sexta-feira, 25 de abril de 2014

A JANELA
A Janela - 1Reis 7:4
Janela é uma abertura feita na parede de um cômodo que permite a iluminação, o arejamento interno e dá visão para o exterior. Todo mundo já usou a janela de sua residência para alguma coisa, quem sabe ver as p...essoas do lado de fora, para entrar um vento ou sol, ficar sentado, enfim ela é muito útil em nossa vida diária.
A Bíblia fala de algumas situações que foram vividas na janela, ela foi mencionada na vida de algumas pessoas.
Algumas janelas:
1) A Janela de Êutico: Atos 20:7-10 - A janela do posicionamento errado - Algumas vezes estamos igual a este homem, acomodado em um lugar que não é conveniente para estarmos e pensamos que não vamos correr risco de nada. Nosso posicionamento em lugar errado poderá causar dano em nossa vida.
Saiamos dessa janela! Vamos para um lugar adequado, onde poderemos viver uma vida melhor.
2) A janela de Mical: 1Crônicas 15:29 - A janela do julgamento e desprezo - Algumas vezes ao olharmos a atitude de algumas pessoas, desprezamos e até julgamos seu comportamento precipitadamente como fez Mical. Precisamos aprender a pensar, antes de falar.
3) A Janela de Daniel: Daniel 6:10 - A janela da fidelidade - Fidelidade é essencial na vida daquele que serve a Deus, precisamos enfrentar qualquer situção e nos mantermos fiéis a Deus. Daniel, mesmo sabendo que poderia morrer, abriu a janela e orou a Deus.
As janelas estão associadas à vida dessas pessoas, suas atitudes foram tomadas na janela! Pense em que janela você está e o que está fazendo, reflita e tome uma atitude agora mesmo. Deus também tem uma janela para nós, receba e viva a benção do Senhor!
Malaquias 3:10 - Eu, o SENHOR Todo-Poderoso, ordeno que tragam todos os seus dízimos aos depósitos do Templo, para que haja bastante comida na minha casa. Ponham-me à prova e verão que eu abrirei as janelas do céu e farei cair sobre vocês as mais ricas bênçãos.

Um comentário:

  1. Houve um momento da vida de Daniel que foi crucial. Pessoas que o cercavam e que não eram suas amigas (nem todos que nos cercam nos amam) quiseram incriminá-lo. Fizeram de tudo, mas nenhuma auditoria ou mesmo uma proposta indecente corrompeu a incrível integridade daquele profeta (v.4). Até que armaram uma cilada ligada a questão de fé (v.5). Pois foi nessa hora de injustiça, de conluio, de ameaça a própria vida é que encontramos Daniel prostrado diante de Deus diante das janelas do seu quarto (v.10). É dessa linda imagem bíblica que queremos extrair algumas lições.

    A primeira delas atem-se ao fato de que janelas apontam para os referenciais que temos na vida. Tudo que Daniel era em essência estava ligado a Jerusalém, não tanto a terra, mas para o significado dela. Em Jerusalém ele aprendera a amar a Deus. Em Jerusalém ele aprendera a depender de Deus. Por isso suas janelas davam para Jerusalém. Aquilo que não era acaso. Daniel resolveu fazer de seu lar um memorial de fé. Aprendo aqui com Daniel que semelhantemente Jerusalém tem de ser nosso referencial. Não a Jerusalém palestínica, mas sim a celestial. Quem vive orientado para a Jerusalém celestial vive orientado por Deus. Gente assim tem janela que dá para o céu. Gente assim tem referenciais de vida que são eternos.

    Justamente porque as janelas dão para o céu é que elas ficam abertas. Não adianta ter janelas voltadas para “Jerusalém” se elas estiverem fechadas. Janelas fechadas não recebem coisa alguma. Janelas abertas estão escancaradas para tudo que vier do trono do Altíssimo (que está na Nova Jerusalém), seja em forma de bênçãos, de consolo, de alegria, de realização ou mesmo de repreensão. As janelas da sua alma estão abertas ou fechadas para Deus?

    As janelas são importantes porque por elas a luz entra numa casa. E quando pensamos em luz é impossível desassociar do Senhor, pois Ele é luz (I Jo.1:5). Há lares e vidas que vivem uma escuridão porque não permitem a entrada da luz. São cubículos sem janelas. Não querem saber da igreja, de meditar na Palavra, de orar… janelas essas que Deus criou para que a Luz pudesse entrar. Na própria organização pessoal da vida, não há espaço/janela para manter um momento devocional e de comunhão com Deus. Se esse é seu caso, chegou a hora da marreta. Quebre esse cubículo e estabeleça janelas nele!

    Janelas dão para a transparência. Quem tem janelas não tem vergonha de mostrar o que é, a parte de dentro de sua vida. Daniel era assim. O texto citado ele afirma que Daniel continuou fazendo e sendo o que era. Ele orava antes. Continuou orando depois do decreto ameaçador do rei. Sua vida é transparente? Ou faltam janelas?

    Por fim janelas apontam para onde olhamos, para até onde nossa visão alcança. E falar em visão é também falar em esperança. Daniel tinha a esperança de que mesmo num contexto todo desfavorável Deus o usaria. Ele tinha esperança de que mesmo recebendo uma sentença de morte (aquele decreto real representava isso) a última palavra sobre sua vida estava com o Senhor! Aleluia, porque noticias e prenúncios ruins não são maiores que o Senhor nosso Deus! E nEle podemos colocar nossa esperança! As coisas andam complicadas? Coloque sua visão no Senhor Jesus! Ele renovará a sua esperança!

    ResponderExcluir