quinta-feira, 16 de novembro de 2017

O EUNUCO ETÍOPE
ATOS 8:26-40
O eunuco etíope é um homem cujo nome nós não sabemos. Sua conversão abrange 15 versos da Escritura e nunca mais é mencionado. Contudo, por causa dos detalhes revelados sobre a sua salvação, é um homem muito importante. Um eunuco era um escravo, preparado desde a infância ou juventude para ser um servo por toda sua vida. Este eunuco era o tesoureiro da Etiópia, uma posição de prestígio, sob o reinado da rainha Candace. Era certamente um homem bem educado e também muito religioso pois viajou centenas de milhas através de montanhas e desertos para adorar em Jerusalém. Apesar de ter adorado na mais solene cerimônia judaica do ano, seu coração estava vazio e destituído de paz, sentando-se em sua carruagem, procurou as Escrituras em busca de um raio de esperança para sua pobre alma perdida.Aprendemos muito com esse homem, Ele perdeu algo na vida,ele foi mutilado,tiraram,etc más nada disso impediu ele de ir adorar em Jerusalém,Mordomo,Homem de confiança etc..(A SUA OBRIGAÇÃO NÃO ROUBOU SUA DEVOÇÃO)...Não deixe nada ser mais importante da sua Adoração a Deus.
Claro que foi Deus quem fez ele sentir seu coração vazio e lhe mostrou que tinha uma necessidade profunda. Sem dúvida o eunuco sentiu sua profunda pecaminosidade. Isso é o que chamamos de convicção espiritual. Entretanto, Deus trabalha pelo pecador, não somente a partir de dentro, mas também de fora. Então, Deus chamou Felipe da obra que estava realizando na Samaria e lhe disse para deixar aquela obra e sair no deserto, na estrada de Jerusalém para Gaza, porque lá encontraria um homem que necessitava do evangelho. Não é grandioso como Deus trabalha sobre o pecador, a favor dele, dando a convicção do Espírito Santo e a Palavra de Deus?
Quando Felipe foi até o eunuco,ele estava voltando,ou seja AQUILO QUE NÃO ACONTECEI NA IDA VAI ACONTECER NA VOLTA !!!...É na volta que trazemos as experiencias,......Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão.
Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, VOLTARÁ com cantos de alegria, trazendo os seus feixes.
Salmos 126:5,6,..... encontrou-o lendo o livro de Isaías, capítulo 53. Perguntou-lhe se entendia e o eunuco admitiu que precisava de alguém para auxiliá-lo em explicar o texto. É isso que é a pregação. Felipe subiu em sua carruagem e, a partir daquele capítulo mesmo, pregou-lhe Jesus. Não é estranho que pregasse de Jesus a partir do Velho Testamento, pois a Bíblia inteira é um livro sobre Jesus.
Quando o eunuco compreendeu, perguntou se podia ser batizado. Felipe ordenou que, primeiro, devesse ser um verdadeiro crente e, quando isso era confirmado, foram até a água, onde o eunuco era imerso. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho. Filipe, porém, apareceu em Azoto e, indo para Cezaréia, pregava o evangelho em todas as cidades pelas quais passava.
Atos 8:39,40....
Bispo Anderson Camargo.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Muitas vezes não compreendemos os caminhos do Senhor (Is 55:7-8). Ficamos inquietos, insatisfeitos com determinada situação. Não gostamos do lugar, das pessoas , do jeito, das coisas que estão a nossa volta. Ficamos infelizes com a história do momento, e murmuramos . Ah! Quanto murmuramos!
O capitulo 29 de Jeremias, é uma carta de Jeremias aos cativos da Babilônia .O profeta já havia conclamado o povo ao arrependimento; para abandonarem sua incredulidade e voltarem-se para o Senhor (Jr 6:16). Em 597 a.C, Nabucodonozor levou a Babilônia 3.023 Judeus cativos (Jr 52:28), e 594 a.C diante das falsas profecias, Jeremias escreveu ao povo as palavras do Senhor. Deus ordena edificar, habitar, plantar, comer, casar, multiplicar, procurar a paz da cidade, orar para que tivessem paz nesta cidade. Um verbo me chamou atenção: Plantai Jardins (Jr 29:5). Não é fácil plantar jardins em terra que não se quer bem, florescer em terra entranha.(Jr 29:6) NÃO DESPERDICE A VIDA !.
A pessoa FAZ o lugar. Não é o lugar que faz a pessoa; é a pessoa que faz o lugar. O Apóstolo Paulo diz ¨Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação (Fil 4: 11) toda a situação pode ser boa, se Deus estiver nela. Mesmo na prisão Paulo escreveu as “Cartas da Prisão”, que nos abençoam até hoje. A benção de Deus está no lugar que ele nos plantou. Às vezes buscamos distante o que está perto. A história do fazendeiro iraniano, Ali Hafed, que vendeu tudo para sair em busca de diamantes; morreu pobre na Costa de Barcelona - Espanha, sem saber que nas suas terras foi encontrada a grande mina de Golconda. Estamos tão insatisfeitos com o momento que não nos apercebemos da dádiva de Deus.
Com Deus, você faz a sua história; o sucesso. Nem todos os grandes homens, nasceram em grandes centros urbanos. É lógico que isto favorece, mas não é determinante. Deus prometeu a Josué que ele seria bem sucedido, se cumprisse às Escrituras (Jr 1: 8). Lembra-se de Jabes? (I Cr 4:9) “aquele que causa dor”, que invocou o Senhor (vs 9) e tornou-se mais ilustre de que seus irmãos. Sucesso e grandeza para os servos do Senhor, não dependem do lugar: depende das pessoas. Floresça apesar da sua biografia. Quem sabe, quem busca, “faz a hora, não espera acontecer”.
Coloque todas as oportunidades sob seus pés. Em Filipenses 4: 22, há o registro que na casa de César, havia santos. Mesmo em ambiente tão hostil, os santos estavam lá. Não importa o lugar: floresça! Não importa nome de família, raça, cidade, estado, país: floresça! Aproveite cada oportunidade. Pressuponha o melhor em qualquer situação. Seja uma pessoa de reações positivas, porque “a esperança não desaponta (Rm 5: 5)”.
Estes não são conselhos de auto-ajuda. Escrevo para crentes. Para os que crêem que Deus pode transformar toda e qualquer situação (Rm 8: 28). Confiem na direção de Deus. Floresçam! seja onde for plante jardins...Não desperdice a sua Vida !!!
Bp. Anderson Camargo.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Davi vence o gigante Golias! I Samuel 17 
E os filisteus estavam num monte de um lado, e os israelitas estavam num monte do outro lado; e o vale estava entre eles 1 Samuel 17,3 Apressou-se Davi, e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu. E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra 1 Samuel 17;48-49.
De acordo com o capitulo anterior (I SM 16), o rei Saul estava enfrentando uma batalha espiritual, um mau espírito o atormentava; é muito possível que esta noticia tinha se espalhado pela vizinhança toda, os filisteus acharam nisso uma brecha para atacar o exercito de Israel. O inimigo sempre ataca quando percebe que estamos enfrentando guerra espiritual; ele é astucioso, primeiro ataca a mente e depois de vê ló fraco entra em ação usando pessoas para executar seus planos maquiavélicos; ele infelizmente sabe quando estamos vivendo momentos de fraqueza máxima.
1. O perfil do adversário
Cada exército ocupava o cume de uma colina, de um lado fortemente armados, homens de guerra, estavam os filisteus, eles estavam confiantes que venceriam mais uma guerra, eram homens fortes e valentes, foram ousados ao desafiar Israel com um só homem, esse homem chamava Golias, ‘o gigante de Gate’, tinha a altura aproximada de dois metros e noventa e dois centímetros, “Então saiu do arraial dos filisteus um homem guerreiro, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. Trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça de escamas; e era o peso da couraça de cinco mil siclos de bronze. E trazia grevas de bronze por cima de seus pés, e um escudo de bronze entre os seus ombros. E a haste da sua lança era como o eixo do tecelão, e a ponta da sua lança de seiscentos siclos de ferro, e diante dele ia o escudeiro”. 1 Samuel 17:4-7, por sua boca zombava do exercito de Israel: Escolhei dentre vós um homem que desça a mim. Se ele puder pelejar comigo, e me ferir, a vós seremos por servos; porém, se eu o vencer, e o ferir, então a nós sereis por servos, e nos servireis. Disse mais o filisteu: Hoje desafio as companhias de Israel, dizendo: Dai-me um homem, para que ambos pelejemos. 1 Samuel 17:8-10
Os filisteus estavam ansiosos para lutar e esperavam o primeiro desafiador. Provavelmente Golias era o maior e mais amedrontador entre os filisteus, sua roupa pesava cinquenta e sete quilos, a lâmina de ferro da sua lança pesava seis quilos e oito gramas, era um monstro gigantesco destruidor, ele desafiou Israel com orgulho e arrogância por quarenta dias, duas vezes por dia ele dizia: ‘Dai-me um homem, para que ambos pelejemos’, isto é;... não tem homem em Israel não?. O diabo traça seus planos para nos derrubar, e se enche de orgulho diante da nossa fraqueza, ele não para, quer nos ver mortos. Jamais devemos recuar diante do insulto de satanás, devemos mostrar a ele o tamanho que é o nosso Deus. O diabo não vale nada e é um perdedor, mas nosso Deus é o Deus Vencedor, Poderoso nas guerras.
2. O exercito de Israel se acovardou
Do outro lado estava o exercito de Israel, desmoralizado, com medo e com a sua liderança interna já derrotada, pois Deus já não estava mais com eles, e Samuel não estava presente para oferecer holocaustos ao Senhor e entregar a mensagem de Deus ao povo de como procederem. Ouvindo então Saul e todo o Israel estas palavras do filisteu, espantaram-se, e temeram muito. 1 Samuel 17:11
Ninguém ousou dar um passo a frente, nem tão pouco responderam nada ao gigante desafiador; esqueceram que o Dagom o deus dos filisteus estava quebrado em pedaços diante da arca (I SM 5.1-4), nem lembraram que Jônatas e seu servo, sozinhos derrotaram uma guarnição inteira; Israel tinha tudo para vencer, era só clamar a Deus e ele daria a vitoria em suas mãos. Israel se esqueceu das maravilhas e promessas do Senhor. Maior do que o diabo é o nosso Deus, jamais devemos nos acovardar diante das pelejas desta vida, somos os herdeiros do Senhor, tem um exercito celestial para nos ajudar, Jesus jamais desiste de batalhar por nós. Creiamos totalmente nele.
3. Somos chamados para vencer
Davi filho de Jessé tinha duas missões importantes ate então, uma era a de cuidar das ovelhas de seu pai e a outra era a de tocar sua harpa na presença do rei Saul, para que o mau espírito o deixasse; mas Deus acrescentou mais uma missão desafiadora, vencer o gigante que insultava o exercito de Israel. O chamado de Deus para Davi era muito grande, era para batalhar e vencer, Davi jamais poderia recusar a tão grande chamado ‘o de vencedor’ Porque?..Porque desistir dói mais do que continuar lutando!. Está posto diante de nós esse mesmo chamado,...De não desistir de lutar! ‘Somos chamados por Deus para vencer’!
4. A armadura certa para enfrentarmos a batalha
Davi sabedor de tão grande desacatado aos filhos de Deus e vendo a situação humilhante se ofereceu como voluntario e se apresentou a Saul: E Davi disse a Saul: Não desfaleça o coração de ninguém por causa dele; teu servo irá, e pelejará contra este filisteu. 1 Samuel 17:32
Saul quis ajudar a Davi vestindo nele uma armadura de guerra, mas Davi não suportou tudo aquilo e tirou aquela armadura.
E Saul vestiu a Davi de suas vestes, e pôs-lhe sobre a cabeça um capacete de bronze; e o vestiu de uma couraça. E Davi cingiu a espada sobre as suas vestes, e começou a andar; porém nunca o havia experimentado; então disse Davi a Saul: Não posso andar com isto, pois nunca o experimentei. E Davi tirou aquilo de sobre si. 1 Samuel 17:38,39; a armadura de Saul era desconhecida para Davi, ele nunca a havia experimentado. Davi não precisa daquela novidade, ele já tinha suas armas de costume, Davi tinha um cajado, uma funda, cinco pedras, coragem e fé, e isto era o suficiente para vencer, E tomou o seu cajado na mão, e escolheu para si cinco seixos do ribeiro, e pô-los no alforje de pastor, que trazia, a saber, no surrão, e lançou mão da sua funda; e foi aproximando-se do filisteu. 1 Samuel 17:40
As armaduras de Deus em nossas vidas são propósitos de jejum, oração, leitura Bíblica, fidelidade, humildade e tudo o que nos é dado pelo Espírito Santo, nos são suficientes para manter a comunhão com Deus e vencermos todas as pelejas desta vida. Outra coisa é que, não devemos pegar nossa armadura somente na hora da guerra, já devemos estar com ela o tempo todo; Davi venceu porque escolheu ficar com a armadura de costume.
5. Palavras de vencedor
O gigante Golias tentou amedrontar Davi com suas palavras derrotistas, Vem a mim, e darei a tua carne às aves do céu e às bestas do campo. 1 Samuel 17:44, esse tipo de conversa pode ate amedrontar os medrosos, mas os que verdadeiramente servem ao Senhor, jamais. Davi respondeu a altura:
a. Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. 1 Samuel 17:45, todo verdadeiro servo de Deus sabe que o nome d’Ele é poderoso.
b. Hoje mesmo o Senhor te entregará na minha mão. 1 Samuel 17:46, o segredo da vitoria em qualquer batalha é reconhecer Jesus como o Todo-Poderoso.
c. Toda a terra saberá que há Deus em Israel; 1 Samuel 17:46, quando agimos com humildade, reconhecendo nossa posição de servo e que toda a glória é de Deu e não nossa, Deus certamente agirá em nosso favor.
d. O Senhor salva, não com espada, nem com lança. 1 Samuel 17:47, Davi com isso mostrou a Israel que deveriam confiar em Deus e não na espada e na lança; Deus não precisa disso para nos fazer vencedores, ele só precisa achar coração que confia nele.
e. Porque do Senhor é a guerra. 1 Samuel 17:47, Davi estava dizendo que a batalha não era dele e sim do Senhor, pois dele era a guerra, o exercito de Israel na certa perderia, mas Deus o Grande Guerreiro nunca perde batalha.
f. Ele vos entregará na nossa mão. 1 Samuel 17:47, Deus é o Deus dos vivos e tem lutado todas as nossas batalhas, jamais nos desampara, esta sempre conosco e almeja nos fazer vencedores.
6. Hora da vitoria 
E os israelitas e filisteus se puseram em ordem, fileira contra fileira. 1 Samuel 17:21
Os dois exércitos estavam frente a frente e no meio o gigante Golias com seu escudeiro e Davi o servo do Deus Vivo. Quem sabe as duas multidões gritaram alvoroçadas naquele momento: Vai Golias, ninguém pode com você, você é o cara! E a outra multidão: Sai daí Davi, desiste você vai morrer! Apressou-se Davi, e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu. E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra. 1 Samuel 17:48,49, a nossa fé coloca força nos nossos pés, Davi estava confiante que venceria no Senhor e não duvidou disso. Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão. 1 Samuel 17:50, e para ter certeza da vitoria completa, o jovem Davi certificou do resto, por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; vendo então os filisteus, que o seu herói era morto, fugiram. 1 Samuel 17:51, Davi cortou pela raiz qualquer ameaça do seu inimigo.
Conclusão
Voltando, pois, Davi de ferir o filisteu, Abner o tomou consigo, e o trouxe à presença de Saul, trazendo ele na mão a cabeça do filisteu. E disse-lhe Saul: De quem és filho, jovem? E disse Davi: Filho de teu servo Jessé, belemita. 1 Samuel 17:57,58, tanto Saul como a família de Davi e todo Israel passou a olhar ele como vencedor, a historia do jovem pastor de ovelhas mudou por completo. Cada um de nós devemos esperar confiantemente no Senhor, na certeza que com Ele venceremos, Davi foi notado por causa de sua confiança no Senhor, Davi sabia que Deus estava presente na batalha e lutou e venceu; Jessé: Significa "Deus existe" ou "presente de Deus" e Davi sabia disso. Vença, no Senhor vença; seja qual for a sua luta, o Deus de Davi também é nosso Deus.
Bp Anderson Camargo.

sábado, 28 de outubro de 2017

João 11: 39 – 45. “ ... Então Jesus ordenou: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. ...”
Nesta passagem podemos observar algo muito interessante na ressurreição de Lazaro,1º vrs 4 Jesus disse essa enfermidade é para a Gloria de Deus a fim de que o Filho seja Glorificado. 2º vrs 23-25 e 26 Jesus disse o teu irmão há de ressurgir...Eu sou a ressurreição e a vida quem crer em mim,ainda que morra,Viverá:
e todo o que vive e crê em mim não morrerá,eternamente,Crê isto?...3º vrs 39 Então,ordenou tirai a pedra...4º vrs 40 Respondeu jesus:não te disse eu que,se creres verás a Gloria de Deus?...5º vrs 43 E,tendo dito isto,clamou em alta voz:Lázaro vem para forá!!!....6º vrs 44 Desatai-o e deixai-o ir.
Quando os nossos Sonhos Renascem!
Isso nos convida a refletir que um dia Todos nós vamos morrer,Á nossa consciência da Fragilidade é que nos faz tomar muito cuidado!..Não tratar a vida como qualquer coisa,Temos que valorizar a vida em todas as suas Dimensões..E quando eu tenho consciência da FINITUDE é o conceito do latim do Carp Dim que o Rubem Alves fez a poesia colha a vida como se fosse um fruto maduro que amanha estará estragado,porque o vc tem é o dia de hoje!..é o conceito do velho testamento maná,Viva o Hoje !..Se vc não quer nem o Carp Dim nem o velho testamento tem o Renato Russo,É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã ,...Do nosso nascimento até a morte física nós vivemos outras mortes,outras perdas,doloridas,.Sonhos nascem,morrem e podem ressuscitar!...A vida tem os seus encantos, também tem os seus horrores,.por vezes a vida apresenta sua face cruel,Não morremos fisicamente mas deixamos de acreditar, não deixa de ser uma morte.
Observe que quantas vezes Jesus dá ordens Ele está tirando as pessoas de suas acomodações,porque há ACOMODAÇÃO pode matar!...Mude a sua maneira de pensar,Mude de postura,Levantar e andar é responsabilidade de lazaro!.e das pessoas,.Resgatar o Sonhador,Porque quando morre um sonho é TRISTEZA,Más quando morre um sonhador é TRAGEDIA,..Jesus quer promover a ressurreição dos vivos!!..AS MORTES QUE SOFREMOS NO PERCURSO DA VIDA!..A proposta crista é Chamar,Convocar!...Vamos se mexer,Sem buscar culpados!!..o problema pode gerar coisas boas!!..A vários mortos ..Jesus quer RESGATAR SUA CAPACIDADE DE SONHAR!..Nossos sonhos são as nossas armas..
Bispo Anderson Camargo.

sábado, 21 de outubro de 2017

O naufrágio de Paulo Atos 2 
OLHE! O navio está em dificuldades!..Ninguém passa pela vida sem passar dificuldades!.. Está quebrando em pedaços!
Lembre-se de que Paulo ficou dois anos preso em Cesareia. Daí, ele e outros presos foram embarcados num navio em viagem para Roma. Passando pela ilha de Creta, foram atingidos por um temporal. O vento era tão forte que os homens não conseguiram dirigir o navio.(A momentos na vida que pensamos que todo esta dando errado em nossas vidas,Más fazem parte da nossa formação humana,Isso não é abandono de Deus,não é praga e nem maldição Isso é vida!..A vida é feita de diversos elementos e dias dificeis e complicados fazem parte da nossa formação!). Nem viam o Sol ou as estrelas. Após muitos dias, perderam a esperança de ser salvos.
Paulo disse então: ‘Nenhum de vocês perderá a vida; só o navio ficará perdido. Na noite passada, veio um anjo de Deus e me disse: “Não tenha medo Paulo! Você tem de comparecer perante César. E Deus vai salvar todos os que viajam com você.”’(TEMOS PROMESSA)
Lá pela meia-noite do 14.° dia após começar o temporal, os marinheiros viram que a água ficou mais rasa! Não querendo bater nas pedras, no escuro, lançaram as âncoras. De manhã, viram uma baía. Tentaram então levar o navio até a praia.podemos aprender algo aqui, se quisermos resolver os nossos problemas temos que primeiro medir a profundidade do mesmo,só quando paramos para olhar o que está acontecendo é que existe a possibilidade de restauração,o Cristianismo é a proposta de Lucidez,pés no chão,Eles lançaram sondas para medir a profundidade.
Chegando perto da terra, o navio bateu num banco de areia e ficou preso. As ondas começaram então a despedaçar o navio. O oficial do exército disse então: ‘Todos os que souberem nadar pulem no mar primeiro e nadem até a praia. Depois, os outros devem pular também e agarrar-se a alguma madeira do barco.’ Foi o que fizeram. Assim, todos os 276 que estiveram no navio foram salvos, como o anjo prometeu.(Quando vc perceber que o seu barco está afundando só resta uma coisa se mexer!!.)
A ilha chamava-se Malta. O povo ali era muito bondoso e tomou conta dos náufragos. Quando o tempo melhorou, Paulo foi levado em outro navio para Roma.

sábado, 14 de outubro de 2017

A mulher encurvada.
Lucas 13: 10-17 Jesus ensinava, era dia de sábado, Ele ensinava em uma das sinagogas. Não dá para alguém viver uma vida cristã sem ser membro de uma Igreja, é impossível alguém ter uma vida abundante em Cristo não sendo membro de uma Igreja e sem estar debaixo de uma autoridade espiritual. O próprio Senhor Jesus frequentava uma Igreja.
A Igreja é uma porta para a salvação, para a libertação, para a cura, para a restauração, é na Igreja que as pessoas mantêm a comunhão, onde se relacionam, onde servem, na Igreja é lugar de ensinamento, lugar onde se ouve a Palavra de Deus, lugar de crescimento espiritual, lugar de socorro, lugar de bênçãos, na Igreja é lugar de vitória, de alegria, de conquistas, de amizades. Deus se manifesta pela Igreja e para a Igreja, foi pela Igreja que Jesus veio a este mundo, foi pela Igreja que Ele morreu, foi pela Igreja que Ele ressuscitou, é pela a Igreja que Ele irá voltar.
Jesus ensinava na Igreja e ali entrou uma mulher, possessa de um espírito de enfermidade, já havia dezoito anos que ela andava encurvada, não podia endireitar-se, essa mulher trazia dentro de si um demônio de enfermidade, quem nunca passou por um problema desses não pode imaginar a dor e o sofrimento dessa mulher. O diabo veio para matar, roubar e destruir, ele quer matar os sonhos das pessoas, roubas as bênçãos e destruir tudo o que puder.
Essa mulher sofria há dezoito anos, isso significa um longo período, imagine se essa mulher começou a enfrentar essa luta quando ela tinha dez anos, ela perdeu o melhor tempo de sua vida, sua adolescência, sua juventude, não pode estudar, nem namorar, nem viajar. Se ela tivesse vinte anos quando isso aconteceu, então ela não se casou, não pode ter filhos, não pode viver o sonho de toda mulher, não fez uma faculdade, não se divertiu. Mas se foi depois dos quarenta, então ela poderia ter se casado, ter seus filhos, tendo um marido, como era a vida íntima dessa mulher com seu marido? Como ela podia cozinhar, lavar roupas, arrumar a cama, tomar banho, cuidar de seus filhos, pegar um ônibus, dançar, frequentar reuniões? Pois ela era encurvada, já pensou na vergonha do marido dela?
Essa mulher tinha algo dentro dela que fazia ela ficar doente, ela era uma mulher torta, o trabalho de satanás é entortar as pessoas, ele nunca vai endireitar uma pessoa, isso quem faz é o Senhor Jesus, que veio para trazer vida e vida em abundância, Ele é quem cura e endireita as pessoas. Essa mulher entrou justamente na sinagoga em que Jesus estava pregando a Palavra, Jesus ao ver a mulher parou a pregação, talvez essa mulher não esperava que esse dia fosse o dia da sua cura, quando ela entrou na sinagoga ela não viu Jesus, mas Jesus viu ela e a chamou para que chegasse perto Dele, ela talvez pensou em ir para sua casa para não ser exposta, pois com certeza já tinha passado por situações difíceis, ela foi até Jesus e Ele disse: “E, vendo-a Jesus, chamou-a a si, e disse-lhe: Mulher, estás livre da tua enfermidade. E pôs as mãos sobre ela, e logo se endireitou, e glorificava a Deus” Lucas 13: 12-13.
A mulher viu o Senhor face a face e Jesus ainda lhe disse: Mulher hoje acabou a tua dor, o teu sofrimento, a tua vergonha, esse é o Senhor que cura, que endireita, que trás as promessas a luz e nos vê mesmo quando não conseguimos O ver.

sábado, 7 de outubro de 2017

ADORAÇÃO QUE VALE A PENA João 12.1-11
Aconteceu seis dias antes da Páscoa, num lugar de nome Betânia, onde moravam Maria, Marta e Lázaro...
Era oferecido um jantar para Jesus... Marta servia à mesa... Lázaro estava ao lado de Jesus. E Maria...
Maria parecia estar admirada... penso que olhava o tempo todo para Jesus, tendo bem ao Seu lado o seu irmão, Lázaro (que há poucos dias estava morto; foi para Lázaro, sepultado à quatro dias, que Jesus falou "Vem para fora!")...NA MESA DE JESUS TODOS NÓS SOMOS EX....EX LEPROSO...MARIA EX ENDEMONIADA...
Sim! Maria devia estar simplesmente maravilhada, deslumbrada com a presença de Jesus... por isso, imagino, ela só escutava, recordando o que Jesus tinha feito a eles...NAQUELA MESA SÓ EX...
Portanto, coração dela estava cheio de amor... Jesus estava ali entre eles, os havia abençoado muitíssimo, ele se comove, se emociona!
Então, como Maria podia fazer para expressar tudo o que estava dentro dela?
Palavras eram poucas... O que ela teria para oferecer a Jesus, o Senhor? ...o salmista também se perguntava: "Que posso eu oferecer ao Senhor por tudo de bom que ele me tem dado?" (Sl 116.12).
Irmãos, irmãs, é esta a preocupação que existe no coração daquele que é grato ao Senhor; a questão que ele levanta é sempre essa: "Que posso oferecer ao Senhor...?" O coração está grato... reconhece a bondade do Senhor, então pergunta: "Que posso oferecer"...
O que nós temos para oferecer a Jesus?
Avaliando o que o Senhor fez por nós, dando-nos vida, como deu à Lázaro...O EX DIFUNTO porque Lázaro estava morto no túmulo e nós estávamos mortos por causa dos nossos pecados - à Lázaro Jesus disse "Vem para fora" e à nós Ele falou: "Vem e segue-me" e declarou "quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida" (Jo 5.24). Aleluia!
Também experimentamos o que Lázaro experimentou: a passagem da morte para a vida - mas para Lázaro isso representava um simples milagre de restabelecimento físico, porém, para nós, representa ressurreição garantida para a vida eterna com Deus no céu! ...por isso, o que podemos oferecer ao Senhor?
Sendo honestos em nossa avaliação, sempre constataremos que nada temos em nós mesmos e que nada possuímos para oferecer ao Senhor, que possa compensar o que Ele fez por nós.
Por isso, o Senhor espera algo mínimo de nós... na verdade, Ele busca, Ele procura por isso... é o que Jesus revelou em Mt 4: "adoradores [que] adorarão o Pai em espírito e em verdade".
Você pegou o que Deus está procurando?
Não é adoração (adoração, o Pai já tem muita lá no céu (milhares e milhares de anjos, serafins, querubins, santos), e ultimamente na terra, adoração é um ministério que se expande... considere o número de CD´s, de grupos de louvor, de ministérios que estão surgindo, etc)...
Jesus revelou que Deus procura encontrar adoradores, pessoas que se envolvam em Sua presença, completamente entregues, completamente dedicadas à Ele, sem qualquer reserva.
Maria é um desses adoradores procurados pelo Pai.
O v.2 nos mostra o que se passava em sua casa naquele dia: todos à volta da mesa... todos em torno da presença que enchia o lugar: Jesus, o bendito Yeshua Hamaschia.
De repente, lemos no v.3, Maria se lembrou da única coisa de verdadeiro valor que possuía: um vaso de alabastro contendo um perfume muito caro... ela sabia o que fazer - daria o seu tesouro precioso para Jesus!
Maria, então, saiu da sala sem que ninguém reparasse, buscou um frasco de alabastro cheio de nardo puro (v.3)... esse nardo era um perfume raro, muito caro.
Então, com esse frasco nas mãos, ela voltou para a sala de jantar, viu todo mundo reclinando, jantando, conversando... Maria deve ter feito uma pausa e pensado: "É a hora certa. É agora!"
Ninguém a viu sair ou voltar, mas todos notaram a sua presença quando ouviram o barulho do frasco de perfume sendo quebrado.
Todo mundo olhou para Maria e viu nela uma expressão de amor intenso... e aquele pequeno frasco, quebrado na parte de cima.
Maria aproximou-se de Jesus e derramou o perfume na cabeça e nos pés dEle... o cheiro do perfume foi enchendo a casa.
Mas sem pensar no que os outros iam falar, Maria estava resolvida em expressar o seu amor ao Senhor.
Ela soltou os cabelos, se abaixou ao chão e se pôs a enxugar os pés de Jesus. Sem falar nada, Maria estava dizendo: "Jesus, por onde o Senhor andar, sinta este cheiro e saiba que existe alguém aqui que O ama".
Foi feito um silêncio total enquanto todo tentava entender o que estava acontecendo... Mas não tinha lógica, não fazia sentido, não era sensato, não era prático... Era extravagante, isso sim! ...arriscado e um desperdício...
E não levou muito tempo para que alguém (lemos no v.4, que foi Judas Iscariotes), logo censurasse o gesto daquela mulher.
Incrível isto: um frasco de perfume havia sido derramado, enchendo toda a casa com o seu cheiro, há um tonto de nome Judas Iscariotes, sente é o cheiro de dinheiro, o cheiro do salário de 300 dias no ar... porque o perfume valia 300 denários, 300 dias de trabalho.
E Judas falou o que os outros, provavelmente, também estavam pensando: "Que desperdício! Este perfume poderia ter sido vendido por um bom dinheiro e usado para ajudar os pobres".
E certamente que os outros ainda pensaram: "Que mulher atrevida! ...perturbando a nossa paz".
Maria recebeu censuras pela devoção que ofereceu a Jesus.
Você também será censurado...
Todavia, você pode saber hoje o que Maria não sabia de antemão: que tal gesto agrada ao Senhor.
Há três atitudes relevantes nesse gesto de Maria, a primeira é:
1- EXTRAVAGÂNCIA
Por esse gesto de Maria aprendemos que o amor verdadeiro não calcula o preço... a única lamentação do amor, a única coisa que o amor lamenta, é não ter mais para dar.
Quando alguém comentou que um certo soldado tinha perdido sua perna na 2ª Guerra Mundial, o soldado corrigiu o homem dizendo: "Não. Não perdi minha perna; não perdi... eu dei minha perna para meu país".
O amor de Maria era assim: doador... Maria não mediu esforços, não pensou no custo, mas deu com generosidade...
E não era somente o perfume que estava sendo derramado... Maria derramava também do seu tempo, do seu sonho, do seu amor sobre Jesus.
E nós? Quando foi a última vez que derramamos algo por Jesus?
A segunda atitude relevante é a:
2- CRIATIVIDADE
O que Maria fez não era comum... foi uma demonstração criativa.
Ela não se limitou aos meios tradicionais ou esperados... ela criou um jeito...
Quando amamos a alguém, de verdade, nós sempre procuramos novos meios, novas formas, de expressar o nosso amor à pessoa amada: damos flores, enviamos cartões, fazemos presentes...
Nosso amor por Jesus não deve ter limites...
Nós nunca devemos cair na rotina... sempre devemos buscar novas e mais interessantes maneiras de como honrar a Jesus, expressando nosso amor por Ele.
A terceira atitude relevante em Maria é esta:
3- DESEMBARAÇO
Ela não mediu as conseqüências, pensando nos comentários, no disse-me-disse dos outros.
Maria somente viu Jesus à sua frente... ela recusou distrair-se por qualquer coisa que pudesse criar embaraço, impedimento ou dificuldade...
E considere isso: Para uma mulher, nos dias de Jesus, fazer um ato tão público e deixar o cabelo solto, era uma desobediência moral e cultural... mas ela teve desembaraço...
Se Maria conhecesse aquela nossa música "Eu, eu, eu quero é Deus", ela teria cantado... ela estava tão envolvida com Jesus que nem o desprezo dos outros pôde desviá-la da adoração ao Senhor.
Você pode ter certeza: quando estamos comprometidos com Jesus, seremos sujeitos a críticas e desprezo (porque sempre seremos diferentes e mal entendidos, às vezes até por outros discípulos, como foi no caso de Maria).
É difícil evitar a pergunta: "O que os outros vão pensar de mim? ...se eu agir assim?"
Porém, amados: Quando amamos a Jesus, temos que expressar este amor sem nos preocuparmos com a aprovação dos outros.
Maria ficou em casa com um frasco vazio... mas com o coração bem cheio! ...e é isso que importa!
Conclusão
Toda pessoa realmente agradecida ao Senhor, desejará dar a Ele a maior honra, e poderá manifestar esta dádiva, como Maria manifestou.
Você somente precisa dar lugar a estas três atitudes:
Extravagância
Criatividade
Desembaraço
Se você assumir seu amor por Jesus e se envolver com Ele como Maria se envolveu, você também será surpreendido num gesto de mais profunda devoção ao Senhor.
E Jesus merece!
Por isso, deixe que o seu amor por Jesus, e não o seu orgulho ou o medo, determine a forma da sua adoração.
Seja como Maria, que demonstrou seu amor a Jesus, de maneira: extravagante, criativa e desembaraçada!
Bispo Anderson Camargo.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Jesus Ungido em Betânia.
Na mesa de Jesus todos nós devemos ser ex...
"Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu a casa do cheiro do unguento" Jo 12:3
Maria esteve ansiosa pela chegada do Mestre. Arrumou a mesa, ajudou a preparar o jantar, vestiu sua melhor roupa e com cuidado colocou o pequeno frasco do valioso e perfumado nardo puro bem protegido em suas vestes. Ninguém usaria aquele perfume, nem mesmo saberia de sua intenção em ungir Jesus. Certamente a fariam desistir, ofereceriam um bom dinheiro pela mercadoria importada embalada em caixa de alabastro e usada somente em ocasiões especiais.
Ela reuniu uma quantia bem elevada, referente a 300 dias de trabalho (Jo 12:5) , pensando em agradar Jesus. Se esforçou, economizou, trabalhou dobrado, e sonhou com o dia em que ungiria os pés do seu Mestre, daquEle que a amava de tal forma que a fazia se sentir digna, especial. Maria, fora transformada pelo amor. Enquanto esfregava seus cabelos umedecidos de perfume nos pés de Jesus, seu espírito contrito em silêncio confessava os pecados, em humildade, em reconhecimento, em amor e adoração.
Ela não falava mas Jesus, recebia seu gesto carregado de palavras e sentimentos. No Evangelho de Marcos está escrito: "Maria quebrou o vaso e derramou sobre a cabeça de Jesus"Mc 14:3. Faltavam apenas seis dias para a Páscoa e o gesto de Maria tinha significado profético: O Cordeiro estava sendo ungido para o sacrificio. No antigo Testamento o oléo era derramado sobre a cabeça, como forma de remédio, de nova unção. Reis e sacerdotes participavam do rito com oléo antes de assumirem suas funções. Foi assim com Davi. Ele recebeu oléo sobre a cabeça, derramado pelo profeta Samuel (I Sm 16)
Maria não escolheu um perfume qualquer, ela escolheu o melhor perfume! Reconhecia que Jesus era o Messias, o Salvador. Ele já estava anunciando Sua morte entre seus discípulos, Maria era sabedora disto. Ao ungir Jesus a partir da cabeça, ela revelou a vontade de Deus Pai. Ela confessou ser Jesus O Rei dos Reis, O Sumo Sacerdote o Salvador, aleluia!! Esta mulher foi grande! Seu gesto de uma fé incomum! Nenhum dos homens ali presentes foram capazes de absorver a mensagem contida no gesto de Maria. Ela a profetiza, Jesus, o Rei. Assim como Samuel e Davi.
"E enxugou-Lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa com o cheiro do unguento" Jo 12:3
Maria ao passar seus cabelos sobre os pés de Jesus, ela estava dizendo: Eu quero ser coberta por Ti, Tú És a minha Cobertura! Em I Coríntios lê-se: "Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso , porque o cabelo lhe foi dado em lugar do véu" I Cor 11:15. Sabemos que o material não se sobrepõe ao espiritual. O véu É Cristo e O É sempre em todas as ocasiões.
Maria já compreendia essa mensagem. A adoração de Maria tomou conta daquele lugar. Maria, inscrita no Livro da Vida, elogiada por Deus, estaria para sempre como um memorial diante das Nações: "Em verdade vos digo que, onde quer que este Evangelho for pregado , em todo o mundo, também será referido o que ela fez em memória de mim" Mt 26:13.
Minha morte, foi a minha vida: "Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto" Jo 11:24. Maria de Betânia festejava não só o sacrificio do Cordeiro, mas a sua própria morte e a nova vida que ressurgia dentro dela como o mais precioso perfume. Ela não se importou com as critícas, com os olhares de censura, com os cochichos, ela só olhou para O Mestre. Ele foi o Seu alvo. Chamara-na de louca, de insensata mas ela não se importou. Parecia que estava no Paraíso, perto do Seu Amado.
A verdadeira adoração nos conduz a uma atmosfera Divina, é o encontro do pecado com o perdão. É a cura da alma, o refrigério. A satisfação de Maria em servir também deve ser a nossa. A entrega total da vida, dos bens. Para que aquele perfume fosse extraído e ajuntado em um frasco, houve morte da planta, houve suor de Maria.
Betânia, em Hebraico significa "casa do aflito". Ao aflito é dito: Ajunta nardo precioso, sobe a Betânia e adora ao Mestre e a cura, a Salvação virá. Amém.
Na mesa de Jesus todos nós somos ex...Exemplo Simão ex leproso,Mateus ex cobrador de impostos,Maria ex endemoniada,Pedro ex pescador,Lazaro ex defunto,enfim vc sabe qual é a área de sua vida que vc precisa se tornar um ex??
Domingo agora venha estar conosco em uma de nossas Igrejas Unidos em uma só fé..Na mesa de Jesus somos ex amém!!!
vamos oferecer a Ele adoração de valor não estou falando de dinheiro mas sim de um coração contrito,verdadeiro Salmos 51.16-17 Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, se não eu os traria.
Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.
Jesus precisa levar a nossa adoração!!!!
Bispo Anderson Camargo.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

O Vale de Ossos Secos
Ezequiel 37.1-10
Avivamento é voltar à vida. Por isso a visão da ressurreição dos ossos secos é uma ilustração de um verdadeiro avivamento. Toda vez que algo está morrendo em nós, precisamos de um avivamento para fazer reviver o que Deus nos dá. Deus é o dono da vida e somente Ele pode trazer o verdadeiro avivamento.
Sempre que Deus quer trazer um avivamento, Ele levanta um profeta (Amós 3.7), como Ezequiel que foi escolhido para ver e falar o que Deus lhe mostrava, profetizando a vida onde antes havia a morte. O grande avivalista João Wesley pedia a Deus ‘Senhor manda-nos o antigo avivamento sem seus defeitos; mas, se não for possível, manda-o de volta com todos os seus defeitos. Precisamos de um avivamento!’.
O que precisa reviver em sua vida?
Observe um detalhe maravilhoso porque Deus não fez TUDO de uma só VEZ ????...Simples de entender, É PORQUE ELE QUER NOS VER SEMPRE PROFETIZANDO NUNCA PARAR,A NOSSA VIDA PRECISA SEMPRE ESTAR EM MOVIMENTO !..Deus sabe que se Ele fazer tudo de uma só VEZ em nossas vidas a tendência é nos acomodarmos então profetize SEMPRE!!!!!
Deus vai fazer uma COISA de cada Vez em nossas vidas amém!
Vamos refletir como profetizar o avivamento:
1- O Vale do Profeta: v.1-3
A situação do lugar e dos ossos secos apresenta o diagnóstico da morte espiritual:
-SECURA: os ossos estavam sequíssimos, o que demonstra morte há muito tempo (v.2);
-SILÊNCIO: não havia vida ali, então tudo estava muito quieto;
-DUREZA: os ossos estavam muito endurecidos;
-INÉRCIA: nada se movia naquele lugar por causa da morte que imperava;
Estes sintomas de morte mostram a situação do vale onde estava o profeta. Se você está em meio à sequidão de pessoas frias emocionalmente, em meio à indiferença do silêncio, à dureza de corações que não se quebrantaram diante do Senhor e cercado da inércia porque nada acontece e as coisas não mudam, então você é um profeta no meio do vale de ossos secos.
Quando o Senhor perguntou a Ezequiel se os ossos poderiam reviver, o profeta disse sabiamente para Deus: “tu o sabes” (v.3). Como profetas, precisamos reconhecer que não sabemos de nada, mesmo que vejamos tudo errado.
Qual é o seu vale de ossos secos?
Seja um profeta no seu vale!
2- O Profeta no Vale: v.4, 9 e 12
O profeta teve algumas atitudes importantes diante daquele vale:
-DEPENDÊNCIA: ser conduzido pelo Espírito (v.1)
-VISÃO: ver o que Deus mostra
-PERCEPÇÃO: ouvir a voz de Deus (v.3)
-PROFETIZAR: falar o que Deus manda (v.4, 9 e 12).
O profeta deve estar em total dependência de Deus e ser conduzido pelo Espírito em tudo o que faz, sabendo que a mão de Deus está sobre sua vida. Somente quem é profeta é que tem visão, porque quem está cego ou nas trevas não consegue ver. Então se você está vendo algo errado é porque você é alguém que tem visão de profeta.
Ezequiel recebeu TRÊS vezes a ordem de profetizar sobre aqueles ossos que representavam o povo de Israel. Muitas vezes Deus fala conosco e paramos por aí sendo que devemos continuar PROFETIZANDO.
O que você tem visto?
Profetize o que Deus manda falar!
3- O poder da Profecia: v.7-10
Quando o profeta anunciava a palavra de Deus algumas coisas aconteciam:
-MOVIMENTO: o barulho dos ossos que se batiam ao se encontrar (v.7)
-FORÇA: nasciam tendões e ligamentos entre os ossos (v.6).
-REVESTIMENTO: nasceu carne e pele sobre os corpos levantados (v.8).
-VIDA: o Espírito de vida entrou nos corpos que foram ressuscitados (v.9).
Este processo mostra que o avivamento não acontece de uma VEZ. É preciso passar por cada uma destas ETAPAS. Às vezes é doloroso quando as pessoas, ainda mortas, batem seus ossos umas nas outras. É preciso buscar consistência como ligamentos entre as pessoas. Também devemos ter paciência quando o povo ainda está na carne e sente na pele as vontades humanas. Mas quando o Espírito vem sobre seu povo, então se tornam um exército para Deus.
O que você tem profetizado?
Profetize e veja Deus operar!
Deus vai avivar você!
Quando somos levados por Deus para o meio dos ‘vales de ossos secos’ nem sempre entendemos porque muitas vezes nós também estamos como estes ossos. Mas quando o Senhor nos levanta como profetas e nos faz ver e falar o que o Senhor quer então tudo se transforma pelo poder de Deus.
Muitas vezes ficamos preocupados com os outros, sendo que primeiramente precisamos nos preocupar conosco mesmos, pedindo ao Senhor que nos avive e nos faça ser profetas no meio dos vales. Se você quer ser profeta, saiba que Deus te colocará no meio de ossos secos para te usar para trazer a vida,Lembre-se não será tudo de uma só Vez,Tudo por Etapa.
Você tem visto ossos secos?
Deus vai levantar um exército vivo!
Bispo Anderson Camargo.

sábado, 23 de setembro de 2017

O Senhor apareceu a Abraão perto dos carvalhos de Manre, quando ele estava sentado à entrada de sua tenda, na hora mais QUENTE do dia.
Gênesis 18:1 Em Carvalhais de Manre, Abraão levantou os olhos e viu três homens em pé junto a ele,Deus sabe até a aonde a gente pode aguentar,suportar Ele conhece o nosso LIMITE! A primeira coisa que acontece quando Deus se revela a nós é fazer a gente LEVANTAR a cabeça,Levante a sua cabeça! 2º ele correu ao encontro dele e se enclinou perante eles. Trouxe-lhes água para lavar os pés e os convidou para descansarem debaixo de uma árvore. E os alimentou.
Depois Abraão escolheu um novilho e deu ao servo que apressou em prepará-lo, trouxe-lhes coalhada, o novilho e os serviu.
Disse-lhe o Senhor voltarei a você na PRIMAVERA, e Sara, sua mulher, terá um filho. Abraão e Sara já estavam de idade avançada, Sara já tinha passado a idade de ter filhos.
Os homens se levantaram e avistaram Sodoma, e Abraão se despediu deles.
Então o Senhor disse, esconderei de Abraão o que estou para fazer?
Deus não esconde nada dos escolhidos.
Abraão será pai de uma nação grande e poderosa, por meio dele todas as nações serão abençoadas. Ordene a sua descendencia que conserve os caminhos do Senhor.
Disse o Senhor a Abraão: As acusações a Sodoma e Gomorra são tantas e o seu pecado é grave. Os homens partiram dali e foram para Sodoma. Após a partida dos homens Abraão permaneceu na presença do Senhor e disse-lhe, Exterminará o justo com o ímpio?
Abraão disse, se houver cinquenta justos na cidade? o Senhor destruirá e não pouparás? Respondeu-lhe o Senhor. Se eu encontrar cinquenta justos eu pouparei a cidade por amor a ele.
Abraão interrogando ao Senhor foi baixando este número.Deus atendeu o clamor de Abraão.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Natanael debaixo da figueira
O que significa o que Jesus disse pra Natanael: “Te vi debaixo da figueira“? Esta questão sobre Natanael debaixo da figueira é muito intrigante. Vejamos duas teorias sobre este assunto tão palpitante.
Primeira Teoria
Natanael ficou surpreso com a Palavra de Jesus, porque desta forma Cristo deixou claro que seu propósito em salvar Natanael já estava determinado antes mesmo de Filipe o chamar.
Ao nascimento de Cristo, Herodes era governador da Judéia e ao receber a notícia do nascimento do Messias mandou matar todas as crianças de 2 anos para baixo. Então se considerarmos que Natanael tivesse a mesma idade de Jesus, isso o leva ao cenário destas matanças realizada por Herodes, segundo relatos históricos essa é a historia de Natanael.
Quando começou os assassinatos a mãe de Natanael temeu que o seu filho ser morto pelos soldados, e então ela escondeu o bebê debaixo de uma figueira especifica, e enquanto ele estava lá, sua mãe orava a Deus pedindo proteção e que aquela criança vivesse para ver o Messias.
Em todas as buscas dos soldados, o menino estava envolta a folhas da figueira. Quando Natanael completou 15 anos de idade sua mãe lhe contou como lhe escondera, e somente ele e sua mãe sabiam desta história. Então quando ele pergunta a Jesus de onde Ele o conhecia e Jesus revela seu maior segredo ao dizer que o viu debaixo da figueira, Natanael se vê diante daquele ao qual sua mãe orou para que pudesse conhecer.
Segunda Teoria
Não havia nada no Antigo Testamento que predissera que o escolhido de Deus viria de Nazaré. Nazaré era um lugar muito pouco notável. O próprio Natanael provinha de Caná, outra cidade da Galiléia, e nas regiões rurais a rivalidade entre uma cidade e outra, e a inveja entre os povos era muito notória.
A reação de Natanael foi afirmar que Nazaré não era o tipo de lugar de onde pudesse vir nada de bom. Filipe foi sábio. Não discutiu. Limitou-se a dizer: “Vêem e vê!”.
No pensamento judaico uma figueira sempre representou a paz. Sua ideia de paz era quando um homem podia permanecer debaixo de sua própria figueira e sua própria vinha sem que nada o incomodasse (veja 1 Reis 4:25; Miquéias 4:4).
Mais ainda, a figueira era frondosa e dava muita sombra e era costume sentar-se a meditar sob o amparo de seus ramos. Sem dúvida, isso era o que fazia Natanael. E sem dúvida nenhuma, enquanto estava debaixo da figueira pensava e orava pelo dia em que chegaria o escolhido de Deus.
Não cabe dúvida que tinha meditado a respeito das promessas de Deus. E agora sentia que Jesus tinha lido até o mais profundo de seu coração. O que surpreendeu a Natanael não foi tanto que Jesus o tivesse visto debaixo da figueira, e sim o fato de que Jesus tivesse lido os pensamentos que estavam no mais recôndito de seu coração, de maneira que Natanael disse a si mesmo: “Aqui está o homem que entende meus sonhos! Aqui está o homem que sabe de minhas orações! Aqui está o homem que viu meus desejos mais secretos e íntimos, desejos que jamais me animei a expressar em palavras! Aqui está o homem que pode traduzir o suspiro inarticulado de minha alma! Este deve ser o Filho do Deus, o prometido ungido de Deus e nenhum outro”. Natanael se rendeu para sempre ao homem que lia e compreendia e satisfazia os desejos de seu coração.
Conclusão
Sobre Natanael, a primeira teoria é ratificada pelo dicionário siríaco, que narra esta mesma história. Podemos expandir esta interpretação dizendo que a figueira sempre foi o símbolo do “conhecimento”, haja vista que os grandes estudiosos crêem que a árvore do conhecimento lá do Éden era uma figueira.
Sendo assim, todo bom israelita tinha por costume meditar sob a sombra de uma figueira, portanto quando Jesus disse isso para Natanael, Ele quis dizer 2 coisas:
a) eu conheço o teu passado (teoria 1), quero estar no teu presente e garantir o teu futuro;
b) as folhas de figueira só te protegeram da morte física e do pecado, apenas superficialmente, da mesma forma que foi com Adão e Eva no Éden, mas eu troco seu esconderijo sob as folhas da figueira pelo meu sangue sobre a tua vida.
Bispo Anderson.