sexta-feira, 30 de junho de 2017

Quem nunca esteve debaixo de um pé de Zimbro um dia ?
Texto: 1Reis 19. 1-8
O profeta Elias depois de ter desafiado e vencido os profetas de Baal, sofre uma frustração imensa por ver que a rainha Jezabel e o Rei Acabe não havia se rendido ao Deus de Israel e nem reconheceria o seu ministério, pelo contrário sofreu uma ameaça de morte. Com isso o profeta Elias sai para o deserto e lá se interioriza em uma terrível depressão debaixo de um pé de zimbro. 
O zimbro é uma especie de pinheiro da familia das pinaceas, atinge 5 metros de altura, seus frutos nascem porém o amadurecimento dura em torno de 3 anos, suas folhas são espinhosas e servem como aromatizante é exatamente debaixo dessa árvore que se encontra o profeta do fogo.Mas quais os tipos de problemas que nos leva pra debaixo do pé de zimbro?
I- TIPOS DE PROBLEMAS QUE COLACA-NOS DEBAIXO DO PÉ DE ZIMBRO:
a) A perseguição -V.2
b) A frustração - V.4
c) O desânimo - V.6
II- A POSTURA NEGATIVA DOS QUE ESTÃO DEBAIXO DO PÉ DE ZIMBRO.
a) "Assenta-se" - postura de cansaço V.4 - antagonico a Miquéías 2.10
b)"Já Basta" - O verbo tá no presente, próprio de quem só vê o momento inóspido.
c)"Não sou melhor que os meus pais" - Baixa auto-estima.
d)"Deitou-se"- V.5
e)"Dormiu"-V5
f)"Pediu para si a morte". mas um passo egocêntrico.
III-AÇÃO DE DEUS PARA NOS TIRA DE DEBAIXO DO PÉ DE ZIMBRO.
a) Envia um agente do céu - "um anjo lhe tocou". V.5
b) Ele nos alimenta - "Pão cozido em brasas" V.6
c) Ele nos sacia - "...uma botija de água..." V.6
d)Insiste em nos ajudar - " e o anjo tornou pela segunda vez". V.7
e)Aciona-nos - "Levanta-te".
f)Nos insientiva - (Não acabou) "muito longo é o teu caminho"V.7
IV- ATITUDE DE QUEM SAI DE DEBAIXO DO PÉ DE ZIMBRO.
a) Levantar-nos - "levantou-se..." V.8
b) Alimenta-se - "...e comeu e bebeu..."
c) Caminha - "...com a força daquela CAMINHOU..." 
d Chega ao lugar certo - "...chegou ao Horebe, o monte de Deus."
Conclusão: Hoje é dia de sair de debaixo do zimbro da sua existência e chegar ao lugar em que Deus quer que você chegue.
Bispo Anderson Camargo.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

OS PLANOS DO SENHOR SÃO MAIORES DO QUE OS NOSSOS.
Lucas 1.5-7
Nos dias de Herodes, rei da Judéia, houve um sacerdote chamado Zacarias, do
turno de Abias. Sua mulher era das filhas de Arão e se chamava Isabel. Ambos
eram justos diante de Deus, vivendo irrepreensivelmente em todos os preceitos e
mandamentos do Senhor. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, sendo eles
avançados em dias.
Isabel é descrita no livro de Lucas como uma mulher de integridade e obediência,
Sendo filha e esposa de sacerdote, viveu uma vida reta, apesar de sofrer em silêncio por
causa de sua impossibilidade de gerar filhos.Quem foi que disse que crente fiel não passa por algumas impossibilidades?. Mas Isabel nunca deixou de sonhar e crer no
Senhor, ou seja, Izabel fez o que muitos não fazem colocou sua fé acima de sua realidade, até
que um dia o Anjo do Senhor apareceu a Zacarias (Lucas 1.13) e lhe deu a notícia tão
esperada,As vezes as noticias de Deus não vem do jeito que a gente imagina,veja a noticia veio quando Zacarias estava servindo a Deus, Eu aprendo que quando pedimos algo a Deus,Ele quer que sirvamos a Ele de todo coração amém, Então Gabriel disse que sua esposa teria um filho e se chamaria João.Isso aconteceu enquanto Zacarias estava exercendo o sacerdócio, Você quer resposta de Deus sirva Ele!.
Zacarias e Isabel buscaram agradar, servindo ao Deus do impossível. Deus
possibilitou Isabel a ter seu desejado filho, e fez ainda mais, João se tornou um grande
pregador da mensagem de arrependimento e o precursor do messias. Jesus disse que não
havia ninguém maior do que o filho de Isabel. (Leia Mateus 11.11). Nesta palavra,
percebemos quão grande é o Senhor, Ele sempre nos surpreende, mesmo sem merecer muitas
vezes, Ele faz milagres e nos dá tudo que precisamos para vivermos uma vida tranqüila nesta
terra.
Nunca desista de seus sonhos.
Diante de tantas dificuldades e impossibilidades para todas as direções que olhamos, muitos
têm enfrentado a vida com um sentimento de derrota e fé decadente, mas o Espírito Santo
sempre nos lembra que Deus cuida de cada um de nós com profundo amor. Deus não nos
prometeu que não enfrentaríamos dificuldades, mas sim que estaria conosco ao passar por
elas. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te
submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá
em ti. (Isaías 43.2). Isabel confiou em Deus, ele a recompensou, sem dúvida alguma, ela
ensinou seu filho nos caminhos do Senhor pelo seu exemplo de fé (Lucas 1.15). João cumpriu
com seu propósito, sua humildade diante dos homens o fez grande diante de Deus.
Há vários tipos de infertilidade que podem nos deixar tristes.
Isabel não podia gerar filhos! E na sua vida, o que você não tem visto prosperar? É seu
casamento, vida financeira, saúde, trabalho, ministério? Provavelmente Isabel tinha motivos
para ser uma pessoa decepcionada com a vida, mas ela decidiu permanecer firme na fé, pois
ela sabia que Deus é muito mais poderoso que qualquer dificuldade!
Nunca desanime! Siga em frente! A Bíblia nos manda confiar em Deus. Entrega o teu
caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará. (Salmos 37.5). Busque ao Senhor
de todo seu coração, confie nEle, pode até demorar um pouquinho, mas no tempo certo o
Senhor vai te surpreender e a infertilidade não mais fará parte de sua vida. Amém!
Bispo Anderson Camargo.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Jesus Ungido em Betânia
"Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu a casa do cheiro do unguento" Jo 12:3

Maria esteve ansiosa pela chegada do Mestre. Arrumou a mesa, ajudou a preparar o jantar, vestiu sua melhor roupa e com cuidado colocou o pequeno frasco do valioso e perfumado nardo puro bem protegido em suas vestes. Ninguém usaria aquele perfume, nem mesmo saberia de sua intenção em ungir Jesus. Certamente a fariam desistir, ofereceriam um bom dinheiro pela mercadoria importada embalada em caixa de alabastro e usada somente em ocasiões especiais.

Ela reuniu uma quantia bem elevada, referente a 300 dias de trabalho (Jo 12:5) , pensando em agradar Jesus. Se esforçou, economizou, trabalhou dobrado, e sonhou com o dia em que ungiria os pés do seu Mestre, daquEle que a amava de tal forma que a fazia se sentir digna, especial. Maria, fora transformada pelo amor. Enquanto esfregava seus cabelos umedecidos de perfume nos pés de Jesus, seu espírito contrito em silêncio confessava os pecados, em humildade, em reconhecimento, em amor e adoração.

Ela não falava mas Jesus, recebia seu gesto carregado de palavras e sentimentos. No Evangelho de Marcos está escrito: "Maria quebrou o vaso e derramou sobre a cabeça de Jesus"Mc 14:3. Faltavam apenas seis dias para a Páscoa e o gesto de Maria tinha significado profético: O Cordeiro estava sendo ungido para o sacrificio. No antigo Testamento o oléo era derramado sobre a cabeça, como forma de remédio, de nova unção. Reis e sacerdotes participavam do rito com oléo antes de assumirem suas funções. Foi assim com Davi. Ele recebeu oléo sobre a cabeça, derramado pelo profeta Samuel (I Sm 16)

Maria não escolheu um perfume qualquer, ela escolheu o melhor perfume! Reconhecia que Jesus era o Messias, o Salvador. Ele já estava anunciando Sua morte entre seus discípulos, Maria era sabedora disto. Ao ungir Jesus a partir da cabeça, ela revelou a vontade de Deus Pai. Ela confessou ser Jesus O Rei dos Reis, O Sumo Sacerdote o Salvador, aleluia!! Seu gesto de uma fé incomum! Nenhum dos homens ali presentes foram capazes de absorver a mensagem contida no gesto de Maria. Ela a profetiza, Jesus, o Rei. Assim como Samuel e Davi.
O que me chama a atenção é que no capitulo 11.38 de João fala da ressurreição de Lazaro quando o mesmo já estava morto a quatro dias,Quem deveria adorar mais no capitulo 12 ???..Não seria Lazaro ? Pelo fato do Senhor Jesus ter tirado ele de uma tumba fria, Penso que existe muitas pessoas assim nos dias de hoje também!..Que deveriam adorar muito mais e não adoram, Onde está Lazaro vc não acha que ele deveria ser o maior adorador nesse dia?
Veja quem adorou mais.

"E enxugou-Lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa com o cheiro do unguento" Jo 12:3

Maria já compreendia essa mensagem. A adoração de Maria tomou conta daquele lugar. Maria, inscrita no Livro da Vida, elogiada por Deus, estaria para sempre como um memorial diante das Nações: "Em verdade vos digo que, onde quer que este Evangelho for pregado , em todo o mundo, também será referido o que ela fez em memória de mim" Mt 26:13.

Minha morte, foi a minha vida: "Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto" Jo 11:24. Maria de Betânia festejava não só o sacrificio do Cordeiro, mas a sua própria morte e a nova vida que ressurgia dentro dela como o mais precioso perfume. Ela não se importou com as critícas, com os olhares de censura, com os cochichos, ela só olhou para O Mestre. Ele foi o Seu alvo. Chamara-na de louca, de insensata mas ela não se importou. Parecia que estava no Paraíso, perto do Seu Amado.

A verdadeira adoração nos aproxima cada vez mais de Deus. É a cura da alma, o refrigério. A satisfação de Maria em servir também deve ser a nossa. A entrega total da vida, dos bens. Para que aquele perfume fosse extraído e ajuntado em um frasco, houve morte da planta, houve suor de Maria.

Betânia, em Hebraico significa "casa do aflito". Ao aflito é dito: Ajunta nardo precioso, sobe a Betânia e adora ao Mestre e a cura, a Salvação virá. Amém.
Bispo Anderson Camargo.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

O Profeta velho.
No livro de 1º Reis cap 13 nos fala de dois profetas, o profeta de Judá e o profeta de Betel. Não se tem o nome deles. O primeiro é chamado várias vezes de “o homem de Deus”. O segundo é chamado três vezes de “o profeta velho”. Eles não se conheciam.

O homem de Deus veio a Betel para repreender a idolatria de Jeroboão. Recebeu ordens expressas de Deus para não comer pão nem beber água naquele lugar. Quando o rei Jeroboão insistiu com ele para ir à sua casa para comer e beber, o homem de Deus respondeu: “Ainda que me desses a metade de tua casa, não iria contigo, nem comeria pão nem beberia água neste lugar” (1.8). Ele rejeitou também o convite do profeta velho para comer e beber em sua casa (13.15-17).

Acontece, porém, que o profeta velho lançou mão de uma mentira e conseguiu levar o homem de Deus à desobediência: “Eu também sou profeta como você, e o Deus Eterno mandou que um anjo me dissesse que levasse você até a minha casa e lhe oferecesse a minha hospitalidade” (13.18, ). Assim posto, o homem de Deus voltou e comeu pão e bebeu água naquele lugar, tornando-se desobediente ao Senhor. Estando os dois homens à mesa, a palavra do Senhor veio ao profeta velho e ele disse ao homem de Deus: “O Deus Eterno diz que você desobedeceu e não fez o que Ele mandou… Por causa disso, você será morto, e o seu corpo não será enterrado na sepultura de sua família” (13.22,). Ao voltar para Judá, o homem de Deus foi morto por um leão e enterrado no sepulcro do profeta velho.

A triste história nos dá conta que o homem de Deus foi vítima de uma mentira. Assim como Eva, que preferiu acreditar no “É certo que não morrereis” da serpente (Gn 3.3) e não no “É certo que morrereis” de Deus (Gn 2.17). Por essa razão, a mulher comeu da árvore do bem e do mal e o pecado entrou no mundo (Rm 5.12).

De vez em quando você topa com algum profeta velho ou com uma “profetiza velha” por aí, que podem lhe dizer ter recebido por meios sobrenaturais uma mensagem de Deus para você. É preciso tomar muito cuidado. Se o recado de Deus para você por meio desse profeta contrariar a orientação original do Senhor, não caia nessa cilada.
Existe muitas REVELAÇÕES nessa palavra estaremos COMPARTILHANDO neste Domingo ás 8 e 19:hs em Uma de nossas Igrejas Unidos em Uma Só Fé.

Deus o abençoe!
Bispo Anderson Camargo.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Duas bençãos Uma que eu quero e outra que eu preciso qual é a melhor?
Quero compartilhar algo sobre 3 personagens. Temos Jacó, um jovem pastor, dado a se meter em grandes confusões. Fugindo da ira de seu irmão mais velho, Esaú, encontra abrigo entre sua parentela, habitantes do Oriente.
Temos Raquel, uma jovem pastora de ovelhas. Era a filha caçula. Moça formosa de porte e semblante. Nos nossos dias e contexto, seria do tipo ‘que benção de varoa, rapaz!’

E temos Lia, a irmã mais velha de Raquel. Penso que era mais afeita às atividades domésticas. Possuía certo problema em seus olhos, que traziam dificuldade para si, e contribuíam para torná-la menos atraente que sua irmã. Imagino que isso também prejudicava sua Vida diária, bem como o seu relacionamento em relação à outras pessoas. Em nossos dias, seria do tipo ‘a irmã é até benção, mas não faz o meu tipo.’ Ok, a gente acredita.

Jacó fez a sua escolha. Escolheu a Raquel, a mina mais top de Harã.ERA A BENÇÃO QUE ELE QUERIA. O sogro, Labão, deu todo o apoio. Jacó trabalhou 7 anos pelo direito de casar com Raquel. E casou. Mas na hora da alegria, descobriu que havia sido enganado. Acabou recebendo o que não queria. E ficou irado com a situação. Mas acabou tendo que concordar com o trâmite, aceitando trabalhar mais 7 anos para ter Raquel de fato. A Palavra mesmo fala que ele não ligava para o tempo, pois a amava muito.
E Lia?

Lia acabou sendo preterida, como (provavelmente) sempre ficava. E com certeza, sofreu muito com a situação. Mas Deus, em Sua infinita justiça e misericórdia, deu uma chance a Lia. Escutou o seu clamor e a tornou fértil (Gn 29:31). Raquel, por sua vez, mesmo tendo o desejo de seu marido todo para si, era estéril. O que para uma mulher, ainda mais naqueles tempos, era vergonhoso.
A partir daqui, já podemos traçar paralelos entre as 2 irmãs. Irmãs com o mesmo sangue, mas com objetivos totalmente dissonantes.

1. Digamos que Lia tenha tido seus filhos mais velhos em um curto espaço de tempo. 9 meses x 4 meninos = 36 meses = 3 anos. A cada filho, uma oração de gratidão ao Senhor brotava de seus lábios (Gn 29:32, 33 e 35; 30:18 e 20). Raquel, por sua vez, cobrava do marido a responsabilidade por não conceber (Gn 30:1-2).

2. Para ter o que queria, Raquel se valeu do seguinte ditado: ‘os fins justificam os meios’. Não havia problema em usar uma serva como ‘barriga de aluguel’, ou ceder a vez de ficar com Jacó para a irmã, em troca de mandrágoras (que eram tidas como a cura para a infertilidade, além dos poderes afrodisíacos). O importante era vencer a sua irmã (Gn 30:8).

3. Da mesma forma, Raquel furtou os ídolos do lar de seu pai. Ora, tais elementos eram como um testamento, que garantia de que o genro (Jacó), seria o herdeiro principal do pai (Labão). No decorrer da narrativa apresentada em Gênesis, vemos que Jacó nunca precisou receber alguma herança, pois o Senhor o abençoou grandemente em Canaã. Raquel não sabia confiar na Palavra do Senhor (ou talvez nem fazia questão), e sempre tomava decisões na base da emoção (Gn 31:19). Quando decidiu confiar no Senhor, recebeu um filho: José (Gn 30:24).

4. A vida de Raquel deve ter sido breve. Ao dar a luz ao 2º filho, acabou falecendo. Não sem antes dar nome à criança. Benoni (lit., filho da minha tristeza). Jacó mudou o nome para Benjamim (lit., filho da minha destra). Raquel viu a dor. Jacó viu a esperança.

5. A partir desse acontecimento, vemos os desdobramentos que a história toma. E nos deparamos com dados interessantes: Raquel foi sepultada junto à uma estrada (Gn 35:19-20). Lia foi sepultada na cova de Macpela, onde os antepassados de Jacó estavam descansando (Gn 49:31). Quando José sonha com o sol, a lua e as 11 estrelas se prostrando diante dele, Jacó o inquire. ‘Você acha que eu, sua mãe e seus irmãos nos prostraremos diante de você?’.a mãe citada em questão era Lia, já que Raquel havia falecido há anos atrás.

6. Quando vemos as genealogias, descobrimos dados interessantes. Lia, a preterida, foi a mãe de Rúben (o primogênito), Levi (o sacerdote) e Judá (o príncipe). Raquel, a favorita, foi a mãe de José, pai de Efraim. Efraim e seu irmão Manassés acabaram sendo aceitos como parte da descendência de Israel, dando origem a 2 tribos.

De Judá, temos Davi (o homem segundo o coração de Deus). E temos a profecia da vinda de Siló, o Pacificador (Gn 49:10), que é Jesus Cristo. De José, temos Efraim. A tribo que se tornou a 2ª mais forte de Israel. De Efraim, veio a divisão do Reino de Israel em dois, chefiada por Jeroboão.
O QUE DEUS FALA CONOSCO ?

Como andam as nossas escolhas?
O que vc quer é o que vc precisa?

Será que nossos parâmetros estão corretos? Vendo a história de Jacó e suas esposas, acabo percebendo algo que tem acontecido em nossos dias. A beleza sobrepuja a simplicidade. A soberba encobre a humildade. A verdade é trocada por falácias. Existem Lias em nosso meio, pessoas verdadeiras, que estão sendo preteridas pelas Raquéis, que se revelam ‘abençoadas’ no começo. Mas que na realidade não professam uma fé verdadeira, preferindo agir de acordo com os seus interesses.

Amigo (a): quem você tem buscado? Sempre o que vc quer ou o que vc precisa? Nas mãos de quem você tem depositado sua confiança e fé? Você tem agido em fé, ou de acordo com as suas vontades?
Nossas escolhas refletem quem somos. E definem o que seremos.Vamos escolher então vivermos debaixo da benção e vontade do Senhor. Não se atenha ao ‘visual’. Se importe com o espiritual, com a Palavra de Deus revelada a você. E viva em novidade de vida. Espere pelo que Deus deseja. Por que Ele sabe perfeitamente do que PRECISAMOS a vontade Dele é boa, perfeita e agradável.
Deus sabe que aquilo que queremos não durara muito más o que Ele tem para nós que é o que precisamos durara para SEMPRE AMÉM!!!!!...A QUE PRECISAMOS SEMPRE SERÁ MELHOR!!!!!
Bispo Anderson Camargo.