terça-feira, 13 de setembro de 2016

A figueira estéril na vinha.... Lucas Cp. 13 Vs. 6,9
E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando;
E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente?
E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque;
E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar. 
para que possamos melhor entender a mensagem, vamos identificar os personagens desse texto. Certo homem é Deus. A vinha é o mundo. A figueira é Israel. Vinhateiro é Jesus.
Quando lemos esse texto surge à pergunta, por que plantar uma figueira no meio de uma vinha, ou seja, no meio de uma plantação de uvas, visto que são diferentes no tamanho e no tempo de produção, a figueira chega a 11 metros de altura enquanto a vinha é mantida numa altura aproximada de 2 metros. Neste caso entendemos que a figueira que representa o povo de Israel, os eleitos de Deus deviriam fazer a diferença no meio da vinha (mundo), por serem chamados para abençoar todas as famílias da terra como Deus prometeu a Abrão: (Gn-12,3) Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. Mas eles como eleitos de Deus, tornaram-se infrutíferos, não trazendo as famílias da terra para a presença de Deus para serem abençoadas, não cumprindo com o seu chamado. Os três anos que o dono da vinha procurava os frutos da figueira e não encontrava, representa os três anos do ministério de Jesus em que ele percorreu toda a nação, para que a Figueira reconhecesse a sua incircuncisão de coração e produzisse frutos dignos de arrependimento. Por que ocupa ainda a terra inutilmente? Essa pergunta o dono da vinha fez ao vinhateiro, pois quando se planta uma arvore frutífera espera-se colher seus frutos, podendo dependendo da arvore demorar mais ou menos tempo, mas a colheita tem que acontecer, pois de outra forma deve ser cortada para que outra que produza seja plantada em seu lugar. No caso do vinhateiro (Jesus) em sua imensa misericórdia pediu ao dono da vinha (Deus) que aguardasse por mais um ano para que se trabalhasse mais um pouco aquela arvore e se não desse fruto então a cortaria.
Quantas pessoas conhecemos, que Deus as chamou para serem a figueira no meio em que vivem, para darem bons frutos e ganharem famílias para o Senhor, e como os Israelitas descritos neste texto, tem se isolado na condição de escolhido do pai, não atendendo ao chamado feito pelo Senhor como esta escrito no livro de Mateus 5: 14,16; Vós sois a luz do mundo. Não pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para coloca-la debaixo do vaso, mas no velador, e alumia a todos que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus. Deus nos capacitou com seus Dons para que sejamos a luz para aqueles que vivem na escuridão, não podemos nos esconder para deixar de cumprir o nosso ide, pois um dia o pai requerera tudo aquilo que ele colocou em nossas mãos para ser feito, não esqueçamos a parábola dos talentos.
Bispo Anderson Camargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário