sexta-feira, 27 de maio de 2016

Cortado, colocado do tamanho certo.
“Então Elias, o tisbita, que habitava em Gileade desse a Acabe: tão certo como Vive o Senhor, Deus de Israel , em cuja presença estou, que nestes anos não haverá orvalho nem chuva , senão segunda minha palavra.” 1 Reis 17: 1.
O grande herói da fé Elias começa sua aparição na Bíblia com a presença ameaçadora na frente do Rei Acabe, pronunciando uma sentença ao povo e a terra que amedrontaria até os mais fortes e sábios. Sem chuva o rei compreendia que plantas e animais morreriam, o povo minguaria e morreria de fome, mas também sábia de seus pecados, seu orgulho falava alto e a loucura da paixão por Jezabel, sua esposa, sacerdotisa de Baal, o deixava com os olhos ofuscados para enxergar a Deus.
Mas o Senhor ainda devia preparar mais o seu escolhido e o retira do povo com uma ordem:
“Retira-te daqui, vai para a banda do oriente, e esconde-te junto ao ribeiro de Querite, que está ao oriente do Jordão.” 1 Reis 17:3.
Para proteção de Elias o Senhor o retirou do meio do povo, pois sábia que seria caçado para que ordenasse o retorno da chuva, mas também porque também o coração de Elias ainda precisava enfrentar os moldes de Deus. Devemos tirar principalmente duas lições importante da história desse homem e a primeira é: Seu passado não importa para Deus!
Quando Elias e citado a primeira vez quase nada do seu passado é descrito e exposto a nós, podemos entender que ele seria um homem ligado a Deus, em plena comunhão para ser chamado a essa missão, mas devemos compreender também que ainda lhe faltava algo, e é esse o segundo ponto importante que é: Todos precisamos ser moldados a vontade de Deus.
Elias foi enviado a um local chamado Querite, esse local tem em seu nome um significado peculiar, quer dizer: Cortado, colocado do tamanho certo.
No conforto que Deus provia Elias recebia todos os dias pães e carne entregues pelos corvos, tinha água fresca para beber no ribeiro (1 Reis 17: 6), era comodo para ele estar ali, alimentado e sustentado por Deus. “Mas decorrido alguns dias o ribeiro secou, porque não havia chuva na terra 1 Reis 17: 7.” Quando o conforto de Elias acabou ele se colocou na mesma situação em que todos viviam, pois antes estava indiferente e diferente de todos os outros, ninguém tinha água mas ele tinha, ninguém tinha o que comer mas ele era sustentado pelos corvos.
O nosso conforto também ira acabar algum dia, talvez já tenha acabado, e passar por situações de desconforto e natural a vida, e nelas que crescemos. Elias foi provado por Deus, e eu e você de igual forma passaremos também pelo crivo do Senhor, para crescer. Creio que alguma vez em sua vida você deve ter orado ao Senhor e parafraseando Davi deve ter pedido a Deus que lhe criasse um coração novo, transformasse o espírito em um espírito inabalável pelos ardis do inimigo. É nesse momento que Deus opera, pois e muito fácil ser cristão quando tudo vai bem!
(Ilustração) Uma criança procurou sua mãe sentindo fortes dores nas articulações, sua mãe preocupada o levou ao médico e depois de alguns exames simples o médico disse: Mãe, não se preocupe, seu filho sente dores porque está crescendo, isso é natural.
Meu amigo, a ilustração é simples, mas quero que você compreenda que, assim como ele, e em todos os aspectos da vida, precisamos crescer, principalmente espiritualmente, mas enquanto vivermos nesse mundo de pecado crescer dói, não porque Deus quer que doa, mas porque se faz necessário pro nosso caráter ser firmado.
Não perca hoje a oportunidade e a chance de louvar a Deus mesmo em meio as provas dessa vida. Se seu conforto acabou é a oportunidade de acabar com o comodismo espiritual também, mesmo que não seja conforto físico, não falamos só de posses e bens, mas de saúde, bem estar. É mais do que hora de sermos revividos por Cristo, devemos ter a mesma fé que Elias teve. Abraçe a Jesus, ele pode te dar a paz.
Bispo Anderson Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário