido de José e a concretização da promessa de Deus em libertar seu povo da escravidão do Egito, passaram-se quatrocentos anos. Então, quando Moisés saiu com o povo de Israel das terras do Egito rumo à região de Canaã, ele cumpriu a promessa que havia sido feita há quatrocentos anos atrás. O que Deus me ensinou nesse texto, foi que eu também preciso reunir os meus “ossos de José” e carregá-los comigo enquanto eu caminho em direção à minha terra prometida – o reino de Deus.
Mas, afinal de contas, o que seriam esses “ossos de José” ou que poder eles teriam? Eu entendo que enquanto Moisés levava esses ossos e olhava para eles – pelo menos, daquilo que restou deles, pois José foi embalsamado – ele recebia uma motivação a mais para ele continuar essa caminhada rumo ao desconhecido. Moisés poderia pensar: Bem, Deus foi fiel em cumprir Sua promessa de libertar o povo de Israel e certamente Sua fidelidade nos levará até à terra prometida. Eu sei que Ele não mente e cumpre tudo o que promete, então continuarei crendo que, apesar de não conhecer esse caminho que Ele está me levando a passar, não conhecer a terra que passaremos a habitar, Ele é fiel e sempre tem o melhor para nós.
Você entende o que é carregar esses “ossos” por todo o deserto significava para Moisés? Se você deseja chegar à sua “terra prometida”, você também precisa reunir seus “ossos”, e caminhar olhando para eles. Você precisa reunir as promessas que Deus já cumpriu em sua vida, as experiências que você já teve com Deus, olhar bem para elas e deixar que essa certeza da imutabilidade do caráter de Deus preencha todo seu interior e o motive cada vez mais a perseverar nessa caminhada em direção ao cumprimento da próxima promessa. Os “ossos de José” têm o poder de estimular minha fé em Deus.
Carregar os “ossos” significa carregar o cumprimento de uma promessa concretizada por Deus a seu favor bem pertinho do seu coração e dos seus olhos. É permitir que seus olhos e pensamentos fiquem mais presos aos “ossos” do que nas circunstâncias adversas que possam surgir no meio da caminhada. Os obstáculos surgirão? Sim, mas não dê mais valor a eles que aos “ossos”. Gigantes aparecerão? Sim, mas não olhe mais para eles do que para os “ossos”. Nenhuma dificuldade que você encontrar nessa sua jornada pode ser maior que a visão dos “ossos de José”.
O cristianismo não é uma religião, mas um “amontoado” de experiências com Deus. Quanto mais próximo eu ando de Deus – através de oração e meditação em Sua Palavra – certamente mais “ossos” eu terei para carregar. Quanto mais “ossos” eu carrego, mais certeza da próxima vitória eu tenho. Quanto mais certeza – fé – mais vitória.
Se você está caminhando em meio ao “deserto” e as circunstâncias que estão aparecendo estão tentando lhe parar e fazer com que você volte para o “Egito”, fortifique seu coração e restaure seu ânimo carregando seus “ossos de José”, olhando para aquilo que Deus já fez por você e sabendo que Ele é um Deus imutável e fiel, Ele não pode voltar atrás naquilo que Ele já falou ao seu coração. Deus é fiel para levá-lo até a sua próxima promessa!
BISPO Anderson Camargo

sábado, 12 de dezembro de 2015

No fundo do poço
Jeremias 38:1-13 E ocorreu que Sefatias, filho de Matã, Gedalias, filho de Pasur, Jucal, filho de Selemias, e Pasur, filho de Malquias, ouviram o que Jeremias estava dizendo a todo o povo:
"Assim diz o Senhor: ‘Aquele que permanecer nesta cidade morrerá pela espada, pela fome e pela peste; mas aquele que se render aos babilônios viverá. Escapará com vida e sobreviverá’.
E, assim diz o Senhor: ‘Esta cidade certamente será entregue ao exército do rei da Babilônia, que a conquistará’ ".
Então os líderes disseram ao rei: "Este homem deve morrer. Ele está desencorajando os soldados que restaram nesta cidade, bem como todo o povo, com as coisas que ele está dizendo. Este homem não busca o bem deste povo, mas a sua ruína".
O rei Zedequias respondeu: "Ele está em suas mãos; o rei não pode opor-se a vocês".
Assim, pegaram Jeremias e o jogaram na cisterna de Malquias, filho do rei, a qual ficava no pátio da guarda. Baixaram Jeremias por meio de cordas para dentro da cisterna. Não havia água na cisterna, mas somente lama; e Jeremias afundou na lama.
Mas, Ebede-Meleque, o etíope, oficial do palácio real, ouviu que eles tinham jogado Jeremias na cisterna. Ora, o rei estava sentado junto à porta de Benjamim,
Ebede-Meleque saiu do palácio e foi dizer-lhe:
"Ó rei, meu senhor, esses homens cometeram um mal em tudo o que fizeram ao profeta Jeremias. Eles o jogaram numa cisterna para que morra de fome, pois já não há mais pão na cidade".
Então o rei ordenou a Ebede-Meleque, o etíope: "Leve com você trinta homens sob as suas ordens e retire o profeta Jeremias da cisterna antes que ele morra".
Então Ebede-Meleque levou consigo os homens que estavam sob as suas ordens e foi à sala que fica debaixo da tesouraria do palácio. Pegou alguns trapos e roupas velhas e desceu cordas até Jeremias na cisterna.
O Ebede-Meleque, o etíope, disse a Jeremias: "Ponha esses trapos e roupas velhas debaixo dos braços para servirem de almofada para as cordas"E não saia desse poço com ferimentos. E Jeremias assim fez.
Assim, com as cordas o puxaram para cima e o tiraram da cisterna. E Jeremias permaneceu no pátio da guarda.
Jeremias foi um profeta que não tinha medo de dizer o que Deus mandava, mesmo sabendo que ele sofreria represália daqueles a que ele enviava o recado de Deus.
Jeremias não se dobrou ao sistema, ele não se corrompeu.
Foi um homem corajoso e reto aos olhos de Deus e por falar sempre a verdade não conquistou muitos amigos, aliás isso ainda acontece nos dias de hoje com aqueles que dizem somente o que está nas escrituras, com aqueles que confrontam a mentira.
Um dia, esses inimigos de Jeremias o jogaram em uma cisterna, ou seja, em um poço fundo.
Que tristeza, um profeta de Deus, sendo jogado injustamente em um poço!
Nesse poço, não havia água, mas lama. O profeta estava no meio da lama.
Jeremias foi literalmente para o fundo do poço.
Muitos hoje estão não literalmente, mas como metáfora, no "fundo do poço" e creio que injustamente também.
No fundo do poço é um lugar de tristeza, abatimento, depressão. Um lugar sem saída, onde as esperanças foram perdidas.
José também esteve no fundo do poço, onde também foi jogado injustamente por seus irmãos.
Mesmo o fundo do poço parecendo o fim, isso não é verdade, pois podemos ver pela vida de José que foi tirado daquele poço. Às vezes o fundo do poço pode ser apenas um começo. O começo de algo grande que o Senhor tem para fazer.
Difícil é entender e viver isso. Será que José entendeu essa verdade enquanto estava no fundo daquele poço? Depois de ser jogado na cova, José foi vendido como escravo. Acompanhando a história de José, vemos que tudo isso estava nos planos de Deus. Ele permitiu que isso acontecesse para vir grandes coisas sobre a vida de José.
Ás vezes o fundo do poço faz parte da nossa caminhada e é nele que Jesus estenderá Suas mãos para nos tirar de lá.
No fundo do poço em que Jeremias foi jogado só existiam dois lugares para ele olhar: Para a lama ou para cima.
Para onde você tem olhado?
Quando você olha para cima consegue enxergar o socorro de Jesus e pode ser que esse socorro, em nossa opinião, demore um pouquinho para chegar, pois ele vem no tempo certo, mas não se preocupe você não morrerá no fundo do poço.
"Ebede-Meleque, o etíope, oficial do palácio real, ouviu que eles tinham jogado Jeremias na cisterna. Ora, o rei estava sentado junto à porta de Benjamim,
Ebede-Meleque saiu do palácio e foi dizer-lhe:
"Ó rei, meu senhor, esses homens cometeram um mal em tudo o que fizeram ao profeta Jeremias. Eles o jogaram numa cisterna para que morra de fome, pois já não há mais pão na cidade".
Então o rei ordenou a Ebede-Meleque, o etíope: "Leve com você trintas homens sob as suas ordens e retire o profeta Jeremias da cisterna antes que ele morra".
Então Ebede-Meleque levou consigo os homens que estavam sob as suas ordens e foi à sala que fica debaixo da tesouraria do palácio. Pegou alguns trapos e roupas velhas e desceu cordas até Jeremias na cisterna.
O Ebede-Meleque, o etíope, disse a Jeremias: "Ponha esses trapos e roupas velhas debaixo dos braços para servirem de almofada para as cordas". E Jeremias assim fez.
Assim, com as cordas o puxaram para cima e o tiraram da cisterna. E Jeremias permaneceu no pátio da guarda."
Ebede-Meleque foi usado por Deus para interceder junto ao rei pela vida de Jeremias.
Jesus também intercede, junto ao Pai, sobre a nossa vida e assim como Ebede-Meleque foi autorizado a tirar Jeremias do fundo do poço, se esse é o lugar onde você se encontra, Jesus também retirará você.
Mesmo no "fundo do poço" permaneça firme, pois o socorro chegará e Deus tem grandes maravilhas para a sua vida. Tudo o que precisamos fazer é esperar, afinal não tem nem como correr mesmo...
Olhe para cima, não olhe para a lama!
Deus te abençoe!
BISPO Anderson Camargo