quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

NUNCA SERA POSSIVEL AGRADAR A TODOS

 Há muito tempo, viajando pelo interior, seguia um velho que vinha montado em seu jumentinho, conduzido por seu netinho, que puxava o animal pelo cabresto.
 Aquela jornada estava longe de ser um lazer.
 Eles tinham como finalidade ir a uma feira na cidade grande, onde tentariam vender o animal de estimação e conseguir dinheiro para o sustento do velho e seu único neto, órfão de pai e de mãe.
E assim seguiram caminho afora.

Ao passarem por um vilarejo, e tendo em vista haver ali muitas pessoas, logo começaram as críticas:
“Que absurdo!”, falava aquela gente, com os ânimos bastante exaltados ao ver a criança a pé e o velho montado no jumento. “O juizado da infância e da juventude tem de saber disso e tomar as devidas providências! Como pode uma coisa dessas? Que desnaturado!”, comentavam.
Sentindo-se desconfortável diante daquela situação tão constrangedora, o velhinho de pronto trocou de posição com o menino, que agora seguia montado no jumento com o avô puxando o animal.

“Bom, agora certamente acho que ninguém ficará chocado, nem falará nada!”, pensou ele.
E assim tocaram em frente sua jornada.

 Mas, ao entrarem num novo vilarejo, novamente ouviram novas críticas:
“Que absurdo! Coitado do velhinho!

 Ele é quem tinha de estar montado sobre o jumento, não o menino!
 Isso não é possível!
 Que mundo é esse onde ninguém respeita o estatuto do idoso? Aonde nós vamos parar?”, era o que se ouvia.
E novamente o bom velhinho, quase sem saber mais o que fazer, fez outra troca.

 Sentou-se sobre o jumentinho com o menino e, assim, continuaram sua jornada.
Na cidade seguinte, os comentários foram muito mais fortes:
“Olhem que absurdo!

 Coitadinho do pobre jumento, carregando esses dois marmanjos!
 A sociedade protetora dos animais devia tomar alguma providência!”
Moral da história: nunca será possível agradar a todos

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

AMULETOS, CERTO OU ERRADO?

usar amuletos, Certo ou Errado?Acreditamos que a fé das pessoas deve e tem que ser estimulada. Infelizmente, vemos que nesta tentativa certas igrejas estão usando um sistema não ensinado pela Bíblia. Sistema este cuja base é a troca da fé genuína, pela fé no visível e palpável.

Esses lideres evangélicos tem feito isso para atrair as pessoas, que por falta de conhecimento bíblico tem aceitado e crendo que isso realmente vem da parte de Deus. Nós, que somos crentes em Jesus, somos conhecidos por crer no Deus invisível e não aceitar o palpável "Disse-lhe Jesus; Porque me viste creste? Bem aventurados os que não viram e creram" ( Jo 20:29).

Muitos evangélicos entendem como idolatria apenas o fato de pessoas adorarem imagens de escultura, motivo esse que sempre foi o principal ponto de divergencia com os católicos. No entanto temos visto tantos absurdos nas igrejas evangélicas que podemos questionar até que ponto a IDOLATRIA, ainda que de forma diferente, tem sido uma realidade assustadora entre nós.

DIGA: SOU CRISTÃO, IDOLATRA NÃO.

Como aceitar essa doutrina dos amuletos imposta por algumas denominações evangélicas? Cornetas, espadas, sal grosso, arruda, rosa ungida, enxofre, alianças, chaves que abrem portas, sabonetes de cura, e muito mais. Isso tudo é inaceitável, visto não ter bases bíblicas e nunca ter sido praticado pela Igreja primitiva.

Devemos ter em mente o nosso verdadeiro alvo, a fé viva em Cristo Jesus invisível, mas real ( 1TM 1:17) "Assim, ao Rei eterno, imortal, invisível. Deus único, honra e gória pelos séculos dos séculos.Amém"

Jesus é o autor e consumadorr da nossa fé, só Ele é suficinte para salvar, curar e libertar.

"...fitando os olhos em Jesus e consumador da nossa fé..." (Hb 12:2)

Esse desvio de alvo tornou-se tão sério que se as pessoas dessas igrejas precisam quase sempre de um objeto para que sua fé funcione.

Certo dia encontrei com um irmão, amigo meu, que congregava em uma dessas igrejas. Nesse nosso encontro ele mostrou-me uma corneta e tocou bem forte. Após isso me perguntou: "você sentiu?". "Senti o que?", O "poder" - disse ele. Demonstrei na minha fisionomia que não havia entendido nada e então ele explicou-me: É uma corneta ungida e o "Bispo nos disse que tem poder, poder tão forte que expulsa até demônios." Chocado eu lhe expliquei que só no nome de Jesus havia poder para tal. "Em meu nome expelirão demônios" (Mc 16:17). Então eu lhe perguntei se na igreja dele estavam dando isso e ele, um tanto chateado, disse: "Dando não, eu paguei cem reais". Depois desse diálogo, disse até logo e fui embora.

Relatei esse fato para mostrar que se não for feito nada a coisa não vai ficar boa. Uma vez ou outra nos deparamos com esses amuletos dependurados nas casas de certos cristãos. Em outra ocasião fui chamado com urgência para expulsar um demônio na casa de uma irmã. Ao chegar contemplei uma pessoa terrivelmente endemoninhada, mas o que mais me chocou não foi o estado de possessão em que se encontrava e sim ao ver a irmã fazendo um trabalho de lirbertação com um amuleto na mão.

Que Deus em nome do Senhor Jesus possa nos livrar desses males, dessas heresias que tem impregnado a igreja de Cristo. AMÉM!!!!!
 

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Os Frutos do Espirito


O Espirito Santo é a água Viva que rega nosso coração, a cada dia, para que possamos produzir Seus frutos. Quais são estes frutos?
Os frutos do Espírito Santo são: a caridade, a alegria, a paz, a paciência, a afabilidade, a bondade, a fidelidade, a brandura e a temperança..

Vamos conhecê-los um pouco mais?




■Caridade
Caridade: é o próprio amor. "O amor é paciente, é bondoso. não tem inveja, não é orgulhoso. não busca seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor..." (I Cr 13, 4-5ss).

■Alegria
Alegria: é verdadeira e não passageira. "A vossa tristeza se há de tornar em alegria" (Jo 16, 20b).

■Paz
Paz: que só Jesus pode oferecer: "Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Não vo-la dou como o mundo a dá."(Jo 14, 27ss).

■Paciência
paciência: é uma conseqüência do fruto da paz e tem íntima ligação com a Fé, a alegria e a paz.

■Benignidade
Benignidade: amavel, delicadeza ou gentileza, é o fruto do Espírito Santo com o qual ajudamos nossos irmãos, como o bom samaritano.

■Bondade
Bondade: "Comportai-vos como verdadeiras luzes. Ora, o fruto da luz é a bondade..." (Ef 5, 9ss).

■Fé
Fé: "Tende Fé em Deus. Em verdade vos declaro. Todo o que disser a este monte: levanta-te e lança-te ao mar, se ele não duvidar em seu coração, mas acreditar que sucederá tudo o que disser, ele obterá esse milagre" (Mc 11, 22-23).

■Brandura
Brandura: também chamada mansidão: "Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra" (Mt 5, 5).

■Temperança
Temperança: é o equilíbrio que recebemos do Espírito Santo para evitarmos exageros e agirmos de acordo com a Vontade de Deus.

Como possuir estes frutos?

Estes frutos só se desenvolvem em nosso coração quando não colocamos obstáculos para que isso aconteça. Caso contrário, eles se tornam verdadeiras "pragas", capazes de destruir nossa "árvore". Essas "pragas" são nossos medos, ressentimentos, amarguras, rejeições, falta de perdão, mágoas, etc.

Se deixamos que estas "pragas" tomem conta de nossa vida e de nosso coração, colheremos outros tipos de fruto. Os frutos da carne: "fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdias, partidos, invejas, bebedeiras, orgias e outras coisas semelhantes" (cf. Gl 5, 19). Podemos escolher quais destes frutos queremos colher em nossa vida: os frutos do Espírito Santo ou os frutos da carne!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Deus esta no controle de tudo

Nunca lamentes quando tiveres de enfrentar um desapontamento,
         pois se tomares tempo suficiente para recordar,
         muitas experiências do passado virão á tua mente
      nas quais as portas fechadas provaram ser uma benção,
    uma vez que te deixaram livre para aceitartares uma oportunidade
      diferente e maior.
Lembra-te sempre que Eu controlo tudo o que te diz respeito e
enquanto Eu me disponho a consertar a tua vida, não somente
      abro as portas certas, como fecho as erradas.
Quando uma porta errada se fecha, lembra-te que é Minha Mão
       e quando uma porta certa se abrir, saiba que fui Eu.
Desse modo, não somente Eu te dou alegria, mas detenho a tristeza.
 Confia em Mim.
Nunca lamentes aquilo que, a teus olhos, parece estar perdido.
Todas as coisas Eu as ajunto no Meu coração e faço retornar
para ti somente as que poderão abençoar.
Se confiares em Mim quando as coisas te parecem erradas,
a tua ensiedade diminuirá.
Já não tenho dito que nada há de prejudicar-te?

"Mas eu confio em Ti, ó Senhor, e digo: Tu és o meu Deus"
Salmo 31:14

terça-feira, 8 de novembro de 2011

SE EU SOU HOMEM DE DEUS

Será mesmo que precisa um crente ou líder espiritual repetir estas palavras para profetizar ou para que ocorra milagres na vida de alguém? Eu creio que não.
Estas palavras foram pronunciadas pelo profeta bíblico Elias, numa situação específica, no Antigo Testamento. Como está na moda copiar símbolos judaicos, estas palavras também são copiadas, mas qual a intenção por trás delas? Pura encenação.
No livro de 2 Reis, capítulo 1, conta a história do rei israelita Acazias, um rei que não confiava em Deus, por ser ímpio. Ele caiu de um quarto alto e adoeceu, e enviou mensageiros para consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se ele iria sarar.
No caminho os mensageiros encontraram Elias, que os mandou de volta com a profecia de que o rei iria morrer, e a censura: Não há Deus em Israel, para que você vá perguntar a Baalzebu, o deus de Ecrom?
Ouvindo o que os mensageiros disseram, o rei enviou três companhias de cinqüenta soldados cada para buscar Elias. O capitão da primeira companhia arrogantemente disse a Elias: Homem de Deus, o rei disse: Desce!
Elias, impulsionado por Deus, porque dele mesmo, sabemos que não tinha esta coragem, respondeu: Se eu sou homem de Deus desça fogo do céu e consuma a ti e a teus cinqüenta. Então desceu fogo e os consumiu.
O segundo capitão de cinqüenta foi mais arrogante ainda: Homem de Deus, o rei disse: Desce depressa! O mesmo ocorre com ele e seus soldados, são consumidos pelo fogo do céu. O terceiro capitão, humilhou-se, ajoelhando diante de Elias e pedindo por sua vida e pela de seus soldados. O anjo do Senhor disse a Elias: Não tenhas medo deste. Pode descer!
Pelas palavras do anjo podemos perceber que as palavras de Elias e o fogo não foram por causa de um ato de valentia de Elias, de querer mostrar que ele era O CARA que falava e acontecia, mas porque Deus assim o quis. Muitos pegam esta parte e querem reproduzir exatamente esta impressão, a de que Elias quis mostrar que era homem de Deus. O anjo disse claramente: desce com este, não temas. Elias estava temeroso sobre o que poderia lhe acontecer com aqueles 50 soldados, portanto, a coragem, a bravura, não é do homem, mas é de Deus, e somente Ele merece ser exaltado. O ato de Elias, exalta a Deus, porque aquele rei era ímpio e havia ido buscar os ídolos. E aqueles soldados iriam empregar a força para levá-lo ao rei.
Portanto, devemos ler as passagens do Antigo Testamento e saber situá-las nos devidos acontecimentos, e não querer repetir hoje, atitudes e símbolos de uma era, onde Deus era chamado de Deus de Abraão, Deus de Isaque, etc., não se falava Nosso Deus, como hoje temos este direito, por Jesus Cristo.

Os discípulos: pedir fogo do céu.

Jesus não permitiu que seus discípulos fizessem o mesmo que Elias, quando em viagem para Jerusalém, não encontraram pousada numa aldeia. Tiago e Joäo, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez? Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós näo sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do homem näo veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. E foram para outra aldeia.(Luc 9:54-56)
Os discípulos queriam mostrar reputação, quem eles eram junto ao Senhor, mas Jesus estava preocupado em cumprir a missão do Pai, não em mostrar reputação.

Não pode
O cristão não pode se vingar de ninguém, não pode odiar, mas amar, até os inimigos, e portanto, não pode pedir que fogo do céu consuma os seus inimigos, mas que Deus abra suas mentes e lhes mostre o caminho de salvação, que é Cristo. Jesus não permitiu aos seus discípulos reproduzirem a mesma situação de Elias, situação específica do Antigo testamento, pedindo destruição de pessoas, por motivos banais e não permite para nós cristãos, pedirmos destruição de ninguém. O cristão deve orar e entregar nas mãos de Deus.

Não precisa
Jesus nos ensinou a pedir no Seu Nome ao Pai, tudo o que precisamos. Não podemos ir além disso, dizendo palavras de efeito: se eu sou homem de Deus, se eu sou Teu servo, e variações como: se Tua Palavra é verdade, se estou pregando pelo Espírito, se é Deus quem fala na minha boca, etc.
Para Deus operar, não precisa falar nada disso. Os profetas falavam de uma maneira no Antigo Testamento por causa do contexto e as pessoas precisavam disso para crer que o profeta era enviado de Deus, e mesmo assim, não obedeciam.
Hoje temos a Palavra de Deus, a Bíblia, A verdade, que nos diz tudo a respeito de Jesus e da salvação. O pregador só precisa pregar o que está escrito, que sempre será verdadeiro. O Nome de Jesus sempre em primeiro lugar, em tudo, e estará de acordo com as Escrituras. Não precisa colocar o EU na frente.
Quando um crente, seja líder ou não, diz: Se eu sou homem de Deus..., perante uma platéia de ouvintes crentes ou não-crentes, ele está encenando e geralmente se exaltando, buscando maior credibilidade para sua pessoa, coisa que não vemos no Novo Testamento os apóstolos fazerem. Não julgo os milagres que possam ocorrer, estou apenas me baseando naquilo que a Bíblia ensina.

Milagres, os apóstolos
Jesus prometeu aos seus discípulos, que os sinais e maravilhas os seguiriam, e podemos verificar no livro de Atos dos Apóstolos o cumprimento desta promessa. Os apóstolos de Jesus conheciam o dom que estava neles, e por isso, não vemos eles dizerem: Se eu sou homem de Deus, aconteça isso ou aquilo. Eles tinham certeza que eram homens de Deus, tomados pelo Espírito Santo. Vejam alguns exemplos de milagres que Deus operou através dos apóstolos:

Cura de um homem coxo: E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda. (Atos 3:6).
Cura de Enéias: Pedro diz: Jesus Cristo te dá saúde! (Atos 9:34)
Cura de Dorcas: Pedro manda todos sairem do quarto, dobra os joelhos e ora a Deus e Dorcas ressuscita. (Atos 9: 36-41)
Milagres operados através de Paulo e Barnabé, da mesma forma:
Cura de um homem coxo: Disse em voz alta: Levanta-te direito sobre teus pés. E ele saltou e andou.(Atos 14:10)
Ressuscitamento do jovem Eutico: E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto.Paulo, porém, descendo, inclinou-se sobre ele e, abraçando-o, disse: Não vos perturbeis, que a sua alma nele está. (Atos 20:9-11)
Cura do pai de Públio: aconteceu estar de cama enfermo de febre e disenteria o pai de Públio, que Paulo foi ver, e, havendo orado, pôs as mãos sobre ele, e o curou. (Atos 28:8).
Em todos os milagres relatados de Atos à Apocalipse, os apóstolos não dramatizaram, não encenaram, não se exaltaram, não fizeram shows, e a cura foi perfeita, instantânea, sem retorno, exaltando a Jesus e confirmando a palavra do evangelho que anunciavam.
Não importa o tipo de platéia, não se pode querer causar impacto nos ouvintes e nem terror, como se fosse um profeta ressurgido lá do Antigo Testamento, com a boca pronta para pronunciar uma maldição. O impacto deve ser pela verdade da pregação, não pela encenação. O evangelho de Jesus Cristo deve ser pregado de forma simples, direta, tocando os corações, trazendo as almas para o abrigo do Senhor, semeando paz e alegria.




 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

HUMILDADE





"Eu, eu, eu".O culto ao eu aumenta cada vez mais em meio à nossa população – no qual cada um se considera cada vez mais importante. Cresce a sociedade que quer levar vantagem em tudo, que não recua diante de nenhum meio para alcançar seus objetivos. É indiferente se outros têm de sofrer com isso – o que importa é que se consiga o primeiro lugar. Um dos lemas em curso entre a juventude é: "Eu sou mais eu".
Também esta é mais uma prova de que a Palavra de Deus é confiável, pois ela diz o seguinte acerca dos "últimos dias": "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos" (Mt 24.12). Quem não cuida e não vigia, torna-se cada vez mais egoísta e nem o nota, mesmo sendo cristão. O egocentrismo, o culto ao eu se infiltra onde a Palavra de Deus é deixada de lado – e com isso é deixado de lado o relacionamento íntimo com Jesus Cristo.Observando o texto podemos traduzir da seguinte maneira "O amor de muitas pessoas esfriará porque a palavra de Deus se afasta cada vez mais delas". Não se convive mais com a Sagrada Escritura. Mas é só através do contato com a Palavra de Deus, através do amor do Espírito Santo e da comunhão com Jesus Cristo que adquirimos a capacidade de sermos humildes.
Satanás abandonou a Palavra de Deus por seu orgulho sem limites – e caiu. Igualmente cristãos que não mais são dirigidos pela Palavra de Deus e pelo Seu Espírito Santo se tornam vítimas do orgulho. Tornam-se ambiciosos e se acham cada vez mais importantes – e a causa de Jesus é empurrada para segundo plano.
No Evangelho de Lucas um acontecimento nos mostra como o orgulho se manifesta e quais as suas conseqüências: "Reparando como os convidados escolhiam os primeiros lugares, propôs-lhe uma parábola: Quando por alguém fores convidado para um casamento, não procures o primeiro lugar; para não suceder que, havendo um convidado mais digno do que tu, vindo aquele que te convidou e também a ele, e te diga: Dá o lugar a este. Então irás, envergonhado, ocupar o último lugar. Pelo contrário, quando fores convidado, vai tomar o último lugar; para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, senta-te mais para cima. Ser-te-á isto uma honra diante de todos os mais convivas. Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado" (Lc 14.7-11).
O orgulho começa no coração. O orgulho é algo sorrateiro, que entra devagarinho em nosso coração, mudando nossa motivação e mudando a base de nosso querer e de nosso agir. Em geral não usamos de violência para chegar mais à frente. Tudo começa muito sutilmente, nos insinuamos com cuidado. Fazemos um jogo duplo com outros, colocando o olho nos melhores lugares.
O Senhor olha diretamente para dentro do coração e fala: "A soberba do teu coração te enganou..." (Ob 1.3).
Não creio que as pessoas da nossa história foram derrubando cadeiras e mesas para chegarem à frente e alcançarem os melhores lugares. Provavelmente eles foram cuidadosos e educados, mas agiram com um alvo em vista, que era o de ocupar o lugar de honra. Mas o Senhor o notou! Pensemos nisso: o primeiro que descobre orgulho em nossa vida é o Senhor – e Sua reação não se fará esperar. Ele olha diretamente para dentro do coração e fala: "A soberba do teu coração te enganou..." (Ob 1.3).
Orgulho não é coisa pequena
Poderia-se dizer que o que aconteceu aqui é uma bagatela da qual nem vale a pena falar. Tentar conseguir o melhor lugar em uma mesa não é muito bonito, mas também não é tão trágico assim; certamente existe orgulho pior. Mas o fato de Jesus ter notado o acontecido e de ter comentado a respeito mostra claramente como o orgulho é terrível aos olhos de Deus. Por quê?
1- Porque o orgulho procede de um cristianismo sem cruz
Em Filipenses 2.5-8 encontramos um padrão para nossa mentalidade e para nossas intenções: "Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz." Sua humilhação consistiu em não exigir o que era direito Seu. Ao invés de insistir em Sua semelhança com Deus, Ele humilhou-se a Si mesmo. Ele, diante de cuja palavra o Universo se abala; Ele, que é adorado e exaltado por todos os anjos criados; Ele, que não é criatura mas o próprio Criador – Ele se humilhou, sim, "tornando-se obediente até à morte, e morte de cruz." Essa mentalidade que Jesus Cristo possuía é esperada de nós também. E quem não tem essa mentalidade não vive com a cruz e com o Crucificado, mas é contrário à cruz de Cristo. Uma pessoa assim, no fundo, é inimiga da cruz de Cristo por continuar sendo orgulhosa.
2- Porque o orgulho tem sua origem nas mais terríveis profundezas, ou seja, no próprio diabo
Satanás queria ser como Deus: "...subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo".
Nele nasceu o orgulho: "Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades no Norte" (Is 14.13). Satanás queria ser como Deus: "...subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo" (v. 14). Por isso o orgulho é tão terrível diante dos olhos de Deus e é condenado por Deus desde sua menor raiz.
3- Porque o orgulho provém da falta de temor de Deus
Em Provérbios 8.13 está escrito: "O temor do Senhor consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho, e a boca perversa, eu os aborreço." O resultado da falta de temor de Deus sempre é o desprezo do nosso próximo, com uma valorização acentuada de si mesmo. Assim, os fariseus e escribas daquela época escolheram para si os melhores lugares à mesa. Onde os outros iriam sentar era indiferente para eles.
Hoje igualmente a falta de temor de Deus cresce ao ponto de chegar a um ódio pelos outros. Pessoas orgulhosas têm dificuldades em se relacionar com os outros e estão sempre prontas para brigar. Pois o orgulhoso tenta alcançar seus próprios alvos mesmo às custas da união. Por isso somos exortados tão seriamente: "Nada façais por partidarismo, ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo" (Fp 2.3).
4- Porque o orgulho sempre traz consigo a queda
Provérbios 16.18 diz: "A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda." A Bíblia Viva diz: "A desgraça está um passo depois do orgulho; logo depois da vaidade vem a queda." Isso combina exatamente com o que o Senhor Jesus diz em Lucas 14.8-9: "Quando por alguém fores convidado para um casamento, não procures o primeiro lugar; para não suceder que, havendo um convidado mais digno do que tu, vindo aquele que te convidou e também a ele, te diga: Dá o lugar a este. Então irás, envergonhado, ocupar o último lugar." Na prática, o orgulho não nos leva a sermos mais reconhecidos e importantes no Reino de Deus, mas acontece exatamente o contrário: quando somos orgulhosos, somos cada vez menos importantes para o Reino de Deus, até ao ponto de sermos totalmente desqualificados.
Quem se considera muito importante como candidato a obreiro no Reino de Deus, facilmente pode ser degradado ao patamar de um jumento, o que pode ser ilustrado com muito acerto com o seguinte episódio: certa vez um seminarista, muito convencido e cheio de si, falou a um servo de Deus: "Deus precisa de mim. Quero servi-lO." O servo de Deus respondeu: "Jesus só falou uma vez que precisava de alguém – e esse alguém era um jumento" (comp. Mc 11.3).


Quem se considera muito importante como candidato a obreiro no Reino de Deus, facilmente pode ser degradado ao patamar de um jumento.
Muitas vezes o orgulho não produz uma ampliação nos horizontes, uma expansão no ministério para o Senhor, como os orgulhosos muitas vezes pensam e querem, mas exatamente o contrário: eles se tornam imprestáveis para o serviço cristão e se tornam pequenos no Reino de Deus. A Bíblia diz em 2 Coríntios 10.18: "Porque não é aprovado quem a si mesmo se louva, e, sim, aquele a quem o Senhor louva."
Por Jesus ter se humilhado tanto na cruz, "...Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome" (Fp 2.9). E exatamente este mesmo princípio Jesus reafirmou em Lucas 14.11: "Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado."
5- Porque a humilhação vem, muitas vezes, por meio de outras pessoas
É disso que o Senhor fala em Lucas 14.8b-9: "...para não suceder que, havendo um convidado mais digno do que tu, vindo aquele que te convidou e também a ele, te diga: Dá o lugar a este. Então irás, envergonhado, ocupar o último lugar." Mesmo que o orgulho esteja relativamente escondido e se manifeste em segredo, um dia ele aparece e a humilhação se torna do conhecimento de todos. Meio que sorrateiramente, sem chamar muita atenção, alguns convidados se assentaram nos melhores lugares. Mas quando o anfitrião mandou que eles tomassem os lugares inferiores, todos ficaram sabendo.
É curioso observar que as pessoas orgulhosas são, muitas vezes, humilhadas exatamente por aquelas pessoas que elas queriam adular e agradar. No reino de Assuero, por exemplo, um certo Hamã gozava de todos os privilégios possíveis concedidos pelo rei (Et 3.1). Mas tão logo, através de Ester, sua esposa judia, Assuero ficou sabendo dos planos e das intenções orgulhosas de Hamã (ele queria enforcar o judeu Mardoqueu, por não o bajular, e queria mandar matar todos os judeus em um dia pré-determinado), iniciou-se a queda de Hamã de uma maneira que ninguém conseguiria deter: Hamã acabou enforcado juntamente com seus filhos (Et 7.10; 9.25).
6- Porque o orgulho produz insegurança
Muitas vezes as pessoas que têm uma tendência ao orgulho se mostram muito seguras de si, mas, na verdade, elas são movidas por uma estranha insegurança. Elas não estão firmes, não sabem qual o melhor caminho para si e não são confiáveis nas coisas espirituais. E isso acontece porque elas estão em um falso caminho, e porque no fundo de seu coração sabem que podem cair de onde se encontram: "Pois todo o que se exalta será humilhado..."
7- Porque só as pessoas humildes são íntimas do Senhor
Lucas 14.10 diz: "Pelo contrário, quando fores convidado, vai tomar o último lugar; para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, senta-te mais para cima. Ser-te-á isto uma honra diante de todos os mais convivas." No início dizíamos que os orgulhosos levam uma vida que passa longe da cruz de Cristo, até contrária ao Senhor, e que os humildes, ao contrário, têm uma vida com Cristo em seu centro; essas pessoas vivem da Sua Palavra e têm a mentalidade do Senhor. Por isso, na parábola que estamos tratando, só o convidado humilde é chamado de "amigo": "Amigo, senta-te mais para cima." O Senhor não disse: "Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando"(Jo 15.14)?!
Só os humildes têm suas fronteiras ampliadas, só os humildes são exaltados. Por quê? Porque eles têm a mesma mentalidade que o seu Mestre. Ele disse: "Pois todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado" (Lc 14.11).
O caminho para a verdadeira humildade


Agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro em meu coração está a tua lei.
Só através de muita oração, e não através do simples pedido: "Senhor, humilha-me!" é que chegamos à humildade; somente através de uma decisão consciente de nossa vontade, que se transforma em ação, é que chegamos à humildade verdadeira. Jesus Cristo humilhou-se a si mesmo, pois a Bíblia diz: "...a si mesmo se humilhou" (Fl 2.8). Ele disse: "...agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro em meu coração está a tua lei" (Sl 40.8).
Na nossa parábola, o Senhor mostra como se pratica a humildade:
– "...não procures o primeiro lugar..." (Lc 14.8);
– "...vai tomar o último lugar..." (v. 10);
– "... o que se humilha..." (v. 11).
É imprescindível assumir uma atitude como João Batista teve, quando disse, olhando para Jesus: "Convém que ele cresça e que eu diminua" (Jo 3.30). É por isso que João Batista era tão grande aos olhos de Deus. O Senhor testemunhou acerca dele: "Entre os nascidos de mulher, ninguém é maior do que João" (Lc 7.28). Por isso é tão necessário eleger diariamente o caminho da humildade e ficar nele: "Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte" (1 Pe 5.6). Amém.

sábado, 3 de setembro de 2011

ALGUNS VERSICULOS DA BIBLIA QUE NÃO PODEM SER ESQUECIDOS

Caro leitor, fata-me palavras diante tanta aberração! Como bem disse o apóstolo Paulo em sua epístola a Timóteo No últimos dias alguns apostatarão da fé:

Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência, proibindo o casamento e ordenando a abstinência dos manjares que Deus criou para os fiéis e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças.” 1 Timóteo 4:1-3

Pois é, diante de tantas heresias e loucuras em nome de Deus vale a pena trazer a memória alguns versículos da Bíblia:


Mateus 24:24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.

Marcos 13:22 Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.

1 Timóteo 6:9 Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.

2 Pedro 2:1 E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.

2 Pedro 2:3 E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.

Que Deus tenha misericórdia do seu povo! Maranata!

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O Temor do Senhor

“O temor do SENHOR é fonte de vida para evitar os laços da morte” (Provérbios 14:27). Encontramos expressões semelhantes a esta, frisando a importância do temor do Senhor, mais de 25 vezes na Bíblia, a maioria no livro de Provérbios. O temor de Deus não é pavor irracional. É o medo, respeito ou reverência que vem de uma apreciação das qualidades de Deus. Ele é santo, justo e poderoso, e qualquer ser humano deve sentir respeito profundo para com o Criador e Juiz de todos (2 Crônicas 19:7-9).
O temor de Deus traz entendimento e nos protege dos maus caminhos (Jó 28:28; Provérbios 19:23; 22:4). O respeito a Deus nos dá motivo para evitar o pecado em nossa vida – “Pela misericórdia e pela verdade, se expia a culpa; e pelo temor do SENHOR os homens evitam o mal” (Provérbios 16:6). Vários trechos o descrevem como a base da sabedoria (Provérbios 1:7; 9:10; Salmo 111:10).
Qualquer doutrina ou prática que desvia os nossos olhos de Deus pode destruir o temor do Senhor. Esta foi a preocupação dos israelitas quando pensaram que alguns de seus irmãos estivessem caminhando para a idolatria (Josué 22:25). Da mesma forma, materialismo e doutrinas que minimizam a importância de Deus diminuem a reverência por parte de suas criaturas.
Cada pessoa tem a opção de buscar o conhecimento de Deus para aumentar o seu temor do Senhor: “Vinde, filhos, e escutai-me; eu vos ensinarei o temor do SENHOR” (Salmo 34:11). Da mesma maneira, podemos rejeitar este entendimento e desprezar o temor de Deus: “O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.... Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do SENHOR” (Provérbios 1:7,29).
Esse respeito para com Deus é essencial para o crescimento da igreja, como observamos na igreja primitiva (Atos 9:31). Pessoas que já conhecem a palavra e demonstram o temor do Senhor, naturalmente falarão a outros, oferecendo-lhes a mesma esperança (2 Coríntios 5:11).

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A parábola dos pescadores sem peixes

Era uma Associação de Pescadores, que viviam no meio de rios e lagos, cheios de peixes famintos. Eles se reuniam regularmente para discutir sobre o chamado para pescar, a abundância de peixe e a emoção de pegar peixes. Ficavam muito animados com o assunto da pescaria.

Alguém sugeriu que o grupo precisava de uma filosofia de pesca. Assim, cuidadosamente, definiram e redefiniram a pesca e o propósito da pescaria. Desenvolveram estratégias e táticas. De repente perceberam que haviam começado de trás para frente – haviam se interessado pela pescaria do ponto de vista do pescador, e não do ponto de vista do peixe. Como o peixe vê o mundo? Como vê o pescador? O que e quando o peixe come? Era importante entender essas coisas. Por isso, iniciaram estudos e pesquisas. Participaram de conferências sobre a pescaria. Muitos viajaram a lugares longínquos para estudar diferentes tipos de peixes, com diferentes hábitos. Alguns obtiveram Ph.D. em piscicultura.

Contudo, ninguém havia ido pescar. Formou-se, então, um comitê para enviar pescadores. Havia muito mais lugares propícios para pescar do que pescadores. Por isso, o comitê precisava determinar prioridades. A lista de prioridades foi colocada em quadros de avisos em todos os salões da Associação.

Mas, como antes, ninguém estava pescando ainda. Foi feita uma pesquisa para saber por quê. A maioria não respondeu ao questionário, mas, entre os que responderam, descobriu-se que alguns se sentiam chamados para estudar a pesca, outros para fornecer equipamentos de pesca e outros, ainda, para encorajar os pescadores. E, com tantas reuniões, conferências e seminários, simplesmente não tiveram tempo para pescar.

Jacó era novato na Associação de Pescadores. Depois de uma reunião muito animada, ele foi pescar. Fez algumas tentativas, pegou o jeito e conseguiu pegar um lindo peixe! Na reunião seguinte, ele contou sua história e foi elogiado pelo sucesso. Acabou sendo convidado para falar em todos os núcleos da Associação e contar como havia sido a sua pescaria. Assim, com tantos compromissos e por ter sido eleito para a diretoria da Associação, Jacó nunca mais teve tempo para pescar.

No entanto, não demorou muito e ele começou a se sentir intranqüilo e vazio. Teve saudades da pesca propriamente dita, de sentir o puxão no anzol. Assim, decidiu deixar a diretoria da Associação, bem como os demais compromissos com os núcleos, e convidou um amigo para ir pescar com ele. Os dois foram – sozinhos – e pegaram peixes.

Os membros da Associação de Pescadores eram muitos e os peixes eram abundantes. Mas os pescadores continuavam sendo muito poucos.


--------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

LOUVADO SEJA O NOME DO SENHOR

A PAZ DO SENHOR JESUS A TODOS OS AMADOS QUE SEGUEM E VISUALIZAM ESTE BLOG
VENHO LEMBRAR A TODOS QUE NO DIA 23/10 AS 18:00 hs, ESTAREMOS COMEMORANDO O PRIMEIRO ANIVERSARIO DA NOSSA IGREJA, A COMEMORAÇÃO SERA REALIZADA NA NOSSA SEDE COM A PRESENÇA DE TODOS OS PASTORES CONTAMOS COM A SUA PRESENÇA. VOCÊ AMADO IRMÃO QUE TEM MSN ADICIONE A IGREJA O ID É IGREJAUNIDOSEMUMASOFE@HOTMAIL.COM QUE DEUS ABENÇOE A TODOS.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Entregue o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais ele fará SL 37:5

Todo mundo que se dar totalmente para alguém, ter uma relação com alguém no fundo de sua alma, ser amado completa e exclusivamente

Mas Deus, ao cristão, diz:

"Não. Não até você esteja satisfeito, completo e farto de ser amado apenas por Mim e tenha se dado sem reservas a Mim,tenha uma relação intensa, pessoal e única Comigo, e Comigo
somente. Eu o amo, minha criança, e até que você descubra que somente em Mim será encontrada a satisfação que você procura, você não será capaz de ter a perfeita relação a
dois que eu tenho planejado para você. Você nunca será um com o outro se antes não for um comigo exclusivamente, acima de todos os seus desejos e vontades. Eu quero que você pare
de planejar. Pare de desejar em seus desejos e me permita falar a você sobre o plano mais maravilhoso que existe - um que você não pode nem imaginar. Eu quero que você tenha o melhor.
Permita-me dar isso a você. Você fica me olhando, esperando por grandes coisas. Mantenha-se satisfeito sabendo que EU SOU.
Mantenha-se aprendendo ouvindo as coisas que eu digo a você e espere.
Não esteja ansioso e não se preocupe! Não olhe à sua volta para as coisas que outros têm ou que Eu dei a eles. Não fique de olho nas coisas que você acha que quer.
Apenas mantenha seus olhos em Mim, e somente em Mim, ou você vai perder de vista aquilo que eu quero lhe mostrar.
E, então, quando você estiver pronto, Eu vou surpreender você com um amor muito mais maravilhoso do que você poderia sequer sonhar. Veja bem, até que você esteja pronto e até
que aquele que eu tenho para você esteja pronto (e eu estou trabalhando exatamente neste minuto para que ambos estejam prontos ao mesmo tempo), e até que vocês dois estejam
satisfeitos exclusivamente comigo e com a vida que tenho dado a vocês, você não será capaz de experimentar o amor que exemplifica a relação que tem Comigo, e esse é o PERFEITO AMOR.
E, minha querida criança, Eu quero que você tenha esse amor maravilhoso. Eu quero que você sinta o que é ter esse tipo de relação Comigo e que você desfrute de forma concreta e
verdadeira o laço eterno de beleza, perfeição e amor que Eu ofereço a você em Cristo. Eu o amo completamente. Eu sou o Deus Todo Poderoso. Então, creia e seja farto".
Acho que é isso mesmo. Enquanto nós desejamos ardentemente ter alguém, deixamos de lado a relação mais importante de nossas vidas: nosso relacionamento com Deus.
Permita a Deus curar suas feridas e lhe dar o colo e o consolo que homem nenhum pode lhe dar. Permita a Deus suprir todas as suas necessidades e te tornar uma mulher de Deus, plena
em amor e compreensão das coisas de Deus. Permita Deus fazer de você a melhor filha e mãe que alguém pode ter.
Descanse no Senhor e alimente sua fome e sede de amor em Cristo. Nenhum homem poderá lhe dar o que você precisa e antes de ter um relacionamento com mais alguém, cultive um
relacionamento com Deus. Quando você estiver preparada, o amor chegará em sua vida. Sem confusão ou dúvidas porque nosso Deus não é um deus de confusão ou dúvidas. Esperar
não é fácil, mas a ansiedade leva a precipitação e daí ao sofrimento. Deus tem o melhor para você. Jesus morreu por você, para que você fosse salva e Nele tenha uma vida em
abundância. Não duvide nunca disso.

Busque um relacionamento verdadeiro e real com Deus e sua segurança virá naturalmente. Quando se sabe que se tem muito valor para Deus, a opinião dos outros já não tem tanta
importância assim. Torne-se uma mulher de Deus de fato e de verdade, leia a Bíblia diariamente, estude a Palavra do Senhor, vá a igreja regularmente e busque fazer somente a
vontade de Deus e não a sua. Procure fazer cursos, ajudar o seu próximo, fazer novas amizades, tudo isso a ajudará a ter mais confiança em si mesma. Faça sua parte, buscando a Deus e se interessando pela vida - e não pelo que os outros pensam de você - e logo
vc descobrirá que seu medo e sua timidez foram embora, à medida que vc se descobrir como uma pessoa interessante e muito amada por Deus que você é.

"Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar,
e apresentar-vos ante a sua glória imaculados e jubilosos,
ao único Deus, nosso Salvador, por Jesus Cristo nosso
Senhor, glória, majestade, domínio e poder, antes de todos
os séculos, e agora, e para todo o sempre. Amém." Judas 1:24-25

Deus abençoe ricamente sua vida.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

SUA VITÓRIA VAI TER SABOR DE AMÊNDOAS

   SUA VITÓRIA VAI TER SABOR DE AMÊNDOAS
Esta mensagem foi pregada neste domingo dia 26 de junho de 11 pelo Bp.Anderson Camargo em nossa Sede
Numeros cap.17 ver. 1 ao 8
Havia ali a arca da aliança na tenda e a presença de Deus descia ali
Em cima da arca da aliança havia 2 anjos de joelhos, que se abaixássemos daria para velos.
Eles tinham rostos de crianças, mas o corpo de homem.
Eles ficavam abaixados de modo que as pontas de suas asas em cima ligavam umas nas outras, que significa; que tudo que ligares aqui na terra será ligado nos céus Mt 16.19
Toda vez que Moisés entrava na tenda do testemunho (Arca da aliança) a Glória de Deus descia como fogo.
O sacerdote que ia ter com Deus nunca, jamais poderia dar as costas, ele tinha que dar 7 passos de costas para trás até sentir a cortina tocar em suas costas, e ai sim ele então saia da presença de Deus. As pessoas não queriam aceitar Arão como sacerdote disseram que era nepotismo (Nepotismo (do latim nepos, neto ou descendente) é o termo utilizado para designar o favorecimento de parentes em detrimento de pessoas mais qualificadas, especialmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos.
A reação deles foi imediata, quando fazemos algumas escolhas em nossas vidas, as reações contrarias muitas vezes são imediatas.
Por causa de suas escolhas uma multidão esta com pedras nas mãos para te apedrejar.
Mas quem te chamou não foi o homem, foi Deus , logo nasceu ali a inveja no coração deles, a dor de cotovelo
Não se preocupe pois nenhuma dessas pedras vai atingir você.
Moises ao ver a multidão enfurecida não correu pra saia da mãe, ele correu pra Deus pois sabia que só Deus poderia ajudalo.
Ele diz; e agora  Senhor o que eu faço?
O Senhor responde; volta e permaneça firme nas suas palavras, porque minha palavra ela não volta vazia;
Isaias 55.11.
No ver.6, o Senhor manda manda que Moises chame os chefes de cada tribo,porque o senhor não fala com calda e sim com cabeça, e cada um deles trazem um galho seco.
Você deve se perguntar porque galho seco?
Porque vida de murmurador não floresce, aquilo que eles carregavam nas mãos era exatamente o que eles eram.
Nós carregamos em nossas mãos aquilo que somos; veja só alguns exemplos
Davi queria construir um templo pro Senhor mas não conseguiu pois suas mãos estavam sujas 1 Cr.22:8-10).
O Senhor Jesus carrega marcas boas nas mãos; a biblia diz que o salario do pecado é a morte ( romanos 6.23).
Mas o Senhor  nos defende e diz; que não podemos morrer porque ele já pagou o preço por mim e por ti.
Meu amado o que você fizer vai florescer porque foi Deus que te deu, e não o homem.
Não dê ouvidos a voz do diabo, pois o único que não quer que vc floresça é ele.
Você tem um ministério, acredite no seu ministério.
Ele pode ser de louvar, evangelizar, pregar etc... ore ao Senhor para que ele te mostre qual é o seu.
Pois tenha a certeza de que o seu cajado ira florescer, em nome de Jesus.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

PAIS E FILHOS



Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele.(Pv 22.6)

Salomão aqui nesse provérbio, ensina que devemos ensinar a criança no caminho em que deve andar, e até quando envellhecer, não se desviará do caminho, os pais devem ter um compromisso primeiro com Deus e com sua palavra, para estarem aptos a ensinar e disciplinar seus filhos de acordo com os ensinamentos das Sagradas Escrituras.
A palavra hebraica para instruir significa “dedicar”, o ensino bíblico no lar tem como propósito ensinar aos filhos a terem amor e dedicação para como os ensinamentos da palavra de Deus, para que através desse conhecimento estejam separados das influencias malignas deste mundo e instruídos nas coisas de Deus.
Os pais devem motivar seus filhos a buscarem a presença de Deus, para que eles possam desfrutar de experiências espirituais, serem cheios do Espírito Santo, Salomão deixa bem claro nesses versículos que a criança devidamente ensinada pelos pais, jamais se esquecerá de todos os benefícios desses ensinamentos.
Claro que não há uma garantia absoluta de que todos os filhos que forem ensinados vão permanecer fiéis a Deus,sabemos que vivemos no meio de uma geração ímpia e as influencias são muitos grandes, mas mesmo, os que em algum momentos forem influenciados a cederem diante das tentações, Deus os fará lembrar de tudo que fora ensinado.
Os dever dos pais é ensinar a palavra em sua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-se, e ao levantar-se.
O pai deve ser provedor da palavra dentro do lar, não irritando mas criando os filhos com respeito afim de demonstrar através da palavra o sentido verdadeiro da palavra amor.
Os pais devem abençoar os filhos, José foi abençoado por Isaque, e foi muito próspero mesmo estando em uma terra distante.
Lemos no livro de Jó que ele santificava seus filhos, na verdade Jó se levantava de madrugada e oferecia sacrifícios a Deus por cada um deles, como pai piedoso,Jó tinha zelo pelo bem estar espiritual de seus filhos. Na verdade ele vivia atento o modo de vida de seus filhos, Jó orava para que Deus os protegesse do mal e que eles experimentassem da parte de Deus a salvação e suas bênçãos.
O Salmista diz que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão, pais os filhos são dádivas de Deus, e requer dos pais uma criação sábia e cristã. Quando os pais e seus filhos aceitam, ensinam e seguem os caminhos e mandamentos do Senhor é que desfrutarão a plena benção de Deus.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

SEJA UM MANTENEDOR DESTA OBRA

DEPOSITE SUA OFERTA DE AMOR NA CAIXA ECONOMICA FEDERAL






AGENCIA: 4069
OPERAÇÃO: 003
CONTA CORRENTE: 00000602-7
EM NOME DA IG. UNIDOS EM UMA SÓ FÉ / QUALQUER VALOR QUE FOR DEPOSITADO VOCÊ PODERA ESTAR NOS ENVIANDO SUA CARTA.
ESCREVA UMA CARTA COM O NOME DAS PESSOAS QUE VOCÊ GOSTARIA QUE ORACEMOS POR ELAS POIS ESTAREMOS LEVANDO PARA O MONTE TODAS AS SEGUNDAS-FEIRA. DEUS ABÊNÇOE A TODOS.
ENVIE SUA CARTA PARA SEGUINTE ENDEREÇO: Rua Idalina Antunes Demarchi, 46
Parque Santo Antonio- Santo Amaro SP CEP: 05822-030
AC/ IGREJA UNIDOS EM UMA SÓ FÉ

QUE IMAGEM VOCÊ TEM DE SI MESMA?


"Também vimos ali gigantes, filhos de Anaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos e assim também éramos aos seus olhos".
Quando os doze espias voltaram de espiar a terra de Canaã, como Deus tinha ordenado a Moisés.
Dez vieram desanimados e tristes. O relatório deles foi que a terra realmente era boa, manava leite e mel, mas havia gigantes, homens poderosos e não podiam conquistar.
Todo Israel saíra do Egito com a promessa de Deus de entrar na terra de Canaã, durante a caminhada no deserto experimentaram vários milagres, a proteção de Deus era notória no meio do povo.
O dez homens vendo as fortalezas das cidades, e os habitantes que eram homens fortes e de grande estatura, esqueceram-se das promessas de um Deus todo poderoso, e deram lugar ao desânimo e ao complexo de inferioridade.
A pior visão não é aquela que os outros tem, acerca de nós e sim aquela que criamos de nós mesmas.
A bíblia está repleta de histórias do povo de Deus diante de problemas insolúveis.
Quando os filisteus em guerra contra os israelitas, desafiam um homem para pelejar contra o gigante Golias, todo Israel foge de diante dele e teme grandemente.
Aparece então Davi, um menino ainda, mas cheio de fé, ousadia e intrepidez, disposto a mostrar que aquele gigante filisteu que estava afrontando o exército do Deus vivo, era apenas uma oportunidade para que todos conhecessem o poderio e a majestade que há em Deus.
Ele não se intimidou com a estatura, força nem as armaduras daquele guerreiro porque confiou no Senhor dos exércitos.
Por que aqueles dez homens, príncipes, escolhidos para serem líderes de cada tribo, ficaram tão desanimados diante dos desafios a sua frente?
Por que todo exército temia e fugia diante de Golias?
Há pessoas que se sentem tão diminuídas, dominadas pelo medo,
pela insegurança, nunca triunfam diante das crises.
Tem uma imagem totalmente distorcida a seu respeito.
Comemoram seus fracassos antecipados, não lutam nem acreditam na vitória.
Somos imagem e semelhança de Deus, somos mais que vencedoras em Cristo Jesus nosso Senhor.
Deus nos tem capacitado para vencermos todo e qualquer desafio que aparecer na nossa frente. Ele tem preparado não um deserto permanente mas a Canaã nos espera!
Ele quer que sejemos instrumentos de bênção para mostrar a este mundo que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra e entregará em nossas mãos a vitória conquistada.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Programação da igreja

Segunda-feira PROSPERIDADE
Terça-feira ESTUDO DA BIBLIA
Quarta-feira FAMILIA
Quinta-feira INTERCESSÃO
Sexta-feira LIBERTAÇÃO E MILAGRE
Sabado CLAMOR DA RESPOSTA
DE SEGUNDA À SABADO ÀS 8H, 15H E ÀS 19H30

DOMINGO- REUNIÃO DE LOUVOR E ADORAÇÃO
HORARIOS ÀS 8H, 15H E ÀS 19H

sexta-feira, 20 de maio de 2011

MENSAGEM

O que fazer quando não há o que fazer
Texto base: 2 Sm 12.15-25
Introdução: O Rei Davi acabara de pecar caindo em adultério e homicídio, o profeta Natã vai até ele o repreender e Davi se arrepende de seu erro (neste momento Davi escreve um dos salmos mais bonitos o do capítulo 51), mas as consequências permanecem na vida de Davi, pois deste erro, nasce uma criança, na qual Deus a fere e esta acaba morrendo.
Deus fere a criança como consequência do pecado
V.15 – “...Então, Natã foi para sua casa. E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente...”
Davi fez tudo que a biblia manda alguém fazer para ter uma resposta positiva de Deus
V.16 – “...Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra...”
1- Buscou a Deus
2- Jejum pelo seu problema
3- Fez vigília, campanhas de 7 dias de clamor em busca da resposta

Davi lutou até o fim para que este quadro fosse mudado pelo Senhor, foi determinado em seu propósito
V.17 - “...Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles...”
V.18 e 19 – Apesar de um grande problema Davi se mostrou consciente no meio da tribulação.
Davi tinha “todos os motivos” para ficar decepcionado por Deus, se desviar dos caminhos, pensar que Deus era mal, que tudo podia acontecer com ele que errou, mas não com uma criança.Davi podia ter entrado em depressão, mas através de seu exemplo nos deu o caminho do sucesso para vencer os problemas quando não há mais o que fazer.
V.20 – “...Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do SENHOR e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu...”
1 – Levantou –se (Ef 5.14)
2 – Lavou-se
3 – Ungiu-se
4 – Mudou de vestes (Hb12.14)
5 – Entrou na Casa do Senhor
6 – Adorou

Deus restabeleceu o apetite de Davi – O problema tira a nosa fome
V.20 – “...veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu...”
Davi deu a volta por cima e ninguém entendeu nada o que aconteceu em sua vida, o mesmo irá acontecer com você.
V.21 e 22 – “...Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão.Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança?...”
Davi não apenas deu a volta por cima, como também não ficou com marcas de traumas, ele foi coabitar com sua agora esposa para ter um filho, ou seja, não ficou com receios de Deus levar um filho de novo, quando damos a volta por cima, ficamos sem traumas.
V.24 – “...Então, Davi veio a Bate-Seba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o SENHOR o amou...”
Conclusão:
Deus estabeleceu um novo tempo para a vida de Davi:
1- Um tempo de paz – Nasce Salomão (Significa paz)
2- Um tempo de sentir o Amor de Deus – Jedidas (O amado do Senhor)

V.25 – “...Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do SENHOR....”   
Por isso meus amados, em tudo dai graças, porque esta é a vontade de DEUSem CRISTO JESUS para convosco 1ªtessalonicenses 5,18. AMEM

segunda-feira, 9 de maio de 2011

MARCAS DO CRISTÃO

Gálatas 6.17

Este versículo da Palavra de Deus nos mostra de forma clara, o alto preço que o Apóstolo Paulo pagou por proclamar o nome de Cristo. Paulo sofreu grandes perseguições, sofreu açoites, prisões e muitas outras dificuldades por ser um servo de Deus autêntico e proclamador do nome de Cristo. Diante de tais realidades vividas, ele como que num desabafo afirma: Ninguém me moleste, pois eu trago no meu corpo as marcas de Cristo. Paulo não apenas falava de marcas espirituais, mas também de marcas literais em seu corpo que havia sofrido por amor a Cristo. Que marcas o Cristão deve carregar em sua vida como servo de Deus?

I – A Marca do Amor. (Mt. 22.37-39)

Esta é uma marca fundamental na vida do Cristão. Como dizer que é um crente se não há demonstração de amor nesta vida. Deus é Amor! Quando se aceita a Jesus como Salvador, o crente recebe o Dom do Espírito Santo. (Ef.1.13,14) O próprio Deus através do Seu Santo Espírito, passa a habitar nesta vida. Logo, o Caráter de Deus passa a ser revelado na vida do crente. O Amor de Deus passa a reinar nesta vida. Amor para com Deus e também para com o próximo. Pergunta-se: Esta marca tem sido uma realidade em nossas vidas? Temos amado ao Senhor com toda a nossa força, com todo o nosso entendimento e amado ao nosso próximo como a nós mesmos? Se pregamos que amamos devemos acima de tudo, demonstrar que amamos. Esse é o grande querer de Deus para com as nossas vidas.

II – A Marca do Testemunho. (Mt.5.16)

Outra marca maravilhosa na vida do Servo de Deus, é a do Testemunho. Como crentes precisamos brilhar neste mundo cheio de pecados. Precisamos influenciar e não ser influenciados. Há um texto da Palavra de Deus em Romanos 12... Que nos afirma que não devemos nos conformar com o mundo .Não podemos como servos de Deus permitir que os valores do mundo estejam entrando em nossas vidas e apagando o brilho de Cristo que está em nós.Precisamos glorificar a Deus com a nossa vida, nossa maneira de falar, de andar, de vestir... Infelizmente há crentes que estão dando um mau testemunho de Jesus. Na família as brigas são constantes, no trabalho são palavras sujas, piadas imorais... As roupas que usam não glorificam ao Senhor,em fim, Literalmente estão dando um Mau Testemunho como Servos de Deus.O Senhor Jesus nos afirma, que como servos Dele, o mundo precisa ver as nossas boas obras e glorificar a Deus que está nos céus. Precisamos crer e lutar para que esta maravilhosa verdade se cumpra em nossas vidas e na vida de nossa igreja.

III – A Marca do Compromisso. (I Co 15.58)

Como servos de Deus, somos importantes na obra do Senhor. Nossa participação na vida da Igreja precisa ser uma realidade viva. Às vezes somos influenciados por fatores os mais diversos, que acabam atrapalhando a nossa participação na vida da igreja local. O Diabo lança obstáculos na vida do crente para que este não participe das programações de sua igreja. A Palavra de Deus nos afirma que devemos ser “firmes e constantes”. Vemos claramente neste versículo que fazer a obra do Senhor não é coisa fácil. Se assim fosse, não haveria necessidade do Senhor nos orientar a sermos firmes e constantes.Amado irmão; quando você perde aos cultos da igreja, há dois prejuízos: Você perde a bênção e a Igreja também perde, pois você é peça importante para o sucesso da igreja. Em nome de Jesus, sejamos firmes e constantes e sempre abundantes na Obra do Senhor, Pois esta Obra é de Valor; e no Senhor o nosso trabalho não é em vão.

IV – A Marca da Paz. (Mt. 5.9)

Nós temos a Paz. A Paz é Jesus. Logo Deus nos chama para sermos proclamadores desta maravilhosa Paz. Para poder proclamá-la eu preciso estar vivendo-a em minha vida. Façamos uma breve análise de nossas vidas. Podemos afirmar realmente que vivemos a Paz de Cristo? Falar em Paz quando tudo está bem, quando tudo está tranqüilo é muito fácil. O que precisamos entender é que esta maravilhosa Paz que temos não depende das circunstâncias. O Crente fiel sabe que mesmo nas lutas o Senhor Jesus não o desampara. Por isso pode manter-se em paz em meio às tribulações. Esta maravilhosa marca não pode faltar em nossas vidas. Vivendo a Paz de Cristo sem dúvida poderemos anunciá-la aos perdidos.

Conclusão:

Ao avaliarmos a Palavra de Deus, sem dúvida encontraremos muitas outras marcas que devem ser vividas na vida do crente. Contudo, nossa atenção esteve voltada para estas quatro marcas que cremos ser de grande importância para o nosso sucesso como servos de Deus.


Precisamos Amar a Deus e ao nosso próximo como a nós mesmos.


Precisamos dar um bom testemunho neste mundo cheio de pecados.


É importantíssima a nossa participação na Obra do Senhor.

Precisamos estar envolvidos com os projetos de nossa igreja.



Precisamos viver a Paz do Senhor Jesus, e anuncia-la àqueles que

estão perdidos sem a salvação.

Que o Senhor nos abençoe rica e abundantemente em nome de Jesus.


sábado, 30 de abril de 2011

quarta-feira, 30 de março de 2011

DEUS SEJA ETERNAMENTE LOUVADO

A PAZ DO SENHOR AMADOS, GOSTARIA DE PEDIR A VOCÊ QUE ACESSA ESTE BLOG QUE DEIXE SEU RECADO PARA NÓS, POIS ADORARIAMOS SABER SE ESTA GOSTANDO. QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO EM BREVE ESTAREMOS COM O DISK ORAÇÃO PARA QUE POSSAMOS NOS COMUNICAR EM NOME DE JESUS AMÉM.FIQUEM TODOS NA PAZ DO SENHOR E QUE VCS TEMHAM UM DIA ABÊNÇOADISSIMO.

quarta-feira, 23 de março de 2011

O REI E AS 4 ESPOSAS

Era uma vez.....um rei que tinha 4 esposas...........

Ele amava a 4a. esposa demais..... dava-lhe lindos presentes , jóias e roupas caras, tudo e sempre do melhor......


Também amava sua 3a. esposa e gostava de exibi-la aos reinados vizinhos. Contudo, ele tinha medo que um dia , ela o deixasse por outro rei......

Também amava sua 2a. esposa. Ela era sua confidente e estava sempre pronta para ele, com amabilidade e paciência. Sempre que o rei tinha que enfrentar um problema, ele confiava nela, para atravessar os tempos de dificuldade.....

A 1a. esposa era uma parceira muito leal e fazia tudo que estava ao seu alcance para manter o rei muito Rico e Poderoso, ele e o reino. Mas ele não amava a 1a. esposa e apesar dela o amar profundamente, ele mal tomava conhecimento dela.

Um dia.... o rei caiu doente.... e percebeu que seu fim estava próximo....

Ele pensou em toda a luxúria da sua vida e ponderou....

"E.... agora eu tenho 4 esposas, mas quando eu morrer, ficarei sozinho...."

Perguntou então à 4a. esposa:
-"Te amei tanto querida, te cobri das mais finas roupas e jóias.... Mostrei o quanto te amava, cuidando bem de você, agora que estou morrendo, és capaz de morrer comigo, e não me deixar sozinho...?
"De jeito nenhum!" respondeu a 4a. esposa e saiu do quarto sem sequer olhar para trás.....
A resposta que ela deu....cortou o coração do rei...... como se fosse uma faca afiada.....

Tristemente.... o rei então perguntou à 3a. esposa:
- "Também te amei tanto a vida inteira.....Agora que eu estou morrendo.... você é capaz de morrer comigo e não me deixar sozinho.....?
"Não!!", respondeu a 3a. esposa. "A vida é boa demais!!!!! Quando você morrer, eu vou é casar de novo..."
O coração do rei sangrou e gelou de tanta dor.

Ele perguntou, então, à 2a. esposa:
-"Eu sempre recorri à você quando precisei de ajuda e você sempre esteve ao meu lado. Quando eu morrer você será capaz de morrer comigo e me fazer companhia....?
"Sinto muito mas, desta vez, eu não posso fazer o que você me pede!"
Respondeu a 2a esposa. O máximo que eu posso fazer é enterrar você."
Essa resposta veio como um trovão na cabeça do rei e ele ficou arrasado.

Dai uma voz se fez ouvir.
"Partirei com você e o seguirei por onde você for...."
O rei levantou os olhos e lá estava a sua 1a. esposa, tão magrinha... tão mal nutrida,.....tão sofrida..... Com o coração partido, o rei falou:
"Eu deveria ter cuidado muito melhor de você , enquanto eu ainda podia....."

Na verdade, nós todos temos 4 esposas nas nossas vidas....
Nossa 4a. esposa é nosso corpo. Apesar de todos os esforços que fazemos para mantê-lo saudável e bonito.... ele nos deixará quando morrermos...
Nossa 3a. esposa são as nossas posses, as nossas propriedades, nossas riquezas..... Quando morremos, tudo isso vai para os outros.....
Nossa 2a. esposa é nossa família e nossos amigos. Apesar de nos amarem muito e estarem sempre nos apoiando, o máximo que eles podem fazer é nos enterrar.....
E nossa 1a.. esposa é a nossa ALMA.......... muitas vezes deixada de lado por perseguirmos, durante a vida toda, a riqueza, o poder e os prazeres do nosso ego..... Apesar de tudo, nossa Alma é a única coisa que sempre irá conosco, não importa onde formos...

Então..... cultive.... fortaleça.....enobreça..... sua alma, agora!!!!

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

BATISMO NAS AGUAS NA UNIDOS

Em verdade, em verdade te digo; quem não nascer da agua e do Espirito não pode entrar no reino de Deus. JO cap.3-5