sexta-feira, 29 de julho de 2016

O conselho de Aitofel.
Aitofel era o conselheiro pessoal do rei Davi rei de israel,segundo a biblia Alguns textos, como o talmude, supõem que o traidor, mencionado por David no Samos 55: mas sem nome, que era um homem igual a ele, seu companheiro e seu amigo intimo, fosse Aitofel. Aitofel foi pai de um dos poderosos de Davi,Eliã que possivelmente era o pai de Bete Seba,Isto é muito forte, de prominácia. Este conselheiro, antes íntimo, tornou-se traidor e juntou-se a Absalão, filho de David, num golpe contra o rei. Segundo alguns autores, o motivo para a traição de Aitofel foi a desonra que o rei Davi havia feito à sua neta Bate-Seba.Como um dos cabecilhas da rebelião, aconselhou Absalão a violar as concubinas de David, em público, como um gesto para mostrar a Israel sua rebeldia,e pediu permissão para organizar um exército de 12.000 homens para procurar David, a fim de o matar.Segundo a Bíblia, Deus frustrou esta trama, e Absalão, em vez de seguir os conselhos de Aitofel, seguiu os conselhos de Husai o arquita.que estava secretamente aliado a David. Vendo que seus conselhos não eram seguidos, ele voltou para sua cidade, pôs em ordens seus negócios, enforcou-se, e foi sepultado junto aos seus antepassados.
“O conselho que Aitofel dava, naqueles dias, era como resposta de Deus a uma consulta; tal era o conselho de Aitofel, tanto para Davi como para Absalão”.
II Samuel 16.23
-Introdução: Aitofel era um homem influente no meio do povo de Israel quando Davi se tornou rei1. Por isso Aitofel fazia parte “do conselho de Davi” (II Samuel 15.12). As pessoas do povo ouviam e seguiam as orientações de Aitofel como se fossem vindas de Deus. Mas Aitofel começou a se rebelar contra Davi e dava conselhos errados que o prejudicavam lançando Absalão contra o rei.
Precisamos de conselheiros que nos ajudem porque “planos mediante os conselhos têm bom êxito” (Provérbios 20.18). Mas um servo de Deus “não anda no conselho dos ímpios” (Salmos 1.1). Então precisamos pedir ao nosso “maravilhoso conselheiro” (Isaías 9.6) que nos ajude em cada decisão que vamos tomar. Além disso, devemos estar atentos para não ser enganados por pessoas mal intencionadas.
Como saber se um conselho é bom ou não?
Vamos aprender com o exemplo de Davi, como escapar de maus conselhos:
1- Busque a Deus em ORAÇÃO: II Samuel 15.31 “Então, fizeram saber a Davi, dizendo: Aitofel está entre os que conspiram com Absalão. Pelo que disse Davi: Ó SENHOR, peço-te que transtornes em loucura o conselho de Aitofel”.
Davi orou a Deus para quer confundisse o conselho de Aitofel. E sua oração foi respondida, pois “então, disseram Absalão e todos os homens de Israel: Melhor é o conselho de Husai, o arquita, do que o de Aitofel. Pois ordenara o SENHOR que fosse dissipado o bom conselho de Aitofel, para que o mal sobreviesse contra Absalão” (II Samuel 17.14).
Em suas orações Davi sempre pedia a Deus que o aconselhasse dizendo “bendigo o SENHOR, que me aconselha; pois até durante a noite o meu coração me ensina” (Salmos 16.7). Agradecia a Deus porque “o conselho do SENHOR dura para sempre” (Salmos 33.11). Davi também orava a Deus que o protegesse dos maus conselheiros pedindo que “destrói, Senhor, e confunde os seus conselhos” (Salmos 55.9).
Antes de procurar conselho com qualquer pessoa, feche sua porta e ore a Deus (Mateus 6.6) e peça ao Espírito Santo que seja seu consolador que te ensinar o que fazer (João 14.26).
Deus é o melhor Conselheiro!

2- Cuidado com as OBRAS DA CARNE: II Samuel 16.20,21 “Então, disse Absalão a Aitofel: Dai o vosso conselho sobre o que devemos fazer. Disse Aitofel a Absalão: Coabita com as concubinas de teu pai, que deixou para cuidar da casa; e, em ouvindo todo o Israel que te fizeste odioso para com teu pai, animar-se-ão todos os que estão contigo”.
Um dos piores conselhos que Aitofel deu foi para Absalão filho de Davi cometer um ato vergonhoso e público ao tomar as mulheres de seu próprio pai (II Samuel 16.20-22). A mente de Aitofel, que um dia fora iluminada por Deus para ajudar as pessoas, agora usa sua criatividade para ter ideias malignas. Infelizmente Absalão já estava tão cheio de maldade, que seguiu o conselho de Aitofel como se fosse algo bom.
Um dos melhores termômetros para encontrarmos o discernimento é saber se o que fazemos é uma “obra da carne” ou um “fruto do Espírito” segundo Gálatas 5.19-23. Se o que ouvimos nos faz sentir raiva, traz partidarismo, divisão, leva a inveja, ciúmes e prostituição, então é uma obra carnal. Mas se o conselho, mesmo que nos confronte, leva a praticar o amor, que dá alegria ao próximo, promove paz, mansidão, domínio próprio e paciência, então o Espírito Santo está neste conselho.
O Conselho de Deus é o fruto do Espírito!
3- Fique atento aos INTERESSES pessoais: II Samuel 17.1,2 “Disse ainda Aitofel a Absalão: Deixa-me escolher doze mil homens, e me disporei, e perseguirei Davi esta noite. Assaltá-lo-ei, enquanto está cansado e frouxo de mãos; espantá-lo-ei; fugirá todo o povo que está com ele; então, matarei apenas o rei”.
Com o tempo, Absalão percebeu que havia algo errado nos conselhos de Aitofel. Não entendia o porquê de ter sido conselheiro de Davi e agora se rebelar contra ele. Agora Aitofel esta propondo uma batalha contra Davi em plena noite, mesmo sem estar preparados (II Samuel 17.1-4).
Absalão procurou o conselho de outra pessoa antes e procurou Husai, que na verdade estava ali a pedido de Davi para “dissipar-me-ás, então, o conselho de Aitofel” (II Samuel 15.34). Husai abriu os olhos de Absalão dizendo que “o conselho que deu Aitofel desta vez não é bom” (II Samuel 17.7). Por isso Absalão não aceitou mais o conselho de Aitofel (II Samuel 17.14).
Antes de ouvir o conselho de alguém, pense qual seria a motivação de tal orientação e o que a pessoa poderia ganhar com isso. Se a pessoa não gosta do outro e quer te usar para prejudicar alguém, então o conselho não é bom. Note que quem faz isso é “solitário busca o seu próprio interesse e insurge-se contra a verdadeira sabedoria” (Provérbios 18.1). O verdadeiro amor “não procura os seus interesses” (I Coríntios 13.5).
Um bom conselho não se baseia em interesses pessoais!
4- Pense nas CONSEQUÊNCIAS: II Samuel 17.23 “Vendo, pois, Aitofel que não fora seguido o seu conselho, albardou o jumento, dispôs-se e foi para casa e para a sua cidade; pôs em ordem os seus negócios e se enforcou; morreu e foi sepultado na sepultura do seu pai”.
Quando Aitofel viu que perdera o status de conselheiro, que as pessoas não seguiam mais suas opiniões, então ficou apavorado. Como se achava muito importante e sábio, não procurou conselho de ninguém, tomou a triste escolha de se enforcar. Pouco tempo depois, Absalão morreu de forma semelhante pendurado numa árvore (II Samuel 18.9).
Existem pessoas que falam pra você fazer uma coisa, mas na verdade estão interessadas em pelo menos ‘ver o circo pegar fogo’. São situações que te colocam no meio de confusão e que depois você fica sozinho para resolver. Tome muito cuidado porque existem ‘forcas’ preparadas para prejudicar as pessoas. Mas creia que “toda arma forjada contra ti não prosperará” (Isaías 54.17).
Os resultados mostram que “pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7.20). Pessoas que gostam de manipular os outros, mas não vivem bem sua própria vida, não devem ser ouvidas. Lembre que na ‘hora H’ você estará sozinho para resolver tudo. A pessoa diz ‘se eu fosse você’, mas ela nunca será você. Então, mesmo que o conselho seja bom, tome a decisão por si mesmo certo de que depois, tanto o ‘lucro’ como o ‘prejuízo’ serão por sua conta.
Antes de decidir, pense nas consequências!
Busque o conselho de Deus!
-CONCLUSÃO: I Crônicas 27.33 “Aitofel era do conselho do rei; Husai, o arquita, amigo do rei”.
Davi tinha outros conselheiros além de Aitofel, que apenas fazia parte do seu conselho. Quando Davi percebeu que estava fora da presença de Deus, logo deixou de ouvir suas orientações. Davi procurou Usai, que além de conselheiro, era amigo. Husai foi fiel ao seu rei (II Samuel 15.32-37), obedeceu ao que mandou (II Samuel 16.16-19), também orientou Absalão de forma sábia evitando um confronto inesperado do filho com o Pai (II Samuel 17.5-10) e avisou a Davi do que aconteceria dando um tempo para ele (II Samuel 17.15,16).
Por mais sábia que uma pessoa pareça ser, preste atenção nestes detalhes antes ouvir um conselho. Busque sabedoria na fonte, direto de Deus através da oração. Tome cuidado com as obras da carne e seja espiritual. Perceba se há interesses pessoais envolvidos. Antes de decidir, pense quais serão as consequências. Não se precipite. Espere o tempo certo de agir (Eclesiastes 3.1-10). Talvez o melhor conselho seja não fazer nada e apenas esperar.
Bispo Anderson Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário