sexta-feira, 8 de abril de 2016

“Todas as nações me cercaram, mas no nome do SENHOR as despedacei. Cercaram-me e tornaram a cercar-me; mas no nome do SENHOR eu as despedacei. Cercaram-me como abelhas, mas apagaram-se como fogo de espinhos; pois no nome do SENHOR as despedacei” (Salmo 118.10-12).
Nessa passagem bíblica, o salmista fala de suas lutas e de como se livrou delas. Cada um dos filhos de Deus que estão sobre a terra também passam por provas, e o inimigo tem sempre esperança de que irá vencê-los. Prova disso é que ele não desiste de persegui-los, mesmo que eles já tenham ganhado várias batalhas. 
De fato, se não estivermos firmes na Rocha, Satanás virá quando menos se espera – quando a situação estiver aparentemente calma –, a fim de nos atingir com um de seus golpes mortais. No entanto, se crermos que podemos tudo pelo Nome de Jesus (Filipenses 4.13) e permanecermos firmes na Palavra do Senhor, o diabo será destruído.
Não importa se você é cercado por uma força maligna, uma legião de demônios ou por todas as hostes do inferno; se depositar a sua fé no que o Senhor diz sobre a sua posição nEle, será vencedor (Efésios 1.20,21; 2.6). Então, jamais diga que o fardo está pesado, que você não suporta mais e, de agora em diante, não fará mais nada, porque é justamente essa declaração que o demônio quer ouvir da sua boca. O inimigo faz tudo para você confessar que não dá mais, pois, assim, ele poderá derrotá-lo.
O salmista fala que a luta continuava. Aquelas nações se recompunham e voltavam a cercar o homem de Deus, mas, em Nome do Senhor, ele as destruía. O adversário faz o mesmo com todos os filhos do Pai celeste: ainda que derrotado, o maligno não tem vergonha de se reerguer e ir à luta para tentar destruir-nos. Por isso, o que temos de fazer é usar o Nome de Jesus e ordenar que o diabo saia. Satanás agiu desse modo com Jesus, mas, após três tentativas frustradas, foi embora (Mateus 4.1-11). Fique esperto e destrua o inimigo em cada tentação!
Por fim, aquelas nações que pareciam um enxame de abelhas quando atacam uma pessoa tornaram-se semelhantes ao fogo do espinheiro – que dura só um momento – e foram apagadas. Isso aconteceu porque o salmista usou o Nome do Senhor para destruí-las. Da mesma forma, você precisa ser firme e impedir que o maligno tenha o prazer de dizer que o derrotou. Em Nome de Jesus, ele será aniquilado! 
O salmista dava o crédito de tudo o que fazia ao Nome do Senhor. Sem desanimar – e sem ficar murmurando, dizendo que não entende por que o Todo-Poderoso não o livrava de uma vez por todas do inimigo – aquele servo do Altíssimo sempre ia contra Satanás em Nome do Senhor e o vencia. Esse deve ser o procedimento de quem é de Deus, a fim de vencer as tentações que teimam em oprimi-lo. Seja firme, pois a sua vitória está no uso do Nome de Jesus!
Bispo Anderson Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário