sexta-feira, 25 de março de 2016

3 COISAS QUE O PECADO TIRA DO CRENTE
Gn 38-17-18
Os personagens desta historia são Judá e Tamar; Judá cujo o nome significa àlouvor. E Tamar cujo nome significa à palmeira
Judá aparece algumas vezes na bíblia com boas referencias e atitudes
Foi Judá que convenceu seus a não matarem Jose quando eles o lançaram na cisterna Gn 37:26
Foi Judá que se colocou como fiador de benjamim quando Jose sem ser reconhecido pelos seus irmãos queria prende-lo acusando-o de ter roubado dele Gn 44:14-18
Foi Judá que rogou em favor de benjamim pra preservar a vida de seu pai Gn 44:20-22
Foi da tribo de Judá que veio Jesus o salvador, ele é conhecido como o leão da tribo de Judá.
Agora, quero falar hoje do terrível pecado cometido por Judá.
Judá era o 4° filho de Jacó com sua esposa Leia; ele tinha 3 filhos cujo os nomes era: Er, Onã e Selá
Judá casou seu filho primogênito Er com uma mulher chamada Tamar, Er porem era mau aos olhos de Deus e por isso Deus o feriu e o matou.
Como ele não tinha filhos ainda com sua esposa Tamar, Judá ordenou que se cumprisse a lei e Onã se casasse com ela para dar descendência a seu irmão.
Mas Onã sabendo que a descendência não seria dele mais do seu irmão, quando se deitava com sua esposa evitava que ela engravidasse.
Isto desagradou a Deus que feriu a Onã também e o matou; como o 3° filho de Judá Selá ainda era muito jovem ele disse a Tamar que ficasse viúva na casa do pai dela ate que Selá tivesse idade para se casar com ela,
Só que o tempo passou e Judá se esqueceu de Tamar.
Foi aí que Tamar preparou um plano pra chamar a atenção do seu sogro que a havia desprezado.
Quando ela ficou sabendo que seu sogro Judá iria passar por aquela região, tirou o seu véu de viúva e se disfarçou como uma prostituta e ficou a beira do caminho.
Quando Judá passou por ali ele não a reconheceu e quis se deitar com ela, ela astutamente perguntou o que ele lhe pagaria para se deitar com ela.
E ele disse que lhe enviaria um cabrito do seu rebanho, mas ela pediu um penhor pelo compromisso ate que ele lhe enviasse o cabrito.
Judá lhe disse: - que penhor lhe darei? E ela lhe respondeu: - o teu selo, o teu lenço e o cajado que esta em tua mão. Gn 38:16-18
Judá sem saber que aquela prostituta era sua nora se deitou com ela, e foi se embora deixando nas mãos dela; o selo, o lenço e o cajado.
Depois de alguns dias Judá enviou pelas mãos de 1 amigo o cabrito para pegar de volta o penhor das mãos daquela prostituta, mas não a encontrou e ainda disseram que não havia nenhuma prostituta naquele lugar.
Depois de 3 meses chegou a noticia que Tamar estava grávida: - Tamar sua nora esta grávida, eis que esta cheia de adultério Gn 38:24
Judá ficou cheio de ira e mandou que tirassem ela pra fora da cidade para ser apedrejada, só que Tamar mandou dizer a seu sogro:
- do homem que peguei este selo, este lenço e este cajado é que estou grávida. Foi ai que Judá caiu em si e reconheceu os seus pecados e erros.
O diabo ainda continha a agir do mesmo modo até os dias de hoje.
Ele faz uma camuflagem na tentação para nós enganar, ele não vem com chifres, garfo e rabinho não! Ele vem calçado com sapatos de pelúcia.
Após ter-nos enrolado em suas tramas ele quer tirar o nosso penhor ou seja o que temos de maior valor: a nossa salvação.
Mas eu quero hoje falar sobre: 3 coisas que o pecado tira do crente baseado nesta historia de Judá e Tamar.
1° à O que é pecado?
Pecado é transgressão, desobediência a Deus e a sua palavra, pecado é errar o alvo.
O maior efeito do pecado é tirar a pessoa do lugar; o pecado tirou adão e Eva do jardim do éden, o pecado tirou Saul do trono de Israel, o pecado tirou Davi do seu palácio.
O pecado tira o homem da presença de Deus. o pecado é o abismo que separar o homem de Deus, o pecado impede as orações do crente Is 59:1-2
Agora existe remédio para o pecado! a bíblia diz: -... Onde abundou o pecado superabundou a graça Rm 5:20
Se andarmos na luz como ele na luz esta temos paz com Deus, comunhão uns com os outros e o SANGUE de Jesus Cristo seu filho, nos purifica de todo o pecado 1 Jo 1:7
Mas, voltando ao assunto o pecado de Judá tirou 3 coisas dele, vejamos quais foram e qual o significado disso para nós hoje.
1° que o pecado tira do crente àO Selo. 
Novo testamento o selo é um dos símbolos do Espírito Santo
O apostolo Paulo tinha duas ideias em mente quando fala de nós sermos Selados com o Espírito Santo. Uma é segurança, a outra propriedade.
Ser Selado, no sentido de segurança, é ilustrado no Antigo Testamento, quando o rei Dario colocou Daniel na cova dos leões, pôs uma pedra sobre a entrada e a lacrou com seu selo Dn 6:17 para que Daniel não saísse.
Nos tempos antigos, como por exemplo, no tempo da rainha Ester Es 8:8, os reis também costumavam colocar com um anel sua marca ou selo em cartas e documentos escritos em seu nome.
Depois de feito isto, ninguém podia reverter o que estava escrito ou dar ordens em contrário.
Pilatos fez a mesma coisa quando deu ordens aos soldados para guardarem o túmulo de Jesus. Ele disse aos sacerdotes:
"Aí tendes uma escolta; ide e guardai o sepulcro como bem vos parecer. Indo eles, montaram guarda ao sepulcro, selando a pedra e deixando ali a escolta" Mt. 27:65-66.
A palavra "selo" usada nesta passagem é a mesma, no grego, usada em passagens que falam do selo do Espírito Santo.
Quando o Espírito Santo nos sela ou põe em nós Sua marca, nós estamos seguros em Cristo de uma maneira muito mais significativa.
Uma das coisas mais fortes que existe na vida cristã e ter a consciência de que o Espírito Santo me selou. E ele selou você também – se você for um crente.
Nada pode tocar em você. "Porque estou bem certo de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem coisas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" Rm 8:38:39. Selo fala de segurança!
Ei! Mas este selo do Espírito significa mais que segurança, Significa também propriedade. Lemos no Antigo Testamento que Jeremias comprou uma propriedade, pagou por ela diante de testemunhas e selou o documento de acordo com a Lei e os costumes Jr.32:10. Agora ele era o proprietário.
Somos-nos selados pelo Espírito Santo, ou seja, separados para Deus, colocados à parte, distinguidos com a Sua marca, pois pertencemos a Ele. Você e eu somos propriedade de Deus para Sempre! Ef 1:13, Ef 4:30
Agora, quando o crente peca a primeira coisa que ele perde é o selo, a marca de Deus na sua vida;o Espírito Santo.
Me lembrei de Sansão que quando pecou, brincando com Deus e contando seus segredos para a prostituta Dalila, ele não percebeu que o Espírito Santo já havia saído da vida dele Jz 16:19-2 O Espírito só se retira quando a fé é abandonada; quando a voz do Espírito não mais é ouvida;quando os corações ficam endurecidos a tal ponto que não há mais possibilidade de arrependimento Rm 8.7-16.
O Espírito Santo não se retira por qualquer pecado. Ele está em nós justamente para nos convencer do pecado, da justiça e do juízo, e nos levar ao arrependimento.
Mas se continuarmos na rebeldia, sem sincero propósito de deixarmos o pecado, já não seremos membros do Corpo de Cristo:
2° que o pecado tira do crente à o Lenço ou cordão: quebrantamento/comunhão
O lenço é um objeto que tem varias utilidades, entre elas usamos o lenço para limpar as lagrimas dos olhos. Neste contexto lenço esta falando de quebrantamento e comunhão Ez 9:4,Jl 1:13, , At20:19, Sl 126:5-6
Em algumas traduções ao invés de lenço diz cordão: Quando falamos de CORDÃO, neste sentido nos referimos a (base/estrutura)
Quando Tamar pede para Judá o CORDÃO isto significa no sentido espiritual que quando pecamos
O diabo, além de arrancar o SELO (Espírito Santo) também tira o CORDÃO (Base Bíblica/Doutrinaria) e alegria do Espírito ficamos sem estrutura na Palavra,perdemos a comunhão com Deus.
Não deixe o pecado tirar de você o lenço, mas viva em perfeita comunhão com o seu Deus.
3° coisa que o pecado tira do crente àCajado: compromisso/ responsabilidade
Quando O povo de Israel foi comer a páscoa antes de sair do Egito eles tinham que comer com o cajado na mão Ex 12:11
Davi levou a funda, cinco pedras, mas não deixou o seu cajado 1Sm 17:40
Quando Jacó saiu de casa para não ser morto por seu irmão Esaú levou com ele o cajado, e agora, Jacó quando volta no mesmo caminho 20 anos depois ele trás agora o seu velho cajado Gn 32:10
A ultima coisa que Tamar pede para Judá é o CAJADO (Autoridade) o significado para este instrumento no antigo testamento era a autoridade
Quando Deus envia Moises ao Egito para livrar o seu povo o mesmo faz diversos sinas com o cajado “Ex. 4.3”
Demonstrando assim a autoridade, da mesma maneira com que os reis da antiguidade usavam o Cetro.
Tem-se algo que Deus tem dado aos seus servos é o cajado, a autoridade de Deus esta nas mãos do verdadeiro crente Lc 10:19, Mc 16:17-18
Quando o crente tem o cajado na mão, ou seja, autoridade de Deus na vida: ele prega e o inferno ele estremece, ele ora e as enfermidades vão embora, ele abre a boca e algo diferente acontece.
O diabo alem de tirar de nós o selo, quer tirar o lenço e o cajado;mas em nome de Jesus ele não vai conseguir!
Conclusão:
cuidado com o que você está colocando em jogo pelo pecado , Judá não deu valor assim como Esaú não valorizou a sua primogenitura a trocando por um prato de Lentilhas.
Judá ficou sem identificação, sem base bíblica, ou seja, sem a palavra de Deus para instruí-lo e sem a autoridade concedida por Deus.
Coloque na balança vale apena perder tudo isto por alguns minutos de prazer na carne?
A escolha é somente sua! Não deixe o pecado tirar de você: o selo, o lenço e o cajado.

Não deixe o pecado tirar de você: a marca do Espírito santo, a comunhão e o compromisso com Deus.


Bispo Anderson Camargo.

quarta-feira, 16 de março de 2016

Não abra mão e não venda o seu pandeiro !!!
Então Miriã, a profetiza, a irmã de Arão, tomou o tamborim na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças. E Miriã lhes respondia: Cantai ao SENHOR, porque gloriosamente triunfou; e lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro. (Êxodo 15:20-21)
Miriã foi uma mulher que com certeza desde cedo aprendeu a andar nos caminhos do Senhor. Ela fazia parte do povo hebreu, o povo de Israel que foi libertado da escravidão do Egito. Foi ela quem levou o cesto com seu irmão Moisés, ainda bebê, para o Rio Nilo, e sugeriu a princesa que o encontrou para que o levasse a uma mulher hebréia a fim de amamentá-lo, dando assim oportunidade da sua mãe ficar perto do filho. Esta é a primeira vez que ouvimos falar da moça. Mas talvez o episódio da vida de Miriã que mais comentamos é a celebração que ela fez após o milagre da travessia no mar Vermelho: ela dançou com seu tamborim que guardou por 80 anos nunca abriu mão e muito menos vendeu seu tamborim....Exemplo a ser seguido porque o diabo dia após dia quer que esqueçamos do tamborim ou seja da alegria de Deus em nossas vidas,Eu aprendo que mesmo em meio tantas lutas na nossa vida nunca devemos abrir mão do nosso TAMBORIM OU BANDEIRO Porque vamos usa-lo ainda ou Seja vai ter VITÓRIA O MAR VAI SE ABRIR e Vamos usa-lo para louvarmos a Deus ALEUIA!!! E ela adorou a Deus pelo grande livramento que Ele havia lhes concedido. Porém, uma outra citação sobre Miriã que temos na Bíblia não é assim tão festiva e nem um pouco agradável. Deus a repreendeu porque junto com seu outro irmão, Arão, ela estava murmurando e reclamando. Ela se tornou leprosa e precisou ser excluída do acampamento do povo de Israel por sete dias – fato que era sinal de vergonha e impureza naquela época. Miriã era profetisa. Ela ajudava seu irmão na condução do povo pelo deserto em direção à Terra Prometida. Imaginemos então que era uma mulher que tinha dons, talentos, temor a Deus e era instrumento nas mãos Dele. Nos dias de hoje, seria uma líder, profeta, adoradora... uma “mulher de Deus”. Mas e quanto à repreensão dura de Deus que lhe aconteceu já na sua velhice? Isso nos revela que embora fosse uma mulher abençoada, Miriã também tinha seus defeitos, como eu e você. Lembre-se de adorar mesmo quando as coisas não acontecem como você imaginava. Miriã adorou a Deus nos momentos de livramento e milagres, Será que muitas vezes não agimos assim? Enquanto Deus nos presenteia com bênçãos, temos coração grato, mas basta um dia de aflição para que a nossa fé caia por terra e comecemos a reclamar e duvidar da presença de Deus nas nossas vidas. Nunca se esqueça que só o povo de Deus passou pelo deserto. Se você está enfrentando lutas e dificuldades, não desista, não blasfeme,Não abra mão do seu TAMBORIM OU PANDEIRO VOCÊ VAI PRECISAR DELE LÁ NA FRENTE. Prossiga firme e confiantemente. Deus te guiará até o oásis mais próximo. Faça do deserto uma escola, e ali mesmo, amadureça, adorando e louvando a Deus.
Chegamos então à conclusão de que Miriã foi falha, mas foi uma mulher poderosamente usada por Deus. Podemos aprender com erros de Miriã para não os cometermos. Mas também podemos aprender com as atitudes corretas que ela teve: obedeça a Deus, celebre-o sempre, coloque-se a disposição do Reino e seja usada pelo Senhor . Com certeza MIRIÃ marcou sua geração. Vamos marcar também? Amém!
A história de Miriã é contada em Êxodo 2:15; Números 12:20.1. Ela também é mencionada em Deuteronômio 24.9; i Crônicas 6.3; e Miquéias 6.4.
Bispo Anderson Camargo.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Jesus e a Mulher Adúltera.
A passagem Bíblica que narra o encontro de Jesus com a mulher adúltera, já se inicia de maneira revolucionária: "Jesus, assentando-se, ensinava no templo" (Jo 8:2). Ele se assentava em qualquer parapeito, degrau, calçada, barco, aonde fosse e ministrava a Palavra. Enquanto isso, os fariseus disputavam o púlpito e as melhores cadeiras nas sinagogas.
Ele havia acabado de ensinar aos discípulos, estava saindo do templo e enquanto se dirige para casa, um motim se forma em Sua direção. Dezenas de homens carregam uma mulher segurando-a fortemente nos braços. Empurram, agridem verbalmente. Ela, com as vestes rasgadas, os cabelos assanhados, chora, soluça implora piedade. Teria sido a mulher, vitima de armação? Onde estaria o homem que adulterou com ela? Por que omitiam parte da lei de Moisés que previa apedrejamento para o casal?
"Também o homem que adulterar com a mulher do outro havendo adulterado com a mulher de seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera" Lv 20:10
A intenção não era fazer justiça, mas punir Jesus, a mulher era uma espécie de "isca": "Na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas, Tu, pois, que dizes"? Jo 8:5. Enquanto os homens seguram pedras nas mãos, bradam por morte, Jesus se inclina para escrever na terra. Eles ficam surpresos com a atitude de Jesus. Movimentam a cabeça em dúvida enquanto olhares procuram resposta: "O que Ele está fazendo"?! Penso que o gesto de Jesus foi uma forma de dizimar a ira, calar os insultos, as muitas vozes. Jesus se inclina e eles silenciam, soltam à mulher, que em suspense aguarda o desfecho.
"Ele escrevia com o dedo na terra" Jo 8:6
Não haviam muitas pedras no lugar, O Mestre se agacha e espalha com as mãos o pó das pedras, a areia. Representantes da Lei ajuntam pedras. Jesus representante da graça se interessa pelo pó delas. Eles, a morte. Jesus, a Vida: “E formou Deus o homem do Pó da terra" (Gn 2:7). Nas mãos do carpinteiro, o pó da terra é moldado.
Jesus inaugura um novo tempo em que às pedras testificariam do Seu poder: "Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão" Lc 19:40
"Vós também, como pedras vivas, sois edificados
casa espiritual e sacerdócio santo, para
oferecer sacrifícios espirituais, agradáveis
a Deus, por Jesus Cristo." IPe 2.5
Ao se agachar em meio à turba Jesus nos dá uma lição: "Seja um pacificador". Aquele motim de homens enfurecidos não contamina o coração de Jesus. Já não se ouve o som das muitas vozes, uns poucos homens perguntam simultâneamente: "Dize o que devemos fazer"? "Jesus endireita-se e diz: "Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela e tornando a inclinar-se escrevia na terra" Jo 8:7-8
Jesus escreve na terra de costas para eles. A segunda agachada de Jesus, mais uma vez transforma a situação. Obriga-os a refletir: "Saíram um a um a começar pelos mais velhos." Envergonhados, feridos na consciência, soltam as pedras ao chão. A graça não veio para condenar, mas para salvar: "Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais" Jo 8:11. A mulher profundamente agradecida sai correndo pelas ruas segurando suas vestes rasgadas.
A notícia deve ter se espalhado em Jerusalém, chegado aos ouvidos de seu marido. A Bíblia não menciona o que aconteceu com o casamento daquela mulher, mas vejo seu esposo "soltando as pedras", abraçando-a, perdoando-a. Assim creio porque Deus começou uma obra na vida dela e deve ter amparado-a em sua família.
Existem muitas lições nessa maravilhosa passagem das Escrituras, não me atrevo a enumera-las. Apenas oro para que o Espírito Santo fale aos corações revelando os mistérios da graça. Soli Deo Glória.

Baseado em João 8:1-11.


Bispo Anderson Camargo 
O que torna Uma pessoa inesquecivel para Deus....
Desprendimento,Quebrantamento e Adoração.
"Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu a casa do cheiro do unguento" Jo 12:3
Maria esteve ansiosa pela chegada do Mestre. Arrumou a mesa, ajudou a preparar o jantar, vestiu sua melhor roupa e com cuidado colocou o pequeno frasco do valioso e perfumado nardo puro bem protegido em suas vestes. Ninguém usaria aquele perfume, nem mesmo saberia de sua intenção em ungir Jesus. Certamente a fariam desistir, ofereceriam um bom dinheiro pela mercadoria importada embalada em caixa de alabastro e usada somente em ocasiões especiais.(1º desprendimento das Coisas)
Ela reuniu uma quantia bem elevada, referente a 300 dias de trabalho (Jo 12:5) , pensando em agradar Jesus. Se esforçou, economizou, trabalhou dobrado, e sonhou com o dia em que ungiria os pés do seu Mestre, daquEle que a amava de tal forma que a fazia se sentir digna, especial. Maria, fora transformada pelo amor. Enquanto esfregava seus cabelos umedecidos de perfume nos pés de Jesus, seu espírito contrito em silêncio confessava os pecados, em humildade, em reconhecimento, em amor e adoração.
Ela não falava mas Jesus, recebia seu gesto carregado de palavras e sentimentos. No Evangelho de Marcos está escrito: "Maria quebrou ,O vaso e derramou sobre a cabeça de Jesus"Mc 14:3.(2º Quebrantamento Salmos 51:17Os sacrifícios que agradam a Deus
são um espírito quebrantado;
um coração quebrantado e contrito,
ó Deus, não desprezarás.Joel 2:13 Rasguem o coração e não as vestes.
Voltem-se para o Senhor,
o seu Deus,
pois ele é misericordioso e compassivo,
muito paciente e cheio de amor;
arrepende-se e não envia a desgraça.) Faltavam apenas seis dias para a Páscoa e o gesto de Maria tinha significado profético: O Cordeiro estava sendo ungido para o sacrificio. No antigo Testamento o oléo era derramado sobre a cabeça, como forma de remédio, de nova unção. Reis e sacerdotes participavam do rito com oléo antes de assumirem suas funções. Foi assim com Davi. Ele recebeu oléo sobre a cabeça, derramado pelo profeta Samuel (I Sm 16)
Maria não escolheu um perfume qualquer, ela escolheu o melhor perfume! Reconhecia que Jesus era o Messias, o Salvador. Ele já estava anunciando Sua morte entre seus discípulos, Maria era sabedora disto. Ao ungir Jesus a partir da cabeça, ela revelou a vontade de Deus Pai. Ela confessou ser Jesus O Rei dos Reis, O Sumo Sacerdote o Salvador, aleluia!! Esta mulher foi grande! Seu gesto de uma fé incomum! Nenhum dos homens ali presentes foram capazes de absorver a mensagem contida no gesto de Maria. Ela a profetiza, Jesus, o Rei. Assim como Samuel e Davi.
"E enxugou-Lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa com o cheiro do unguento" Jo 12:3(3º Adoração Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
João 4:23)
Maria já compreendia essa mensagem. A adoração de Maria tomou conta daquele lugar. Maria, inscrita no Livro da Vida, elogiada por Deus, estaria para sempre como um memorial diante das Nações: "Em verdade vos digo que, onde quer que este Evangelho for pregado , em todo o mundo, também será referido o que ela fez em memória de mim" Mt 26:13.(Inesquecivel)
Minha morte, foi a minha vida: "Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto" Jo 11:24. Maria de Betânia festejava não só o sacrificio do Cordeiro, mas a sua própria morte e a nova vida que ressurgia dentro dela como o mais precioso perfume. Ela não se importou com as critícas, com os olhares de censura, com os cochichos, ela só olhou para O Mestre. Ele foi o Seu alvo. Chamara-na de louca, de insensata mas ela não se importou. Parecia que estava no Paraíso, perto do Seu Amado.
A verdadeira adoração nos conduz a uma atmosfera Divina, é o encontro do pecado com o perdão. É a cura da alma, o refrigério. A satisfação de Maria em servir também deve ser a nossa. A entrega total da vida, dos bens. Para que aquele perfume fosse extraído e ajuntado em um frasco, houve morte da planta, houve suor de Maria.

Betânia, em Hebraico significa "casa do aflito". Ao aflito é dito: Ajunta nardo precioso, sobe a Betânia e adora ao Mestre e a cura, a Salvação virá. Amém.


Bispo Anderson Camargo.