sexta-feira, 21 de outubro de 2016

No Fundo do Poço com a Promessa de Deus
"Então tomaram a Jeremias, e o lançaram na cisterna de Malquias, filho do rei, que estava no átrio da guarda; e desceram a Jeremias com cordas; mas na cisterna não havia água, senão lama; e atolou-se Jeremias na lama." Jer 38.6
A expressão no "fundo do poço" tem um sentido literal que nos transmite as seguintes idéias: cavernas, buracos, escuridão, mau cheiro, insetos e animais peçonhentos. Mas também, pode ser utilizada como metáfora, ou sentido figurado, para explicar as múltiplas situações que atingem a vida do ser humano, que o colocam para baixo, como estar abatido, deprimido, sem saída e sem esperança.
Podemos encontrar na Bíblia diversos exemplos de situações na vida de pessoas que seguiam a Deus, e que se viram no "fundo do poço".No trecho do livro do Profeta Jeremias que foi mencionado no início dessa mensagem, esse personagem também foi colocado no fundo de um poço. Na verdade o texto trata de uma cisterna, que no sentido original da palavra se remete a um poço, que em algumas épocas do ano não tinham água, e que muitas vezes eram usados como locais para prender pessoas.
Vamos primeiro pensar no personagem principal desse contexto, o profeta Jeremias, cujo nome significa "aquele a quem Jeová nomeou". Seu ministério estendeu-se de 627 a.C a 586 a.C, quando Jerusalém caiu totalmente nas mãos de Nabucodonozor, rei de Babilônia, ou seja, seu ministério durou cerca de 50 anos.
Um homem chamado Baruque era o escriba desse profeta, que ditava tudo o que recebia de Deus, para ele escrever em rolos.
Devido a natureza de suas mensagens foi constantemente posto em perigo, principalmente, devido ao pecado que estava entranhado no meio do povo, de cima a baixo da sociedade judaica da época. Jeremias sofreu muito por levar os arcanos de Deus para seu povo.
Podemos entender com todos os exemplos encontrados na Bíblia sobre situações de pessoas que chegaram ao "fundo do poço", que este não é o fim. Não é o final da sua vida, embora pareça que nada mais dê solução, mas entenda, não acabou, por três principais motivos descritos a seguir:
I - Deus faz planos para cada um de nós (Jer 1.5)
"Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações". 
Cada pessoa tem um plano feito por Deus para sua vida, e nehum plano do Senhor se frustra. O que siginifica dizer que ele irá gerar situações para cumprir cada desígnio dele em nossas vidas, então observe algumas coisas:
1 - Deus se utiliza de muitas coisas para realizar seus planos, como:
a) Permitir que pessoas ruins intentem nos fazer mal (Gn 37)
Como aconteceu com José, que foi jogado no poço por seus irmãos, e depois foi vendido como escravo.
b) Permitir que situações calamitosas ocorram (Rt 1)
Como aconteceu com Noemi e Rute, e também com Jó.
Essas coisas que o Senhor permite acontecer são para nos levar a posição espiritual que ele deseja que alcancemos. Ocorre que quando essas coisas acontecem muitos se afastam de Deus, quando o que ele quer é um contato maior.
2 - Três coisas que Deus não permite em seus planos.
a) Que sejamos vacilantes (Jer 1.6-7)
"Mas eu disse: Ah, Soberano Senhor! Eu não sei falar, pois ainda sou muito jovem." Jeremias foi vacilante quando o Senhor o chamou, mas Deus o reprendeu, conforme vemos no verso 7. Não podemos ser vacilantes, a fim de que os planos de Deus sejam cumpridos em nossas vidas.
b) Que tenhamos medo (Jer 1.8)
"Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo", diz o Senhor." O Senhor falou que o profeta não precisaria se preocupar, pois seria com ele. A promessa é a mesma para nós, não devemos temer qualquer coisa que seja, pois Deus está conosco todo o tempo, por meio do Espírito Santo.
c) Que tenhamos uma visão limitada (Jer 1.11-13).
"E a palavra do Senhor veio a mim: O que você vê, Jeremias? Vejo o ramo de uma amendoeira, respondi. O Senhor me disse: Você viu bem, pois estou vigiando para que a minha palavra se cumpra. A palavra do Senhor veio a mim pela segunda vez, dizendo: O que você vê? E eu respondi: Vejo uma panela ferven­do; ela está inclinada do norte para cá." Não podemos ter uma visão limitada. A visão que temos das nossas situações está limitada pela nossa carne, mas precisamos ter a visão de Deus. Como quando o moço do profeta viu os exércitos inimigos e ficou com medo pelo número que era muito grande, mas quando o profeta orou e pediu a Deus para abrir seus olhos, ele viu carros e cavalos de fogo. Temos que ter esse tipo de visão, para não sermos impedidos de receber o cumprimento dos planos de Deus para nós.
Outra coisa que devemos entender é que:
II - O fundo do poço faz parte dos planos de Deus (Jer 1. 10, 38.6)
"Veja! Eu hoje dou a você autoridade sobre nações e reinos, para arrancar, despedaçar, arruinar e destruir; para edificar e plantar." e "Então tomaram a Jeremias, e o lançaram na cisterna de Malquias, filho do rei, que estava no átrio da guarda; e desceram a Jeremias com cordas; mas na cisterna não havia água, senão lama; e atolou-se Jeremias na lama." Quando estamos lá no fundo escuro e úmido de um poço, achamos que tudo acabou, e não percebemos que aquilo faz parte do plano de Deus. Precisamos passar por ele, para chegar ao destino final. 
1 - Quando descemos parece que tudo acabou, mas na verdade estamos caminhando. (Gn37)
José foi levado como escravo, mas depois se tornou o segundo no Egito.
a) É melhor descer ao fundo do poço do que morrer.
Os irmãos de José queriam matá-lo mas um deles intentou jogá-lo no poço para depois vendê-lo. Da mesma forma com relação a Jeremias, alguns príncipes queriam matá-lo mas outros preferiram jogar o profeta no poço. Assim olhe para sua situação, é melhor passar por isso do que morrer sem ver a promessa de Deus cumprida.
b) Do fundo do poço é possível olhar mais para cima.
Quando estamos no fundo do poço a visão é turva por causa da escuridão, e o único lugar para onde desejamos olhar é para a luz que fica acima. Talvez Jeremias tenha se lembrado do Salmo de Davi, "Olho para os montes, de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor." No fundo do poço precisamos olhar para Deus.
2 - O poço não é lugar de tristeza, mas de esperança em Deus.
Pode parecer estranho pensar dessa forma, mas o Senhor espera que nesse momento de dor, sua decisão seja confiar nele. quando isso ocorre Ele providencia o livramento. Como aconteceu com o profeta, que recebeu ajuda de um homem, servo do rei, para sair do poço.
III - O servo de Deus permanece firme na vontade do Senhor.
O verdadeiro servo do Senhor mesmo nas mais profundas dificuldades, continua sendo fiel. O profeta fiel, mesmo apanhando, sendo caluniado e jogado em prisões e poços, sempre dirá, "assim diz o Senhor".
Quando fazemos assim:
1 - Isso faz com que nos tirem do poço;
2 - Isso faz com que os planos de Deus se cumpram; e 
3 - Isso faz com que outros vejam Deus na nossa vida.
Como aconteceu, de Nabucodonozor por ficar sabendo de Jeremias, determinou a um dos seus Generais que o procurasse e lhe protegesse, dando o que quisesse, além de deixá-lo ir pra onde quisesse. É assim que Deus quer fazer conosco. Permaneça firme, mesmo no fundo do poço, pois há um plano pra você preparado por Deus.
Que o Senhor te abençoe!!!
Bispo Anderson Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário