sexta-feira, 5 de junho de 2015

MENTALIDADE DE GAFANHOTO
Números no capítulo 13...Moisés enviou doze espias, para examinar a Terra Prometida, antes de entrar nela. Os espias viram a terra, rica em mel, leite, uvas... e gigantes. Quando voltaram, seus relatórios eram contraditórios. Dez homens deram um relatório negativo; dois deram um relatório positivo.
Ignorar os gigantes não foi o que fez os relatórios serem considerados bons ou ruins. Todos os doze espias reconheciam a existência de gigantes, mesmo os dois espias cheio de fé: Josué e Calebe. Uma vida de fé não implica ignorar o óbvio.
Algumas pessoas pensam que reconhecer um problema significa admitir a dúvida. Ideia incorreta. Paulo certa vez reconheceu que Satanás estava dificultando as coisas (1 Tessalonicenses 2: 18). Pedro falou de um adversário (1 Pedro 5: 8). Jesus, em Mateus 4, não agiu como se Satanás não existisse.
Ignorar um câncer, um fracasso financeiro, ou um casamento problemático não desfaz o problema. É preciso admitir que algo existe, antes de confrontá-lo com sucesso. O pecador nunca estará de fato convertido até admitir a sua necessidade [ de perdão e restauração]. O batismo com o Espírito Santo vem apenas para aqueles que percebem que estão “vazios”.
Todos os doze espias tinham fé. Mas houve uma diferença. Dez tinham fé em gigantes. Dois tinham fé em Deus. Dez voltaram se queixando: “Você viu o tamanho daqueles gigantes?” Josué e Calebe voltaram lambendo os lábios e dizendo: “Você viu o tamanho daquelas uvas?” Dez eram gafanhotos. Dois eram exterminadores de gigantes e provadores de uvas!
Sua conversa revela se você é um vencedor ou um perdedor. Perdedores dão importância aos seus problemas. Vencedores falam sobre suas possibilidades de sucesso. Perdedores discutem os seus obstáculos. Vencedores falam de oportunidades. Perdedores falam de doença. Vencedores falam de saúde. Perdedores falam como vítimas. Vencedores falam como vitoriosos. Perdedores têm mentalidade de escravos. Vencedores tem mentalidade de filhos.
A bíblia é um “livro de fotografias”. Ela fornece uma “fotografia” de Deus, uma “fotografia” do diabo, e a “fotografia” que tem de você. Você aceitará uma das quatro avaliações de sua vida 1) o que você pensa de si mesmo; 2) o que os outros pensam de você; 3) o que Satanás pensa de você; ou 3) o que Deus pensa de você.
Os dez espias disseram: “Em nossa opinião, somos como gafanhotos. Mesmo os gigantes acham que somos como gafanhotos”. Uma vez uma pessoa veio até mim , e disse: “Bispo, não sou nada. Sou tão indigna”. Perguntei: “Será que Deus criou você?” Ela me respondeu: “Sim”. Indaguei: “Então, você acha que ele criou seres inferiores, sem valor?”. Ela entendeu a questão.
Deus não cria mercadoria barata. Você é criação dele. Você é valioso. Ele implantou em você as sementes de sucesso, fé e poder. Aja de acordo com essa ideia! Viva de acordo com isso! Pare de diminuir a si mesmo. Você tem a mente de Cristo? Então, você é brilhante! Diga em vos alta: “Tenho a mente de Cristo. Estou surpreso com essa maravilhosa mente funcionando em mim”. Você não é gafanhoto! Pare de falar com um! Pare de viver como um.
Pare de ampliar seus problemas. Pare de exagerar o poder do diabo. Comece a enfatizar o poder do seu Deus! Comece a testemunhar a respeito da grandeza do Senhor e do que Ele está planejando para você hoje! Planeje o amanhã de vitórias!
Mentalidade gafanhoto destruirá sua fé. Interromperá o fluxo de fé. Permitirá que Satanás aja em sua vida. Receba o “instinto” de exterminador de gigantes. Você é maior do que o inimigo, porque você é templo de Deus. O Espírito Santo vive dentro de você. Pare de olhar para as “fotografias” do fracasso de ontem que Satanás insiste em mostrar-lhe. Deus tem um álbum de fotos de suas vitórias, de seu futuro, de seu amanhã! Ele não está olhando para onde você tropeçou ontem, mas para suas possibilidades de amanhã.
Muitos falam como murmuradores, em vez de falar como conquistadores. Nós não somos gafanhotos. Os dez espias falaram sobre o tamanho dos gigantes, mas Josué e Calebe conversavam sobre os tamanhos das uvas! Concentre-se em suas oportunidades, e não nos obstáculos. Comece louvando a Deus por aquilo que você já tem, e não apenas pelo que pretende ter! Se sempre buscar o que está além do que possui atualmente, deixará escapar a alegria do agora, a felicidade do hoje, a vitória do presente.
Gafanhotos enfatizam o que está errado, ao invés de aquilo que está certo. Gafanhotos amam falar sobre injustiças recebidas. Eles discorrem sobre como foram maltratados e como as pessoas não os compreendem. Alguma vez você já ouviu um gafanhoto levantar-se perante um grupo e dizer: “Mereço todo o crédito pelo meu fracasso”? Absolutamente não! Eles Têm uma lista de pessoas responsáveis por aquilo que são. Gafanhotos justificam suas derrotas. Eles sempre têm uma desculpa para não vencer o diabo. De fato, às eles até derrubam outras pessoas que estão caminhando e vivendo vitoriosamente.
Não estou dizendo que é fácil. Mas, para liberar uma vida incomum, é necessário abandonar a Mentalidade de gafanhoto e adotar a Mentalidade de exterminador de gigantes. Você deve preparar a sua mente para mudança. Você pode mudar. Deus lhe deu poder de escolha: o poder de dirigir seus pensamentos, suas ações! Programe sua mente para destruir a Mentalidade de gafanhoto. Reforce a mente de exterminador de gigantes, escolhendo amizades que promovam fé em sua vida. Se você tolerar qualquer outro tipo de relacionamento, isso poderá ser prejudicial para o seu crescimento espiritual.
Seja exigente. Torne-se mais seletivo na escolha de seus amigos, das músicas que ouve, dos programas de televisão que assiste, de seu material de leitura. Opte por um material que gere fortalecimento espiritual.
BISPO Anderson Camargo

Nenhum comentário:

Postar um comentário